O que é Litecoin (LTC)? A ‘Prata’ das Criptomoedas
|

O que é Litecoin (LTC)? A ‘Prata’ das Criptomoedas

Litecoin é uma das primeiras criptomoedas derivadas do Bitcoin que tentou resolver alguns dos problemas da criptomoeda original.

Por
Atualizado em 04/05/2021

Desde sua criação, em 2011, o Litecoin passou por altos e baixos, mas conseguiu manter o interesse da comunidade e permanecer entre as 10 principais criptomoedas.

O Litecoin (LTC) é uma moeda 100% digital que compartilha muitas semelhanças com o Bitcoin (BTC). 

Por isso, muitas vezes é chamada de prata das criptomoedas, uma vez que o bitcoin é referido como ouro.

Embora seja baseado no código-fonte original do Bitcoin, o Litecoin não é um fork, já que não compartilha nenhum histórico de transações, nem mesmo o Bloco Gêneses de seu irmão mais velho.

Várias previsões circulam sobre o preço que o Litecoin poderá atingir nestes próximos meses, o que acende ainda mais a curiosidade dos investidores.

Conheça mais sobre essa criptomoeda e descubra se vale a pena investir em Litecoin.

O que é Litecoin?

Litecoin (LTC) é uma criptomoeda alternativa criada em outubro de 2011 pelo programador e ex-funcionário do Google, Charles Lee. 

Assim como o Bitcoin e demais moedas digitais, o Litecoin é baseado em uma rede blockchain de código aberto e descentralizada.

Embora seja baseado no código e no protocolo do Bitcoin, o Litecoin iniciou do zero e conquistou sua própria base de usuários, sendo um dos primeiros altcoins a sair do protocolo Bitcoin.

O Litecoin tem algumas diferenças importantes em relação ao Bitcoin, como a taxa de geração de blocos mais rápida e uso do Scrypt como esquema de prova de trabalho.

Por isso, muitos vêem nele uma “evolução” da principal moeda.

Banner will be placed here

Como funciona o Litecoin

O Litecoin foi criado para ser uma espécie de “versão lite do Bitcoin”. A intenção dos próprios desenvolvedores era criar a “prata” para o “ouro” do Bitcoin.

Por esse motivo, o Litecoin adota muitos dos recursos do Bitcoin e muda alguns outros que poderiam ser melhorados.

O Litecoin foi projetado para ser usado em transações mais baratas e para ser mais eficiente no uso diário. Já que o bitcoin estava sendo usado mais como reserva de valor para propósitos de longo prazo. 

O criador do Litecoin, Charlie Lee, é formado pelo Massachusetts Institute of Technology e ex-engenheiro do Google.

Em outubro de 2011, ele estava “brincando” com a base de código do Bitcoin.

Ao invés de criar mais um fork direto do Bitcoin, ele preferiu incorporar o algoritmo de mineração de outro projeto na época, a Tenebrix, que utilizava o algoritmo Scrypt, ao invés do conhecido SHA256. 

Sua ideia era simplificar o processo do Bitcoin, permitindo um maior acesso tanto na utilização quanto na mineração de criptomoedas.

O código-fonte do Litecoin foi lançado em 7 de outubro de 2011, e seu primeiro bloco minerado 5 dias mais tarde.

Desde o seu início, o Litecoin teve seus altos e baixos, mas no geral conseguiu estabelecer um mercado sólido graças à sua estratégia flexível e rápida adoção de inovações.

Embora de tamanho menor, as transações em Litecoin são mais rápidas e mais baratas.

Seu processo de distribuição foi o mecanismo Prova de Trabalho (Proof of Work), recompensando os mineradores por meio da emissão de novas moedas.

Em 2017, o Litecoin foi pioneiro na adoção do Segregated Witness (SegWit), processo pelo qual o limite de tamanho do bloco em um blockchain é aumentado ao remover dados de assinatura de transações.

E da Lightning Network, uma segunda camada adicionada à rede que permite que as transações sejam feitas entre as partes fora da blockchain, buscando solucionar a barreira da escalabilidade existente no Bitcoin.

Características do Litecoin

O Litecoin é frequentemente comparado ao Bitcoin por ter ele como uma base. Porém difere em muitos aspectos.

O primeiro deles está na velocidade de processamento dos blocos em seu blockchain.

Enquanto o Bitcoin processa 1 bloco a cada 10 minutos, o Litecoin processa cada bloco em 2 minutos e meio.

Outra diferença é no limite da quantidade máxima de moedas que para Bitcoin é 21 milhões enquanto que para o Litecoin é de 84 milhões de unidades.

Alguns elementos técnicos do Litecoin também o tornam menos suscetível à centralização das operações de mineração e mais atraente para mineradores de menor escala. Um deles é o algoritmo Scrypt Proof-of-Work.

Scrypt é uma função de derivação de chave baseada em senha projetada para ser muito mais segura contra ataques de hardware.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Vantagens do Litecoin

O Litecoin possui confirmação de transações mais rápidas e melhor eficiência de armazenamento além de considerável suporte da indústria.

Veja os principais prós do litecoin:

Reputação

O Litecoin é um dos primeiros altcoins do mercado e nos seus 10 anos de existência, tem uma longa reputação entre as dez primeiras criptomoedas em valor de mercado.

Velocidade de transações

As transações na rede Litecoin confirmam muito mais rápido.

Um novo bloco é gerado a cada 2 minutos e 30 segundos, ante os 10 minutos, em média, do Bitcoin.

Quantidade em circulação

O total a ser minerado de moedas no Litecoin é 4 vezes maior que no Bitcoin.

A rede Litecoin irá produzir 84 milhões de litecoins até o ano de 2142.

Processo de mineração simples

Assim como o Bitcoin, o Litecoin faz uso do sistema Prova de Trabalho, mas difere no hardware necessário para a mineração.

O Litecoin utiliza a função scrypt no seu algoritmo de provas de trabalho que tem como objetivo prevenir que a mineração em GPU, FPGA e ASIC tenha uma vantagem significativa sobre a mineração com CPU.

Taxas mais baixas

Por sua capacidade de processamento menor, suas taxas de transação também tendem a ser mais acessíveis.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Riscos do Litecoin

Apesar dos benefícios e melhorias implementadas na rede Litecoin, alguns eventos criaram um sentimento ligeiramente pessimista, alertando para alguns riscos.

Halving não tem o mesmo impacto do Bitcoin

Após a última redução programada no número de novos Litecoins emitidos a cada bloco, que ocorre a cada 4 anos, houve uma queda significativa no poder computacional da moeda.

Venda dos ativos do fundador

Outro fator apontado como risco no Litecoin é a grande influência de Charlie Lee e da Fundação Litecoin nos rumos do projeto.

O criador do Litecoin, Charlie Lee tem tido atitudes que geraram controvérsia.

Durante muito tempo ele foi acusado de manipular o preço por ter um grande número de tokens.

Para acabar com essa crítica, decidiu vender todas as unidades que ele tinha de Litecoin e assim acabar com o boato.

Porém, se desfazer de todas suas moedas foi visto como uma descrença na sua própria criação.

Algumas críticas argumentam que Charlie Lee poderia ter trancado suas moedas, por meio de um contrato inteligente, por exemplo.

Isso teria mostrado aos investidores que ele realmente acreditava em sua moeda em vez de vendê-la perto do ponto mais alto. 

Encerramento do LitePay

LitePay, uma empresa de processamento de pagamentos nos modelos da BitPay, estava sendo apontada como uma solução comercial em potencial.

Porém, em 26 de março de 2018, a Litecoin Foundation emitiu um comunicado informando o público sobre o cancelamento das operações.

Por mais que a Litecoin tente minimizar as consequências da LitePay, não há dúvida de que o anúncio inicial da LitePay teve um impacto positivo no preço do Litecoin, aumentando mais de 30%. 

O fracasso do projeto também teve um grande impacto no valor e reputação do Litecoin. 

Mesmo com o Litecoin se recuperando disso, a comunidade se sentiu um pouco desconfiada.

Histórico de Cotações do Litecoin (LTC)

Como a maioria dos criptoativos, o LTC experimentou uma grande volatilidade de preços desde que começou a ser negociado.

Em seus primeiros anos, de 2011 a 2013, foi de algumas dezenas de centavos a US$ 3.

A partir de novembro de 2013, o preço do litecoin experimentará seu primeiro mercado altista. O preço da moeda é multiplicado por mais de 10 e chega a cerca de US$ 50.

O ano de 2014 não foi bom para as criptos e o preço do Litecoin caiu para cerca de US$ 1 em janeiro de 2015.

Nos dois anos seguintes o Litecoin entra em um período de consolidação com seu preço permanecendo em torno de US$ 3.

A partir do final de março de 2017, o Litecoin inicia seu segundo bull market e sobe de US$ 3 para US$ 50, em julho de 2017 e US$ 80 em setembro de 2017.

Em novembro e dezembro de 2017, o Litecoin aproveita a bolha das criptomoedas e seu preço dispara. 

O preço atingiu seu recorde em dezembro de 2017, quando ultrapassou brevemente US$360

Histórico preços do Litecoin nos últimos 5 anos
Histórico preços do Litecoin nos últimos 5 anos

Em 2018, o Litecoin sofreu uma nova queda como todo o mercado de criptomoedas e seu preço voltou a cair para cerca de US$ 25 em 15 de dezembro de 2018.

Em 2019, o Litecoin começou em um mercado de alta e seu preço subiu para US$ 145 em junho de 2019, mas caiu para US$ 50 no segundo semestre.

Histórico preços do Litecoin no último ano
Histórico preços do Litecoin no último ano

Em 2020, o LTC permaneceu boa parte do tempo quase abaixo da marca de US$ 50. 

No final de 2020 e início de 2021, o altcoin seguiu parte da alta das criptomoedas.

Atualmente, o preço do Litecoin está oscilando em torno da marca de US$300.

Litecoin Hoje

Veja a cotação do Litecoin hoje:

Como investir em Litecoin

O LTC pode ser adquirido nas principais exchanges de criptomoedas. 

Basta abrir sua conta, transferir dinheiro e emitir a ordem de compra.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

Diferenças do Bitcoin (BTC) e do Litecoin (LTC)

Embora existam muitas semelhanças entre bitcoin e litecoin, algumas das diferenças incluem:

Velocidade de transação: os blocos do Litecoin são gerados até quatro vezes mais rápido. 

Enquanto o tempo de geração de um novo bloco no Bitconi é de, em média, 10 minutos, no Litecoin é de 2,5 minutos.

Número de moedas: Tanto o Bitcoin quanto o Litecoin têm um número finito de moedas em circulação. Enquanto o Bitcoin está estabelecido em 21 milhões de moedas disponíveis, o do Litecoin é de 84 milhões, quatro vezes mais.

Valor de mercado: Litecoin tem uma capitalização de mercado muito menor do que o Bitcoin, mas ainda é uma das criptomoedas mais negociadas.

Algoritmos: Litecoin e bitcoin usam algoritmos de mineração diferentes.

No Litecoin, a função hash usada é o Scrypt. Para o Bitcoin é o SHA-256. 

As diferenças mais amplas entre as duas criptomoedas estão listadas na tabela abaixo.

   Bitcoin Litecoin
 Criação 2009 2011
 O Criador Satoshi Nakamoto Charlie Lee
 Limite de moedas 21 milhões 84 milhões
 Tempo de Geração de Bloco 10 minutos 2,5 minutos
 Algoritmo SHA-256 Scrypt
 Recompensa Inicial 50 BTC 50 LTC
 Recompensa do Bloco Atual (em março de 2021) 6,25 BTC 12,5 LTC
 Recompensas Reduzido pela metade a cada 210.000 blocos Reduzido pela metade a cada 840.000 blocos

Vale a pena investir em Litecoin?

O Litecoin é uma das criptomoedas mais antigas do mercado e consistentemente está entre as maiores em termos de capitalização de mercado.

Embora ainda permaneça bem abaixo do Bitcoin, em maio de 2021, possui mais de 66 milhões de moedas em circulação e a 10º moeda digital em capitalização.

Considerando as várias previsões do mercado a respeito do Litecoin (LTC), seu valor poderia ficar, em média, entre US$300 e US$600 até o final de 2021.

O Litecoin, como qualquer outro investimento em criptomoeda, é um investimento arriscado. 

Por isso, se decidir investir nesse mercado, conheça seu perfil de investidor e saiba se tolera os riscos. Além disso, destine apenas uma pequena parte do seu capital.

Quer Investir em Criptomoedas? Acesse aqui a Maior Corretora do Mundo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]