Se você ainda é iniciante no universo das criptomoedas, talvez não saiba o que é Solana (SOL) e por que este projeto está concorrendo com grandes nomes como o Ethereum.

A criptomoeda SOL, ligada à rede Solana, tornou-se uma das 10 maiores criptomoedas do mundo após subir cerca de 350% apenas no mês de agosto de 2021.

Em meio ao otimismo de sua infraestrutura de blockchain, novos projetos e maior adoção de investidores institucionais, a Solana subiu 5.970% este ano até agora.

Pela velocidade de transação mais rápida e menor custo ao lidar com o mundo das finanças descentralizadas (DeFi) e dos colecionáveis ​​digitais (NFTs), a plataforma Solana é vista como uma concorrente do Ethereum

Por esses e outros motivos que irá descobrir adiante, a Solana é uma das principais altcoins para se ficar de olho.

Continue a leitura e saiba o que é Solana e por que essa criptomoeda está chamando a atenção dos investidores.

O que é Solana?

Solana é uma rede blockchain que fornece aplicativos escaláveis com centenas de projetos em DeFi, NFTs, Web3, entre outros.

Seus recursos são semelhantes ao Ethereum, porém mais focado em transações rápidas, de alto rendimento e taxas mais baixas.

Para isso, utiliza-se de um pacote de novas tecnologias, incluindo um novo método de verificação de transações chamado de Proof of History (PoH) ou prova de história. 

Enquanto sistemas do Bitcoin (BTC), da Ethereum (ETH) e de muitos outros projetos, sofrem com problemas de escalabilidade e velocidade, o blockchain Solana é capaz de lidar com milhares de transações por segundo.

Atualmente o sistema Solana suporta cerca de 50.000 transações por segundo (TPS) e 400ms de tempos de bloco.

A criptomoeda nativa da plataforma Solana é o SOL, usada para pagar taxas de transação e execução de programas na rede.

Fundação da Solana

A plataforma Solana foi fundada em 2017 por Anatoly Yakovenko, da Solana Labs. 

Junto com Eric Williams e o CTO de Solana, Greg Fitzgerald, eles criaram um novo protocolo que permite mais escalabilidade e resolve problemas de transferência tradicionais que existiam nos blockchains de Bitcoin e Ethereum.

Antes de fundar a Solana, Yakovenko liderou o desenvolvimento de sistemas operacionais na Qualcomm, trabalhou na Mesosphere e no Dropbox como engenheiro de software.

Como funciona a plataforma Solana

A plataforma Solana foi construída para ser rápida. Atualmente executa mais de 50.000 transações por segundo. O Bitcoin e o Ethereum, por outro lado, processam 5 e 15 transações por segundo, respectivamente. 

Velocidades de processamento de transações mais rápidas são necessárias para projetos de reconstrução do sistema financeiro como o conhecemos por meio de aplicativos baseados em blockchain descentralizados.

Para referência, a rede de pagamentos da Visa processa, em média, mais de 1.700 por segundo. 

O blockchain da Solana combina o consenso de prova de participação (PoS) com um sistema único chamado de Prova de História (PoH), capaz de registrar o momento de conclusão de uma transação.

Esse mecanismo ajuda a melhorar a escalabilidade da rede ao permitir que cada nó verifique a validade do pedido de forma independente.

Ao contrário do Bitcoin que usa somente o algoritmo PoW e precisa que todos os computadores se comuniquem até chegar a um acordo, o método de Prova de História cria registros históricos que provam que um evento ocorreu durante um momento específico no tempo.

No entanto, esta função requer um número específico de etapas sequenciais para avaliação.

Primeiro, as transações ou eventos avaliados receberão um hash exclusivo aplicado a uma string aleatória, sua saída é hash novamente e assim por diante, criando uma sequência de hashes. 

É aplicado a ele uma contagem que pode ser verificada de forma pública e efetiva e permite saber quando ocorreu cada transação ou evento, funcionando como um carimbo de data / hora criptográfico. 

Em cada nó, há também um relógio criptográfico que controla o tempo da rede e a ordem dos eventos. Isso permite alto rendimento e mais eficiência na rede Solana. 

Ao final, o líder, que forma um bloco, precisa transmiti-lo a todos os validadores por um mecanismo de distribuição de dados que chama de Turbina. 

Os validadores são escolhidos com o algoritmo Proof of Stake, onde os nós com maiores stakes são priorizados. 

Banner will be placed here

Principais recursos da Solana

A equipe da Solana desenvolveu recursos técnicos exclusivos para criar uma rede de alto desempenho com tempos de bloco de 400 ms, capaz de processar milhares de transações por segundo.

Entre os recursos, o Proof of History (Prova de História) talvez seja o mais notável deles. Veja esse e outros recursos:

Prova de História (PoH)

O algoritmo de consenso PoH do Solana ajuda a criar mais eficiência e maior taxa de transferência na rede. 

Por ter registros históricos de eventos ou transações, o sistema rastreia mais facilmente as transações e acompanha a ordem dos eventos.

Tower BFT 

O Tower BFT é uma espécie de versão otimizada do algoritmo de consenso PBFT (Practical Byzantine Fault Toleration) feito para aproveitar as vantagens do relógio sincronizado. 

Ele usa o PoH como seu relógio criptográfico, o que permite que o consenso seja alcançado sem ter que incorrer em sobrecarga massiva de mensagens e latência de transação.

Turbina

Turbine é um protocolo de propagação de bloco que torna mais fácil transmitir dados para os nós do blockchain. 

A turbina é capaz de fazer isso dividindo os dados em pacotes menores. Isso permite que a Solana resolva problemas de largura de banda e também aumente sua capacidade geral de liquidar transações com mais rapidez.

Gulf Stream 

Gulf Stream é um protocolo de encaminhamento de transação sem Mempool. Ele desempenha um papel importante empurrando o cache de transação e encaminhando-o para a borda da rede. 

Isso permite que os validadores executem as transações antecipadamente, reduzindo o tempo de confirmação, comutação de líder mais rápida e pressão de memória reduzida nos validadores de pools de transações não confirmadas. 

É este protocolo que permite que a Solana suporte 50k TPS.

Sealevel 

Sealevel, ou tempo de execução de contratos inteligentes paralelos, é um mecanismo de processamento de transações hiperparalelizado usado para escalar horizontalmente em GPUs e SSDs. 

Com esse sistema instalado, ele permite que a Solana obtenha um tempo de execução mais eficiente e também permite que as transações sejam executadas simultaneamente nas mesmas cadeias de blocos. 

Pipelining 

Pipelining é uma unidade de processamento de transação para otimização de validação, no qual um fluxo de dados de entrada é atribuído a diferentes hardwares responsáveis ​​por ele. 

Portanto, esse mecanismo permite que as informações da transação sejam validadas e replicadas rapidamente em todos os nós da rede.

Cloudbreak 

Cloudbreak é um banco de dados de contas com escala horizontal. Seu uso é necessário para atingir a escalabilidade necessária na rede Solana.

Arquivadores 

Os Archivers é onde os dados são armazenados. 

Os dados no Solana são transferidos dos validadores para uma rede de nós conhecida como Archivers. Esses nós podem ser leves (ex: laptops) e estarão sujeitos a uma verificação, de vez em quando, para garantir que estejam armazenando os dados corretos.

Token SOL

A criptomoeda nativa do ecossistema Solana é SOL. Ele funciona como um token de utilidade e é usado para pagar taxas de transação ao usar a rede ou contratos inteligentes e de staking como parte do mecanismo de consenso Proof of Stake.

O fornecimento atual de SOL em circulação é de 292 milhões. O suprimento máximo de SOL é limitado a 489 milhões.

Além disso, a rede efetua queimas de SOL como parte de seu modelo deflacionário.

A criptomoeda SOL está disponível para compra e venda por meio de bolsas de criptomoedas.

Razões do aumento da popularidade da Solana (SOL)

O blockchain Solana tem se posicionado muito no universo de criptoativos.

Parte dos ganhos espetaculares da SOL nos últimos tempos é impulsionado pela febre dos tokens não fungíveis (NFTs). 

A rede entrou para esse mundo ao lançar a coleção "Degenerate Ape Academy", um NFT construído na plataforma que conta com 10 mil imagens exclusivas de desenhos de macacos.

Todas as obras foram vendidas nos primeiros dez minutos após seu lançamento.

Como as pessoas precisavam de tokens SOL para comprar os NFTs, o preço do token disparou.

Outra razão importante por trás da trajetória ascendente do altcoin é seu futuro promissor no mundo das “finanças descentralizadas” (DeFi). 

Como a rede Ethereum, a Solana fez dos “contratos inteligentes” um foco central. Esses são simplesmente programas executados no blockchain com condições predeterminadas que eliminam o intermediário financeiro. 

Além disso, a rede também tem atraído um grande interesse institucional. 

Histórico de preços da Solana

Solana (SOL) é um ativo digital com capitalização de mercado de US$ 57.6 bilhões.

Com preços baixos, praticamente constantes, a grande valorização da SOL aconteceu em 2021.

No início de fevereiro o token iniciou sua alta, mas o grande salto foi no mês de agosto, onde subiu cerca de 350%.

Somente em 2021, o token acumula valorização de 5.970% e está entre as 5 maiores altas de criptomoedas nestes oito meses do anos. 

Veja o comportamento do preço da Solana (SOL) no último ano:

Preço Solana no último ano
Preço Solana no último ano. Fonte: Beincrypto 

A criptomoeda Solana tem se saído muito bem no último mês, mesmo enquanto muitas outras grandes criptomoedas caíram. 

Atualmente a SOL está sendo negociada a US$ 196.

Veja o comportamento da criptomoeda nos últimos 30 dias:

Preço Solana no último mês
Preço Solana no último mês. Fonte: Beincrypto 

Solana vale a pena?

Solana é um projeto que atraiu investidores recentemente. Sua plataforma promete resolver muitos problemas experimentados pela tecnologia blockchain anterior de velocidade e escalabilidade.

No entanto, como sua adoção e uso ainda estão nos estágios iniciais, ainda não sabemos como a rede vai se comportar se houver um tráfego intenso.

De fato, a proposta da Solana pode trazer uma grande diferença no mundo das criptomoedas. 

O bom desempenho recente do token despertou o interesse da comunidade que agora observa de perto seu ecossistema.

Como todas as criptomoedas, investir na Solana tem seus riscos, ainda mais por se tratar de um altcoin ainda novo. 

Se for investir, veja formas de reduzir os riscos desse tipo de ativo digital e invista somente o que está disposto a perder.

Faça o teste de perfil de investidor e descubra os melhores investimentos para você.