O wealth management é uma opção para quem busca o gerenciamento de toda a vida financeira com mais segurança, comodidade e profissionalismo.

Focado na administração de grandes patrimônios, o wealth management é uma estratégia mais ampla, que cuida não só de onde investir o capital, mas também do planejamento tributário e questões sucessórias.

Afinal, se você trabalhou tanto para construir sua riqueza, não pode negligenciar os cuidados com ela.

Quer uma Consultoria de Investimentos? Agende Agora uma Pré-Consulta Grátis.

Investir o próprio dinheiro e gerenciar seus investimentos sozinho pode ser desafiador, além de custar tempo, dedicação e estudo, principalmente quando se trata de um grande patrimônio.

Não são só as escolhas de investimentos, seus riscos, liquidez e rendimento. Existem ainda a questão dos impostos que incidem sobre a riqueza que trazem mais complexidade à gestão patrimonial.

Nem todo investidor precisa fazer isso sozinho. É possível contar com o auxílio profissional. É para isso que servem as empresas de consultoria em wealth management.

Esse serviço foi criado para atender de forma personalizada os clientes que precisam de ajuda para transformar todo trabalho duro em uma vida mais confortável e descomplicada.

Além de gerir, o conjunto de práticas usadas para administrar a riqueza de pessoas e empresas também é uma alternativa para aqueles que desejam aumentar seu capital.

Se você quer saber mais  sobre o serviço de wealth management e quando contratá-lo, continue a leitura e descubra como a gestão feita por um profissional pode ajudar na sua vida financeira e te trazer muito mais liberdade.

O que é Wealth Management?

Wealth management, em tradução literal, significa "gestão de fortunas", um serviço de consultoria financeira abrangente focado na administração, consolidação e valorização de grandes patrimônios.

O atendimento de uma wealth management é altamente personalizado e combina serviços de planejamento, consultoria e gestão de investimentos para pessoas físicas e jurídicas.

O foco principal são clientes de alta renda e com grande patrimônio, como profissionais liberais, empresários, herdeiros e famílias ricas.

O conceito da gestão patrimonial surgiu da dificuldade que pessoas de alta renda enfrentavam para administrar seus recursos. Afinal, quanto mais elevado o patrimônio, mais complexo e personalizado devem ser os serviços.

No entanto, além de manter e cuidar dos recursos dos clientes, a abordagem do wealth management também busca formas para aumentar esse patrimônio. 

A grande diferença com uma assessoria de investimentos comum, é que no wealth management todas as necessidades financeiras do cliente estão centralizadas e contam com suporte de profissionais especializados, sem conflito de interesses.

Para Quem o Wealth Management é Recomendado?

O Wealth Management é voltado para pessoas físicas de médio e grande patrimônio, pequenos e grandes empresários, famílias ou até mesmo uma fundação que deseja assistência especializada para gerir seu patrimônio.

O serviço é útil para todos aqueles que têm alta renda e desejam planejar a construção de seu patrimônio com responsabilidade.

Ou para quem já possui riqueza consolidada, mas que quer que ela continue crescendo e rendendo bons frutos.

De forma geral, não é preciso nenhum conhecimento profundo sobre finanças e investimentos, uma vez que o próprio Wealth Management conta com profissionais capacitados para auxiliar em todas as etapas.

A escolha de qual caminho será seguido, vai depender dos objetivos pessoais e metas de vida de cada cliente.

Terceirizar a gestão da riqueza pode ser interessante para quem:

  • Deseja planejar uma aposentadoria precoce e viver de renda;
  • Quer garantir uma vida confortável para as gerações futuras;
  • Planeja investimentos ambiciosos sem comprometer o padrão de vida atual.

Os motivos são vários e os consultores vão auxiliar e tomar uma ação estratégica com base no que o cliente deseja e estabelece como prioridade.

Mesmo assim, há alguns objetivos principais para contratar um Wealth Management, são eles:

  • Proteção do patrimônio: Conte com a ajuda dos consultores para analisar os principais riscos internos e externos que podem comprometer sua riqueza e como minimizá-los ou eliminá-los completamente.
  • Crescimento de fortuna: Os consultores estão sempre atentos às oportunidades para aumentar o patrimônio a partir de escolhas financeiras legais e de escolhas tributárias mais inteligentes.
  • Perpetuação da riqueza: Conte com profissionais para manter a riqueza nessa ou nas próximas gerações.

Como o próprio termo "gestão de fortunas", já que diz, este é um serviço focado em clientes de alto padrão financeiro. Seja de pessoas físicas, empresários, empreendedores, artistas, atletas, personalidades ou famílias.

O wealth management acaba sendo mais vantajoso para pessoas com um patrimônio mais elevado, entretanto, não há nenhuma quantia definida de quanto é preciso ter para fazer uso desse serviço.

As próprias empresas que prestam esse serviço têm liberdade para definir qual o perfil de cliente com o qual querem trabalhar.

No caso, o GuiaInvest Wealth, atende pessoas com um patrimônio inicial de R$ 300 mil.

Quer uma Consultoria de Investimentos? Agende Agora uma Pré-Consulta Grátis.

Como Funciona o Wealth Management?

O wealth management busca centralizar e atender o cliente por completo, em todas suas necessidades financeiras, com o máximo de conforto, comodidade, segurança e rentabilidade.

Dessa forma, os indivíduos de alto poder aquisitivo eliminam a obrigação de escolher diferentes profissionais e produtos para gerenciar sua vida financeira.

Uma gestão do tipo wealth management oferece uma estrutura completa de serviços, como:

  • Gestão de investimentos (seleção, consolidação e monitoramento da carteira de ativos);
  • Consultoria financeira;
  • Planejamento familiar, patrimonial e sucessório;
  • Assessoria jurídica, fiscal e contábil;
  • Serviços de administração bancária e custódia de recursos;
  • Gestão fiduciária;
  • Gerenciamento de riscos.

Todas essas funções ficam a cargo de consultores especializados em questões financeiras, administrativas e tributárias, os chamados wealth managers (gestores de fortunas).

Ao aderir a essa gestão patrimonial, o consultor começa analisando a situação atual do cliente, identificando fragilidades e necessidades para desenvolver um plano.

Com base nisso e nos objetivos de curto, médio e longo prazo do cliente, bem como seu nível de tolerância ao risco, é elaborado um plano financeiro.

Esse profissional deve dar todo o suporte para melhorar e aumentar as receitas, otimizar os créditos, gerar melhor crescimento patrimonial e obter um tratamento tributário favorável.

Enquanto algumas empresas atuam apenas como uma consultoria passiva, ou seja, somente aconselham nas decisões, outras oferecem o serviço de gestão ativa e tem a autorização do cliente para comprar e vender investimentos quando julgarem necessário.

O ideal é que os especialistas estejam sempre acompanhando a evolução patrimonial. Para isso, são realizadas reuniões regularmente com os clientes para atualizar metas, revisar e reequilibrar o portfólio financeiro.

Principais Vantagens do Wealth Management

Contar com a gestão de investimento realizada por profissionais especialistas no mercado pode ser benéfica, especialmente quando essa opção é o Wealth Management.

Nele, toda a política de investimentos é desenvolvida de forma personalizada para o cliente e conta com profissionais qualificados que se preocupam de fato com o seu patrimônio. 

Isso acontece, porque diferente do assessor, o consultor não trabalha conflitado, mas sim alinhado com o que o cliente quer, sem receber comissões para vender determinado produto.

Outra vantagem é a gestão profissional em todos os aspectos ligados ao patrimônio, como área jurídica, fiscal, contábil e financeira.

Mas não é só isso. Veja esses e mais benefícios da gestão de riqueza:

  • Gestão profissional de cada recurso;
  • Acesso às melhores alternativas de investimentos;
  • Acompanhamento contínuo;
  • Redução de custos e riscos;
  • Proteção do patrimônio.

Quer uma Consultoria de Investimentos? Agende Agora uma Pré-Consulta Grátis.

Tipos de Wealth Management

O serviço de wealth management pode ser dividido em duas modalidades: a de Private Wealth Management e Family Wealth Management.

Em cada caso, os consultores se especializam em determinadas abordagens para apresentar soluções ainda mais personalizadas.

Private Wealth Management

O foco do Private Wealth Management é na vida individual de uma pessoa.

O objetivo é buscar soluções financeiras sofisticadas para aumentar o patrimônio e/ou transformá-lo em ativos que resultem em conforto para uma vida tranquila e de conforto.

Family Wealth Management

Já o family wealth management, foca nos interesses de uma família, não de apenas um indivíduo.

Nesse caso, o planejamento é um pouco mais complexo, pois é preciso se atentar não só ao capital financeiro, mas também ao capital humano, intelectual, cultural e social da família.

Afinal, é preciso de muita sensibilidade e cuidado com processos ligados à sucessão, herança e inventário e seu papel  na preservação da riqueza familiar.

Valor do Wealth Management

O custo do wealth management pode variar de acordo com a gestora escolhida e o tamanho do seu patrimônio.

Geralmente a remuneração acontece de uma dessas três formas distintas:

  • Remuneração fixa;
  • Percentual acordado;
  • Receita recorrente.

Já o valor de um serviço de wealth management vai muito além do preço pago por ele. 

Ele pode representar sua aposentadoria precoce, o acesso à faculdade dos filhos, o crescimento do seu patrimônio, o alcance dos seus objetivos, uma vida mais leve, plena e feliz.

Diferença entre Wealth Management e Asset Management

O conceito de Wealth Management e Asset Management são frequentemente confundidos, mas eles representam coisas distintas.

O Asset Management consiste em um serviço de assessoria voltada exclusivamente para a gestão de ativos.

Isso significa que esse serviço foca nos ativos, analisando ações, títulos de renda fixa, imóveis, empresas, bens físicos, entre outros. Investindo o dinheiro de diferentes perfis de clientes de acordo com objetivos específicos. 

Por outro lado, o Wealth Management consiste em uma ampla variedade de serviços, que vai além da gestão dos ativos.

Esse serviço assume funções mais complexas, que abrange os investimentos, impostos, gestão financeira, fluxo de caixa, planejamento sucessório, enfim, tudo que impacta a vida financeira do cliente.

Outra diferença bem importante, diz respeito à remuneração e ao conflito de interesses.

Enquanto as asset management são remuneradas a partir de uma taxa de gestão, cobrada em relação ao total investido, o sistema das wealth management pode variar. 

Além disso, o wealth management, geralmente, funciona de forma independente. Ou seja, não depende de bancos para indicar investimentos.

Sendo assim, o consultor de investimento é livre e sua única preocupação é aumentar o nível de riqueza das famílias ao longo das gerações. Já que não recebe comissão sobre a venda de produtos pouco rentáveis, mas sim, ganha conforme a riqueza do cliente cresce.

Wealth Management Vale a Pena?

Em um mundo tão dinâmico, ninguém pode descuidar de suas riquezas, nem mesmo os mais ricos.

Por mais que uma pessoa tenha afinidade com os investimentos e goste de aprender e se envolver com o mercado, gerir uma grande riqueza dá trabalho.

É preciso de bastante tempo para se manter sempre atualizado e essa dedicação aumenta conforme o patrimônio cresce, afinal, qualquer erro pode ter resultados catastróficos.

Por isso, contar com um serviço altamente especializado, que forneça o suporte adequado para a gestão do patrimônio e de outras áreas como a tributária, fiscal e jurídica, pode contribuir positivamente para o aumento do volume da riqueza.

Vale lembrar que não dá para entregar seu patrimônio nas mãos de qualquer pessoa. Por ser um serviço que demanda muita confiança, deve ser feito por profissionais altamente especializados e de confiança.

Contratar uma consultoria de investimentos é mais confiável quando prestado por uma empresa com histórico de mercado, como a GuiaInvest, que existe desde 2008.

Além disso verifique se o escritório tem um time de analistas com diferentes especialidades e não recomendem apenas fundos de investimentos, que facilitam a gestão e geram maior retorno ao consultor.

Informe o DDD + 9 dígitos