O que é Tesouro Direto e como funciona

Tesouro Direto

O que é Tesouro Direto. Significado, como funciona e quais são os títulos financeiros do Tesouro Direto.

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é uma das aplicações financeiras em renda fixa mais conhecidas no país. Bastante buscado por todos os tipos de investidores, esse investimento oferece:

  • Boa rentabilidade;
  • Poucos riscos.

Sendo um programa do Tesouro Nacional, essa aplicação foi desenvolvida em 2002 pela B3 (Bolsa de Valores) com intuito de realizar arrecadações financeiras

Na época, sendo considerada uma inovação no mercado financeiro que permitia a compra de títulos públicos federais pela internet. Destinado a pessoas físicas, esse é um dos ativos mais acessíveis.

Com apenas 30 reais é possível começar a investir no Tesouro Direto. O intuito da sua criação foi popularizar e tornar acessível o mercado financeiro à população, aumentando as chances de investimentos.

Apesar de o termo Tesouro Direto ser muito mencionado, esse é apenas o nome do programa pelo qual investidores conseguem adquirir um título financeiro. 

Ou seja, a nomenclatura é destinada ao projeto de compra acessível e não aos ativos comercializados nele. Desde a época de criação até hoje, o programa recebe grande atenção.

Especialmente entre investidores iniciantes e aqueles com perfil conservador. Pois, entre inúmeras opções na renda fixa, ele oferece segurança com uma rentabilidade acima da média.

Banner will be placed here

Como Funciona o Tesouro Direto?

As emissões dos títulos do Tesouro Direto são realizadas pelo Tesouro Nacional, sendo então disponibilizados para o público através do programa por valores acessíveis. O que acontece da seguinte forma:

  • O comprador do título público (investidor) empresta seu dinheiro ao Governo;
  • Em troca o Governo oferece uma taxa de juros expressa através da rentabilidade do título.

Seu funcionamento é bastante semelhante ao que acontece quando uma pessoa realiza um empréstimo com uma instituição financeira. Mas, neste caso, o Governo é devedor e os investidores, os credores.

De modo que as pessoas físicas que investem no título recebem essa taxa de juros em forma de rentabilidade no prazo de vencimento do título. 

Ou ao realizar seu resgate, que se for feito antes do prazo estipulado, pode representar uma perda no retorno previsto. 

Em relação a compra dos títulos do Tesouro Direto, essa pode ser feita através de corretoras ou instituições bancárias. Ambos atuam como intermediários para a aplicação do seu capital.

Outra forma de aplicar nos ativos é fazendo sua compra diretamente no site oficial do programa.

Quais as Vantagens de Investir no Tesouro Direto?

A acessibilidade em termos de preço é uma das maiores vantagens de se investir no Tesouro Direto. Mas, além de exigir um  baixo investimento, o ativo possui outras vantagens tais como:

Ainda que tenha diversas vantagens e bons valores considerados acima da média dentro do modelo de renda fixa, o investimento no Tesouro Direto não é isento de taxas.

Quais Tipos de Tesouro Direto Existem?

O programa do Tesouro Direto disponibiliza ao público diferentes tipos de títulos financeiros, cada um com suas próprias regras sobre retorno e risco. São eles:

  1. Prefixado: são os títulos que possuem uma taxa de rentabilidade pré-definida no momento da compra. Sendo assim, ao aplicar nessa modalidade o investidor sabe exatamente o quanto terá de retorno;
  2. Indexado ao IPCA: é um título híbrido com rentabilidade pós-fixada que varia de acordo com a inflação medida pelo IPCA, possuindo ainda um acréscimo de juros pré-fixados no momento da compra;
  3. Indexado à Selic: são os títulos atrelados à Selic, pós-fixados, eles oferecem uma rentabilidade vinculada à variação da taxa básica de juros da economia brasileira.

Isso gera uma segurança maior junto de uma estabilidade para os mais conservadores.

Os títulos atrelados ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) não sofrem desvalorização, mas podem ter ganhos maiores ou menores que o previsto, devido à variação do índice.

Enquanto os títulos atrelados à Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) se mostram mais conservadores e estáveis. Uma vez que acompanham a taxa básica de juros da economia.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é Tesouro Direto, consulte o artigo completo sobre Tesouro Direto.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE