Novas moedas digitais chegam ao mercado através de uma Initial Coin Offering (ICO) ou oferta inicial de moedas, o equivalente do setor de criptomoedas a uma oferta pública inicial (IPO). 

Quando uma empresa abre seu capital e lista suas ações em uma bolsa de valores, ela realiza um IPO como forma de arrecadar fundos.

De modo semelhante, uma empresa de tecnologia, com um projeto de blockchain, faz um ICO para financiar a criação de uma nova criptomoeda, aplicativo ou serviço.

Essa iniciativa representa uma oportunidade de investimento para os entusiastas cripto.

Confira o que é ICO, como funciona e como você pode fazer para participar.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

O que é ICO?

ICO significa Initial Coin Offering, ou oferta inicial de moedas.

Assim como as empresas fazem os IPOs (Initial Public Offerings) ou Ofertas Públicas Iniciais para vender suas ações e abrir seu capital para investidores, o ICO coloca à venda novos criptoativos.

O objetivo é arrecadar fundos para um projeto baseado em blockchain, seja da produção de uma nova criptomoeda em si ou de algum outro produto ou serviço relacionado.

As primeiras ofertas de moedas eram apenas para o lançamento de novas “coins”. Nesse caso, o produto disponibilizado ao público por meio de um ICO era a própria moeda.

No entanto, com o passar do tempo, outras finalidades foram encontradas para a blockchain e abriu-se a possibilidade para que os ICOs captassem recursos para outros projetos.

Em troca, são emitidos ativos virtuais chamados de tokens, usados para representar um ativo, que pode ser uma moeda, um contrato, uma propriedade ou a promessa de um produto.

Por isso, em um ICO, de um lado sempre há uma empresa, geralmente em estágio inicial de crescimento que busca a captação de fundos para o projeto.

Do outro, estão empreendedores e investidores, que têm afinidade com os princípios por trás das moedas virtuais e veem no projeto uma oportunidade de ter rápido ganho financeiro e contribuir para o crescimento desse mercado.

Como funciona uma oferta inicial de moedas (ICO)

Quando um projeto blockchain quer arrecadar dinheiro por meio de um ICO, o primeiro passo é estruturar a oferta

Os organizadores do projeto devem determinar, entre outras coisas, o total de tokens e o preço. Isso pode ser feito de algumas maneiras diferentes, incluindo:

  • Fornecimento estático e preço estático: uma empresa pode definir uma meta ou limite de financiamento específico, o que significa que cada token vendido na ICO tem um preço predefinido e o fornecimento total de tokens é fixo.
  • Fornecimento estático e preço dinâmico: uma ICO pode ter um fornecimento estático de tokens e uma meta de financiamento dinâmica. Isso significa que a quantidade de fundos recebidos na ICO determina o preço geral por token.
  • Fornecimento dinâmico e preço estático: algumas ICOs têm um fornecimento dinâmico de tokens, mas um preço estático, o que significa que a quantidade de financiamento recebida determina o fornecimento.

Além de estruturar a ICO, o segundo passo é criar o whitepaper, documento que detalha informações comerciais e financeiras da iniciativa.

Ele apresenta o projeto, os problemas ou questões que a iniciativa se propõe a resolver, discorre sobre a meta de arrecadação, o número de tokens virtuais destinados a investidores, as moedas aceitas, a duração da campanha, o benefício para quem vai comprar o token ou a moeda, entre outros.

Resolvida a parte operacional, é hora de pensar na divulgação do projeto e incentivar entusiastas e apoiadores do projeto a participarem.

Se o dinheiro arrecadado em uma ICO não atingir o mínimo exigido pelos critérios da empresa, todo o dinheiro poderá ser devolvido aos investidores do projeto. 

Neste caso, a ICO seria então considerada mal sucedida.

Se os requisitos de financiamento forem atendidos dentro do período, o dinheiro arrecadado será gasto na busca dos objetivos do projeto.

Uma vez que o ICO é concluído e o projeto lançado, o investidor recebe suas moedas. 

Assim que uma exchange listar o novo ativo, será possível vender, trocar por outras moedas, ou simplesmente guardá-las e esperar que valorizem.

O processo de ICO para o investidor é parecido com comprar uma ação em IPO, já que nada garante que o preço pago será igual, maior ou menor do que realmente valerá o token. 

O investidor compra determinado criptoativo por acreditar no projeto.

Assim como as blockchains, as Ofertas Iniciais de Moeda são descentralizadas, ou seja, não há nenhuma autoridade que as governe. 

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

Onde acontecem os ICOs?

Em geral, os ICOs podem ocorrer em três vias.

A primeira é pelas exchanges, corretoras especializadas em criptoativos. 

Outra é por meio de plataformas de lançamento de ICOs, como a Coinlist, por exemplo.

Uma terceira possibilidade é fazer o lançamento de maneira independente, através de um site próprio do projeto.

Esta última é possível, uma vez que a oferta inicial de moedas não é regulada por uma autoridade central.

Como participar de um ICO?

Depois de escolhido um ICO para participar, a primeira coisa é verificar qual sistema de listagem a oferta inicial seguirá.

Se for feita por meio de uma exchange ou plataforma de lançamento, basta seguir as instruções do local onde acontecerá o ICO.

Nesses casos será necessário abrir uma conta na exchange e ter a criptomoeda de troca para comprar o novo token, já que é cada vez mais comum que os investidores paguem usando outras formas de criptografia, como Bitcoin ou Ethereum. 

No caso de uma operação independente, o investidor lida diretamente com o time de desenvolvedores. 

Na prática, quando o token é novo, pode ser mais difícil trocá-lo durante um tempo. 

Lentamente, ele vai surgindo em algumas exchanges e seu valor pode começar a subir. 

Vantagens do ICO

O ICO é uma forma atraente para pequenos empreendimentos conseguirem investimentos para lançar seus projetos de criptoativos.

Além disso, as ofertas iniciais normalmente são feitas a preços baixos para compensar o grau de risco e volatilidade das operações, o que aumenta o potencial de retorno.

Outro ponto positivo é a criação de uma comunidade, algo importante para atrair novos investidores.

Riscos dos ICOs

O maior risco de uma oferta inicial de moeda é o de liquidez.

Como é um criptoativo novo, existe a chance de não encontrar um comprador com tanta facilidade, principalmente no período inicial, antes do ativo ser listado em uma grande exchange. 

Dependendo da estratégia e objetivo do investidor, a dificuldade de converter o ativo em moeda fiduciária pode significar perdas, caso se decida vendê-lo a qualquer valor.

Por fim, deve-se ter o cuidado com esquemas de manipulação de preços e fraudes, com o intuito de inflar os valores dos ativos (atividade conhecida como “pump & dump”).

Vale a pena entrar em um ICO?

As ofertas iniciais de moedas (ICOs) são uma maneira de arrecadar fundos para produtos e serviços geralmente relacionados a criptomoedas.

As ICOs são semelhantes às ofertas públicas iniciais para ações, com a diferença de que se lança uma criptomoeda ou outro token.

Entrar em um ICO pode valer a pena se você acredita no projeto e se o valor investido não faz falta. 

Apesar de oferecer oportunidade de ganhos, os riscos também são maiores. Por isso, nunca é recomendado investir muito dinheiro, porque existe uma chance de você perder tudo. 

Outro ponto importante é fazer pesquisar o máximo possível sobre o projeto e seus idealizadores.

O time de desenvolvedores existe de fato? A proposta tem base sólida? Faz sentido possuir o token? O projeto tem potencial de crescer e trazer retorno? 

Essas são algumas das perguntas que você deve se fazer antes de investir em um ICO.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

Informe o DDD + 9 dígitos