Saiba o que é Value Investing: Estratégia de Warren Buffett
|

Saiba o que é Value Investing: a Estratégia de Warren Buffett

Saiba o que é Value Investing e como funciona a estratégia de investimentos de Warren Buffett.

Por
Atualizado em 14/07/2020

Conheça o Value Investing e saiba como funciona a estratégia que tem gerado altos lucros aos maiores investidores da bolsa de valores

Benjamin Graham, o pai do Value Investing, foi quem deu origem a essa abordagem de investimento que Warren Buffet e outros bilionários da bolsa usaram para enriquecer com ações.

Se você está em busca de um método que irá lhe proporcionar maiores retornos em seus investimentos além de uma margem de segurança que reduzirá seu risco, precisa conhecer as estratégias da Análise Fundamentalista.

Leia até o final para saber como se beneficiar do Value Investing e ser um Value Investor (investidor em valor).

O que é o Value Investing

O Value Investing é uma estratégia de investimento que faz parte da análise fundamentalista

Como o próprio nome já diz, seu foco é o investimento em valor

Um investidor que opta por seguir a linha de pensamento do Value Investing compra ações que estejam abaixo do seu valor intrínseco.

O valor intrínseco de uma ação nada mais é do que seu preço justo, que é calculado com base nos fundamentos da empresa e na perspectiva de crescimento do negócio. 

Se tratando de renda variável, na qual as rentabilidades são incertas e o mercado é muito volátil, ações estão frequentemente fora de seu preço justo.  

Isso acontece por questões geopolíticas, fatores sazonais ou outras influências internas ou externas às empresas.

Sendo assim, o objetivo desse investidor é obter uma margem de segurança com a operação, pagando menos por uma ação que, de acordo com seus critérios, vale mais.  

Banner will be placed here

Tipos de Value Investing

Dentro do Value Investing, existem duas principais metodologias. São elas o Deep Value Investing e o High Quality Investing

Entenda abaixo quais são suas especificidades e em que se diferenciam: 

Deep Value Investing

O Deep Value Investing consiste numa forma de aplicação do Value Investing em que o foco é encontrar o menor preço, e não necessariamente as melhores perspectivas de crescimento da empresa. 

Nessa abordagem, o Value Investor procura por papéis que estejam extremamente depreciados, inclusive abaixo de seu valor de liquidação.

O valor de liquidação é o valor pago aos acionistas em caso de liquidação do negócio.

Ainda que o cenário ideal seja comprar ações de boas empresas por preços muito baixos, no Deep Value Investing, mesmo que a empresa feche, o investidor sai ganhando com a operação. 

Sendo assim, a ideia é obter a maior margem de segurança possível na aplicação.

De qualquer forma, tipo de investimento exige paciência e resiliência, visto que essas empresas podem apresentar graves problemas estruturais e altas dívidas. 

Uma boa maneira de identificar se há espaço para se aplicar o Deep Value Investing é somando o capital de giro, o caixa líquido e o imobilizado de uma empresa. 

Caso essa soma supere o valor de mercado atual da empresa, pode-se dizer que você encontrou uma oportunidade de negócio! 

Onde Investir na Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora”.

High Quality Investing

Ao contrário do Deep Value Investing, o High Quality Investing foca em encontrar a melhor empresa, não necessariamente a valores tão depreciados. 

Nesta estratégia, a ideia é comprar ações de empresas que apresentem excelentes fundamentos mas que por motivos externos, como uma crise, estão cotadas abaixo de seu preço justo. 

Para avaliar a qualidade geral da empresa, são levados em consideração critérios soft, como capacidade de gestão, e hard, como status do balanço.

Destaco que esses critérios são escolhidos pelo investidor pois, assim como na análise fundamentalista em geral, não há uma receita de bolo ou um passo a passo para se escolher uma boa ação.

Por se tratar de uma avaliação estritamente qualitativa, os critérios e parâmetros podem variar muito de acordo com o perfil do investidor. 

Veja abaixo quais são os demais critérios que um investidor pode levar em consideração ao aplicar a estratégia do High Quality Investing:

  • Posição de mercado: empresas de qualidade podem estar liderando o mercado em que atuam ou próximas disso;
  • Governança corporativa: empresas de qualidade apresentam bom nível de governança corporativa, oferecendo transparência a seus investidores;
  • Solidez financeira: empresas de qualidade obtêm lucros consistentes, balanço e fluxo de caixa saudáveis;
  • Valuation: empresas de qualidade costumam ter alto valor de mercado.

Grandes Investidores do Value Investing

O Value Investing é a estratégia dos maiores investidores da bolsa de valores. 

Veja abaixo qual ligação cada um tem com essa abordagem de investimentos:

Warren Buffett

Que Warren Buffet é o maior investidor de ações, você já deve saber.

E se eu te contar que a estratégia que fez com que ele conquistasse a posição de controle da Berkshire Hathaway, holding de grandes empresas, foi o Value Investing?!

Buffet é um dos investidores que defendem a análise fundamentalista como principal ferramenta nas decisões de investimentos. 

Ao optar por colocar seu dinheiro em um negócio, ele encara a operação como se estivesse se tornando dono da companhia, e não somente acionista. 

Assim, ele estuda os fundamentos das empresas e só investe nelas quando acredita em seu potencial de crescimento. 

Preço é o que você paga. Valor é o que você ganha.

Benjamin Graham

Benjamin Graham foi um dos representantes da linha de pensamento da análise fundamentalista, sendo conhecido como o pai do Value Investing.

Graham revolucionou a forma de investir na bolsa de valores, de forma que seu método de investimento em longo prazo virou um dos mais eficazes, seguros e rentáveis conhecidos até então. 

O investidor é o autor de dois dos mais validados livros sobre investimentos: “O Investidor Inteligente” e “Security Analysis”.

Security Analisis é conhecido como a Bíblia dos investidores fundamentalistas e trata sobre as técnicas do Value Investing que resistem ao tempo e condições de mercado.

O Investidor Inteligente é considerado por Buffet como “o melhor livro sobre investimentos já escrito”.

Nele, Graham apresenta as lições sobre análise fundamentalista que todo investidor deveria conhecer e o conceito de margem de segurança. 

Seth Klarman

Seth Klarman, conhecido por administrar o fundo de investimento hedge Baupost Group, é um dos investidores bilionários defensores do Value Investing.

Seguindo os ensinamentos de Benjamin Graham, Klarman detecta oportunidades e obtém altos lucros com empresas desvalorizadas, onde a maioria não enxergaria potencial. 

Para Klarman, quanto maior o preço de uma ação, maior são as chances dela não gerar bons resultados.

Foi aplicando a estratégia do Value Investing que Klarman chegou a sua fortuna avaliada em US$ 1,5 bilhão pela revista Forbes. 

É justamente porque não conhecemos e não podemos conhecer todos os riscos de um investimento que nos esforçamos para investir com desconto.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Começar a Investir do Zero”.

Joel Greenblatt

Joel Greenblatt é um investidor de sucesso da bolsa de valores que tem forte relação com a abordagem do Value Investing. 

Em seu famoso livro “The Little Book that Beats the Market”, Greenblatt apresentou o que denominou de “Fórmula Mágica“, que consiste em comprar as melhores ações com bons descontos. 

Após o sucesso do livro, criou o site Magic Formula Investing, que tem como objetivo auxiliar os investidores interessados nessa estratégia de investimento. 

Ao lado de John Petry, Greenblatt fundou o Value Investors Club, grupo através do qual investidores compartilham ideias a respeito do Value Investing e assim, ampliam seus potenciais de retorno.

É melhor comprar uma empresa maravilhosa a um preço justo do que uma empresa justa a um preço maravilhoso.

Charlie Munger

Charlie Munger é conhecido por ser o vice-presidente do conglomerado de empresas de Warren Buffet, a Berkshire Hathaway. 

Da mesma forma que Buffet, chegou a sua fortuna estimada em US$ 1,8 bilhões através da estratégia do Value Investing.

Munger defende que o investidor deve ter uma atitude de dono perante a empresa da qual possui ações, conhecendo a fundo seus fundamentos e o mercado no qual está inserida.

Além disso, destaca a importância de se ter uma margem de segurança nos investimentos e afirma que ela normalmente se faz presente em momentos de pânico no mercado, quando os preços caem.

Basicamente, todo investimento é um Value Investing no sentido de que você está sempre tentando obter melhores perspectivas pelo que está pagando. 

Irving Kahn

Irving Kahn foi um investidor centenário sobrevivente a crises. 

Kahn faleceu em 2015 aos 110 anos. 

Em sua trajetória de vida passou por momentos como a Crise de 29 e a Segunda Guerra Mundial, que permitiram que se tornasse cada vez mais experiente e resiliente no mercado de ações.

Kahn teve a honra de trabalhar para Benjamin Graham, o pai do Value Investing, por se destacar em seu curso Security Analisis. 

Com isso, solidificou sua filosofia de investimentos e se tornou uma lenda do Value Investing. 

Em todas as quedas, a adesão ao investimento de valor me ajudou a preservar e aumentar meu capital.

Value Investing Fórmula

Para aplicar a estratégia do Value Investing em seus investimentos, é importante começar conhecendo o valor intrínseco da ação em que está interessado. 

Para Benjamin Graham, mesmo se tratando de uma questão subjetiva, o valor intrínseco de uma ação poderia ser calculado.

Sua fórmula sugerida é: 

VI= √ (22,5 x LPA x VPA)

Na qual,

VI= Valor intrínseco 

LPA= Lucro por ação 

VPA= Valor patrimonial da ação

Cabe salientar que este cálculo não funciona em todos os casos. 

Você pode conhecer as outras maneiras de descobrir o valor intrínseco de uma ação, conhecendo os Métodos de Valuation, da análise fundamentalista. 

Além de conhecer o preço justo da ação, você deve se atentar a questões de caráter qualitativo, como já mencionado anteriormente. 

Veja abaixo quais são os 5 princípios do Value Investing que você deve ter em mente ao aplicar a abordagem em seus investimentos:

  1. Não dificultar o que é simples;
  2. Sentir-se dono das empresas nas quais investe;
  3. Encontrar “descontos” na bolsa de valores;
  4. Estudar muito bem os fundamentos da empresa;
  5. Tomar cuidado com o efeito manada.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Começar a Investir do Zero”.

Crítica ao Value Investing

Após a forte crise do Subprime ocorrida nos Estados Unidos no ano de 2008, alguns especialistas passaram a questionar a eficiência do Value Investing como estratégia de investimento.

De acordo com estudo recente, o Value Investing não vem trazendo bons retornos desde os anos 80, com exceção de um curto período no início dos anos 2000. 

A explicação é de que essa abordagem tem como base preceitos que mudaram ao longo dos anos. 

No estudo os pesquisadores apontam que as empresas de capital aberto têm investido em ativos que não são contabilizados nos demonstrativos considerados na aplicação do Value Investing. 

Esses ativos, como a inovação, o uso de tecnologia, pesquisa e desenvolvimento e recursos humanos são intangíveis e de suma importância no valuation de uma empresa.

Você pode saber mais sobre essa crítica ao Value Investing acessando o estudo “Explaining the Recent Failure of Value Investing“, de Baruch Lev e Anup Srivastava. 

Value Investing vs Buy and Hold

Apesar de serem conceitos próximos e comumente confundidos, Value Investing e Buy and Hold não são a mesma coisa. 

O Buy and Hold consiste basicamente em comprar papéis de boas empresas e segurá-los por tempo indeterminado, enquanto ainda continuarem bons.

Diferentemente do Buy and Hold, o Value Investing  não tem necessariamente como foco o longo prazo. 

Basta o investidor estar satisfeito com o patamar da cotação das ações que comprou para vendê-las, tenha se passado um longo tempo ou não. 

Além disso, seguir o Value Investing não implica em comprar as ações e “esquecê-las” na carteira, mantendo-as a qualquer custo. 

A ideia do Value Investing é comprar os papéis e estudar constantemente a situação da empresa, de forma a verificar até quando vale a pena permanecer com ela no portfólio. 

Onde Investir na Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora”.

Qual a Melhor Estratégia: Value Investing ou Growth Investing?

Um dos princípios de maior relevância no mundo dos investimentos é a diversificação.

Você já sabe da necessidade de diversificar sua carteira entre categorias de ativos a fim de reduzir seus riscos, mas para isso também é importante diversificar entre as estratégias adotadas.  

Value Investing e Growth Investing são abordagens de investimento que podem funcionar de forma complementar ou oposta.

O Growth Investment é o investimento em crescimento. De acordo com essa estratégia, você deve comprar ações cujas valorizações estejam acima dos índices do mercado, como o Ibovespa

Para facilitar, você pode associar essa abordagem às famosas Small Caps

A ideia nesses casos não é lucrar com dividendos, pois normalmente essas empresas usam os recursos para reinvestir em seu desenvolvimento

Sendo o foco do Growth Investment os ganhos com a valorização das ações, o preço é o que menos importa. 

Acredito que a melhor opção é mesclar ambas as estratégias a fim de diversificar sua carteira, assim você reduz seus riscos e lucra de diferentes formas. 

Value Investing Vale a Pena?

Agora você já sabe o que é Value Investing é a estratégia que mais vem trazendo retorno aos investidores que a adotam. 

Apesar de exigir paciência e tempo de estudo de quem se interessa, ela costuma compensar com grandes lucros.

Não há retorno sem esforços, certo? 

Se uma empresa apresenta, de fato, bons fundamentos, sua tendência é de crescimento no longo prazo. 

Com o Value Investing você não só ganha com a margem de segurança caso esse crescimento não venha a se confirmar, mas também com maiores taxas de lucro.

Afinal, quanto maior a diferença entre o que você paga e o que você cobra na venda de uma ação, maior é seu retorno. Simples assim! 

Por fim, vale lembrar que se as ações estão cotadas a preços atrativos, você pode comprar uma quantidade maior do que compraria caso elas custassem algo próximo de seu valor intrínseco. 

Sendo assim, você não só lucra na venda de seus papéis, mas também recebe mais dividendos proporcionais a sua participação no negócio!

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Começar a Investir do Zero”.

 

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE