O que é VIX e como o Índice do Medo mexe na Bolsa de Valores
|

O que é VIX e como o Índice do Medo mexe com a Bolsa de Valores

Veja o que é VIX e como o índice do medo indica a abertura dos mercados financeiros e a aversão à risco na bolsa.

Por
Atualizado em 29/03/2020
Avalie esse texto

Popularmente chamado de “Índice do Medo”, o índice VIX mede a tensão no mercado acionário dos EUA e ajuda na hora de decidir sobre um investimento.

Em tempos de instabilidade e Bear Market, o VIX voltou aos holofotes.

O “índice do medo” é uma espécie de “termômetro” do mercado que mede a volatilidade do preço das ações. E consequentemente, a ansiedade dos investidores.

A volatilidade é um dos principais aspectos analisados pelos investidores antes de comprar ou vender ativos na bolsa de valores, afinal está ligado diretamente ao risco.

O índice VIX é uma das formas de avaliar como estão os ânimos dos investidores e ajuda na hora de decidir sobre um investimento.

Ainda que o cenário atual seja de muita volatilidade, pode apresentar ótimas oportunidades para investir em ações.

“A volatilidade dos mercados é a maior aliada do verdadeiro investidor.” – Warren Buffett.

Então, você está pronto para saber o que é VIX e como investir melhor o seu dinheiro?

Leia até o final e descubra o impacto do VIX sobre o investidor brasileiro.

O que é VIX?

O VIX (Volatility Index) é um índice que mede a mede a volatilidade dos ativos na Bolsa de Valores dos Estados Unidos.

Criado em 1993 pela Chicago Board Options Exchange (CBOE), reflete informações da volatilidade das 500 ações mais negociadas no mercado americano, contidas no famoso índice S&P 500.

Por representar variações do mercado financeiro, o índice VIX é um dos principais indicadores acompanhados pelos investidores.

Além de ser uma ferramenta que serve como base para as negociações a curto prazo, é também utilizado como um indicador de risco e dos sentimentos dos investidores.

Por isso, ficou conhecido como o índice do medo.

O Volatility Index, ou VIX, mede a volatilidade das ações em tempo real e representa a expectativa da oscilação implícita nos próximos 30 dias.

Da mesma forma que uma ação pode se valorizar rapidamente, ela também pode cair. 

Assim, quanto maior o VIX, maior essa variação e consequentemente, mais os investidores precisam ficar atentos.

Banner will be placed here

Como Funciona o VIX

O índice VIX é calculado automaticamente, pela CBOE, com base na média dos preços das opções do S&P 500.

Para isso, são usados uma série de informações e fórmulas complexas sobre as negociações das ações, média dos preços, percentual de variação, etc.

Em geral, existe uma correlação negativa entre o comportamento das ações e o VIX.

Quando o mercado acionário está em alta (Bull Market) o índice tende a caminhar na direção oposta

Isso porque os investidores estão mais confiantes e dispostos a assumir mais risco. 

Da mesma forma, os mercados em queda (Bear Market) fazem o VIX subir.

Tanto que os picos do VIX aconteceram em momentos de grandes incertezas e tensão do mercado, tais com crises financeiras, desastres naturais, conflitos entre países e epidemias.

Assim, quanto mais alto for o VIX maior é a volatilidade nos preços dos ativos, resultando em maior incerteza e tensão global entre os investidores.

Por isso. muitos investidores utilizam o índice do medo para identificar crises do mercado financeiro.

De forma bem geral, quando o VIX está abaixo dos 20 pontos, indica que há menos estresse no mercado e o investidor se mostra mais disposto a tomar risco.

Valores entre 20 e 30, a volatilidade está na média. Não está nem muito alta e nem muito baixa.

Valores superiores a 30 estão associados a uma grande volatilidade, gerando medo e incerteza no investidor.

Só para se ter uma ideia, durante a pandemia do coronavírus o índice VIX chegou a ultrapassar os 80 pontos.

Índice VIXVolatilidade
VIX > 30Alta
VIX entre 20 e 30Média
VIX < 20Baixa

O que é Volatilidade no Mercado Financeiro

O termo volatilidade dentro do mercado financeiro se refere a variação de preço de um determinado ativo.

No mercado de renda variável, a volatilidade está sempre presente, sendo comum presenciarmos oscilações em um curto período de tempo.

Ver uma variação 2% a 3% nos preços das ações não é para todo mundo. 

Por isso, a Bolsa de Valores é indicada para investidores que desejam maiores rendimentos, mas que também tenham certa tolerância ao risco.

Você pode fazer o teste do perfil de investidor e descobrir os melhores investimentos para você.

Quanto maior a volatilidade de uma ação, mais sensível são as variações de seu preço. Dessa forma, ela pode subir ou descer drasticamente. 

Por conta disso, maior também é o seu risco, uma vez que se tem menor controle sobre o que irá acontecer.

Por outro lado, um ativo que apresenta baixa volatilidade tem seu preço variando menos aos eventos econômicos como um todo.

Qual a Importância do VIX?

Desde sua criação o VIX vem sendo um dos índices mais importantes para medir cenários de risco e os sentimentos dos investidores naquele momento.

Justamente por capturar essa sensibilidade dos investidores ele é chamado de “índice do medo”.

Um VIX alto, significa incerteza do mercado em relação aquele momento econômico específico e sinaliza que o investidor deve estar alerta.

A volatilidade do mercado representa um risco maior de uma aplicação, pois, do mesmo modo que a ação pode valorizar rapidamente, também pode perder preço.

Além de ser utilizado como um indicador de risco, o VIX Index pode ser usado pelos traders como um índice para tentar “lucrar” com variação do mercado.

O VIX é uma ferramenta que auxilia o investidor na sua tomada de decisão.

Mas como qualquer outro indicador, não deve ser analisado isoladamente.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Impacto do VIX no Mercado Acionário Brasileiro

Embora o índice VIX esteja relacionado com as 500 ações mais negociadas da Bolsa de Valores americana ele impacta a economia de todo o mundo.

Por mais que ele não reflita fielmente o que acontece no mercado brasileiro, vale sempre estar de olho nesse indicador.

Isso porque a economia americana tem reflexos nos mercados ao redor do mundo.

Sendo assim, se o VIX tiver um aumento significativo por lá, provavelmente as demais economias globais também irão sofrer consequências.

Gráfico VIX vs S&P500
Variação do VIX em comparação com o S&P500

Então, por mais que o índice VIX esteja atrelado ao S&P500, o investidor brasileiro pode se basear no seu desempenho para se prevenir das crises.

Também existe um “indicador do medo” para o Brasil, o chamado VXEWZ (Brasil ETF Volatility Index) com base na ETF EWZ.

Gráfico vxewz vs ibovespa
Variação do VXEWZ em comparação com o Ibovespa

Portanto, é possível usar dos dois índices em conjunto, aumentando as ferramentas que te auxiliarão na tomada de decisão.

Histórico do VIX

Ao longo do tempo, o índice VIX apresentou alguns picos demonstrando o medo dos investidores com o cenário em que se encontravam.

Geralmente, a volatilidade nos mercados está relacionada à crises e choques econômicos, podendo estes ser menores ou maiores.

O ataque às Torres Gêmeas de Nova York, em 2001, por exemplo, fez com que o índice atingisse quase 50 pontos em dólares. 

Já na crise do subprime, em 2008, o índice do medo chegou aos 80,86 pontos.

Entre agosto e outubro de 2008, o S&P 500 caiu 15% fazendo o VIX subir quase 260%. Esta tinha sido até então o maior pico do VIX.

Porém, a pandemia do coronavírus vem mexendo com as bolsas ao redor do planeta e, consequentemente, com o VIX.

Em 16 de março de 2020, com o impacto do Coronavírus nas ações da Bolsa de Valores, o VIX ultrapassou a máxima histórica da crise de 2008 e fechou a sessão em 82,69 pontos.

Gráfico histórico do VIX vs crises do mercado financeiro
Histórico do índice VIX nas crises financeiras

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Conclusão

O índice de volatilidade VIX é conhecido como o “termômetro do medo” ou “índice do medo” e serve de referência para mercados de todo o mundo.

Acompanhar sua movimentação é uma das melhores ferramentas para acompanhar o ânimo do mercado e os riscos.

Assim como usar a análise fundamentalista para encontrar as melhores ações, o VIX também ajuda você a entender a aversão à risco dos outros investidores e o melhor momento para comprar ações.

Enquanto uns olham com medo para o mercado em baixa e volatilidade, outros enxergam oportunidades.

Os grandes investidores, como Warren Buffett e George Soros analisam não só o rendimento, mas também a volatilidade do investimento para saber se ele tem potencial ou não.

Não esqueça de diversificar os seus investimentos, fazendo uma alocação de ativos de acordo com o seu perfil de investidor, você pode descobrir o seu com esse teste online.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais