O que é Fundo Quantitativo e Como Funciona
|

O que é Fundo Quantitativo e Como Funciona?

Saiba o que é Fundo Quantitativo, como funciona, quais são os melhores do mercado e como investir no melhor.

Por
Atualizado em 05/05/2020
Avalie esse texto

Os fundos quantitativos contam com a ajuda da tecnologia para explorar padrões do mercado e tomar as melhores decisões de investimentos.

Executado via algoritmos, os fundos quantitativos é um tipo de fundo multimercado e tendem a ser vantajosos em momentos de maior volatilidade do mercado.

A gestão automatizada ainda é nova no Brasil, mas nos Estados Unidos os fundos quantitativos representam 30% do mercado de hedge funds americanos.

O matemático bilionário James Simons é o gestor do Medallion Fund, considerado o melhor fundo de investimentos do mundo, um fundo quantitativo.

Além de uma alternativa de diversificação, a gestão quantitativa é capaz de descobrir oportunidades que análises e cálculos humanos não são capazes de enxergar.

“Nenhum homem é melhor do que uma máquina e nenhuma máquina é melhor do que um homem com uma máquina.” – Paul Tudor Jones

Então, você está pronto para descobrir o que é Fundo Quantitativo e como escolher o melhor?

Você vai descobrir tudo o que precisa para investir em Fundos Quantitativos ainda hoje:

  • O que é Fundo Quantitativo;
  • Como funciona;
  • Vantagens e desvantagens;
  • Por que investir em Fundo Quantitativo;
  • Melhores Fundos Quantitativos do mercado.

Leia até o final e veja como diversificar sua carteira com fundos de investimentos quantitativos.

O que é Fundo Quantitativo?

Fundos quantitativos são fundos de investimento que operam com base em análises matemáticas e algoritmos.

Através de sistemas de Inteligência Artificial, estão sempre em busca de estratégias que gerarem um bom retorno para os cotistas. 

Em geral, os Fundos de Investimento Quantitativos atuam fazendo arbitragem, analisando os históricos de mercado para identificar as assimetrias de preços.

Os fundos “quant” são opções diversificadas de fundos de investimento, sendo enquadrados como fundos multimercado.

Banner will be placed here

Tipos de Fundos Quantitativos

Os fundos quantitativos são classificados de acordo com a forma de funcionamento do sistema: contínuo, intradiário puro e intradiário contínuo.

TipoFuncionamento
Sistema Contínuoautomatização que observa o mercado continuamente;
Sistema Intradiário Puroautomatização age de acordo com o horário do mercado, fechando todas as posições antes mesmo do encerramento oficial do mercado;
Sistema Intradiário Contínuonão precisa necessariamente fechar suas posições com o encerramento do mercado. Efetua suas operações seguindo a estratégia programada.

Como Funciona o Fundo Quantitativo

Os fundos de investimento com estratégia quantitativa utilizam de algoritmos para analisar e efetuar a compra e venda dos ativos.

Embora a tese de investimento venha de gestores, a proposta é que os fundos apliquem a gestão sem interferência humana, somente por meio de computadores.

Os fundos quantitativos utilizam estratégias comprovadas por meio de “backtesting”, um teste da efetividade do modelo proposto.

Uma delas é fazer os algoritmos seguirem um padrão com base no preço médio dos ativos.

Quando acreditam que o preço irá subir, compram.

Quando preveem que irá cair, vendem.

Sabe-se que períodos de instabilidade são naturais, mas a tendência é que o preço destes ativos, em algum momento, retorne à média de custo.

A grande diferença da gestão quantitativa para a gestão tradicional é a capacidade de processamento.

Enquanto que os gestores conseguem acompanhar apenas dezenas de indicadores do mercado, os algoritmos são capazes de processar rapidamente milhões de dados do mundo todo.

São poucos os fundos 100% quantitativos no Brasil.

Em geral, a análise das máquinas tem por trás a ideia do gestor.

Novos modelos usam técnicas de machine learning para adaptar a estratégia ao longo do tempo.

Fundo Quantitativo x Fundo Multimercado x Fundo de Renda Fixa

A principal diferença entre um fundo quantitativo e um fundo de investimento tradicional está no tipo de gestão.

Enquanto que os fundos tradicionais contam com gestores que analisam o mercado e traçam a melhor estratégia, os fundos quantitativos contam com a ajuda da Inteligência Artificial.

A gestão dos quantitativos é feita através de modelos computacionais os quais tomam a decisão com base em parâmetros validados pelo gestor.

Como os fundos quantitativos ainda são novidade no mercado brasileiro, eles não têm uma categoria própria, sendo classificado como um fundo multimercado.

Dessa forma, tem liberdade para investir em diversas classes de ativos, como bolsa de valores, câmbio, juros e commodities.

Portanto, o conceito de “quantitativo” diz mais a respeito de “como” investe, não “no que” investe.

Em geral, fundos quantitativos operam através de robôs e, assim como os fundos multimercados tradicionais, têm liberdade para investir diferentes ativos e mercados em qualquer porcentagem.

Dessa forma, podem ter diferentes graus de risco, sendo um fundo mais conservador, moderado ou agressivo.

Já os fundos de renda fixa devem obrigatoriamente investir pelo menos 80% da sua carteira em renda fixa, sendo mais “conservadores”.

Por que Investir em Fundo Quantitativo?

Investir em Fundo Quantitativo é uma estratégia de diversificação e proteção da carteira, permitindo que você faça uma boa alocação de ativos.

Pelo fato deles serem descorrelacionados dos fundos multimercados tradicionais, podem conter possíveis perdas em momentos de crise.

A volatilidade tende a ser um fator positivo para os fundos quantitativos.

Historicamente, performam bem em momentos de maior turbulência do mercado.

Características dos Fundos Quantitativos

Veja mais informações antes de investir em um fundo quantitativo, como as taxas, aplicação mínima e resgate.

Nome do FundoTaxa de Adm.Taxa de PerformanceTaxa de SaídaAplicação MínimaResgate
Giant Darius FIC FIM2,0%20%Não háR$ 5 milD+30
Giant Zarathurstra FIC FIM0,95%27,50%Não háR$ 10 milD+30
Kadima II FIC FIM2,00%20%5% do resgateR$ 20 milD+14
Murano FIC FIM2,00%25%Não háR$ 10 milD+3

Rentabilidade Fundos Quantitativos

Veja abaixo a rentabilidade dos principais fundos quantitativos do mercado.

Nome do Fundo2020201920182017SharpeRisco
Giant Darius FIC FIM4,68%11,0%15,44%15,13%7,633,96%
Giant Zarathurstra FIC FIM3,25%11,04%15,51%13,59%5,756,54%
Kadima II FIC FIM1,67%3,65%11,39%14,22%5,843,85%
Murano FIC FIM3,75%-19,58%18,31%5,01%0,2215,58%

* Rentabilidade até março/2020. Sharpe e Risco de 29/03/2019 a 29/03/2020.

Os fundos de investimento quantitativos costumam ir bem em períodos difíceis da economia.

Veja abaixo o gráfico de rentabilidade dos fundos quantitativos nos últimos 2 anos (03/04/2018 a 27/03/2020).

Gráfico: Rentabilidade fundos quantitativos de 2018 a 2020.
Gráfico: Rentabilidade fundos quantitativos de 2018 a 2020.
Tabela: Rentabilidade fundos quantitativos de 2018 a 2020
Tabela: Rentabilidade fundos quantitativos de 2018 a 2020. Fonte: Verios.

Isso aconteceu no Brasil no passado e novamente com a disseminação da covid-19 e da crise do petróleo.

Em 2018, os três principais fundos do segmento no Brasil, o Zarathustra, da Visia Investimentos; o Murano, da Murano Investimentos; e o Kadima, da Kadima Investimentos, registraram alta de 15%.

A performance ficou bem acima do índice da categoria de hedge funds da Anbima (IHFA), que subiu 7,09%, e do CDI, que registrou alta de 6,42% no período.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Vantagens do Fundo Quantitativo

Dentre as vantagens do Fundo Quant está o uso da matemática e estatística para automatizar o processo.

Dessa forma, decisões se baseiam em dados, não por vieses cognitivos.

A capacidade de processamento de informações desse modelo também está muito acima da média dos seres humanos, o que torna as decisões mais embasadas.

Além do volume de dados, esses fundos têm um grande benefício para diversificação da carteira.

Ausência de emoção na tomada de decisão

Os algoritmos são programados para seguir regras, tomando como base somente números e dados.

A vantagem desse modelo é evitar decisões baseadas na emoção. Erro comum dos investidores em momentos de maior risco, euforia e pânico no mercado.

Capacidade de análise de dados

Os fundos administrados por algoritmos possuem uma capacidade de processamento de dados muito acima da média dos seres humanos.

Para analisar todos os ativos do mundo seria necessária uma equipe enorme, que inviabilizaria o negócio.

Com tecnologia, isso acontece rapidamente e 24h por dia.

Com o maior número de dados, a vantagem é o maior embasamento para definir as estratégias e tomar decisões.

Baixa correlação com os outros investimentos

Por tomarem decisões de maneira diferente dos fundos tradicionais, os fundos quantitativos são descorrelacionados.

Isso significa que eles se comportam de maneira diferente dos outros fundos.

Quando o mercado está em baixa e a maioria dos fundos de investimentos cai, os fundos quantitativos podem subir.

O contrário também verdadeiro.

Essa baixa correlação entre os investimentos que compõem a carteira diminuem o risco. Isso faz parte de uma boa alocação de ativos.

Quanto menor a correlação, mais equilibrada fica a relação entre risco e retorno da carteira.

Desvantagens do Fundo Quantitativo

A principal desvantagem do fundo quant diz respeito ao viés único da sua programação.

Dessa forma, exclui uma análise mais abrangente do cenário macroeconômico e eventos esporádicos que podem gerar perdas.

Exclui análise macro e microeconômica

O modelo quantitativo segue um padrão sólido. Dessa forma, os fundos ficam restritos apenas a análise de dados.

No entanto, o cenário micro e macroeconômico também interferem no mercado financeiro.

Eventos pontuais e análise administrativa, por exemplo, não são incluídas neste modelo.

Ao acompanhar as tendências do mercado os gestores podem antecipar alguns eventos e mudar a estratégia, algo muito difícil para os fundos quantitativos.

Crescimento

Assim como outros fundos de investimento, o grande desafio dos fundos quantitativos é justamente esbarrar no seu crescimento.

A quantidade de execuções das ordens nos fundos quant já são maiores do que um multimercado tradicional.

Quando o investimento cresce de tamanho, precisa executar as ordem ainda mais rapidamente, causando impacto de mercado.

Taxas

Os fundos quantitativos normalmente se apresentam como fundos multimercados, por isso é comum encontrar taxas de administração acima dos 2%.

Riscos do Fundo Quantitativo

Os fundos quantitativos são encarados por muitos especialistas como um investimento de menor risco, justamente por ele não sofrer tanto com as oscilações do mercado financeiro.

Pode, inclusive, ter trazer mais estabilidade em momentos turbulentos e de mercado em baixa.

Contudo, assim como qualquer investimento, os fundos quantitativos são influenciados pelos fatores de risco:

  • Mercado;
  • Crédito;
  • Liquidez.

Taxas do Fundo Quantitativo

Incidem dois tipos de taxas sobre os fundos de investimento: a taxa de administração e a taxa de performance.

Como não possui um gestor dedicado a monitorar os ativos, a tendência é pensar que a taxa de administração dos fundos quantitativos é menor. Porém, não é sempre o que acontece.

Apesar de não depender tanto do gestor, um fundo quantitativo exige uma boa equipe de TI e analista de dados, assim como uma boa infraestrutura tecnológica.

Não é raro encontrar fundos quantitativos cobrando taxa de 2% ao ano, mas existem opções com valores menores.

Já a taxa de performance costuma variar de 20% a 25% quando o fundo ultrapassa uma meta de renda definida.

Tributação do Fundo Quantitativo

A tributação nos Fundo Quantitativos é a seguinte: 

  • Imposto de Renda (IR);
  • Impostos sobre Operações Financeiras (IOF), para operações realizadas em menos de 30 dias;
  • Come-cotas.

Quanto mais tempo você permanecer no fundo, menor será o imposto cobrado. 

Para saber mais detalhes sobre a declaração dos seus investimentos, consulte o artigo Como Declarar Imposto de Renda Sobre Investimentos Sem Erro.

Imposto de Renda (IR)

O Imposto de Renda (IR) sobre o rendimento dos Multimercados é cobrado quando você tira o dinheiro do fundo e segue uma tabela regressiva. 

Quanto maior o tempo pelo qual você deixa o dinheiro investido, menor é o IR pago.

Tempo de permanência no fundoIR
primeiros 6 meses 22,5%
após 1 ano20%
entre o primeiro e o segundo ano 17,5%
mais de dois anos15%

A forma de declarar seus investimentos no Imposto de Renda está detalhada no artigo: imposto de renda sobre investimentos

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é cobrado sobre o rendimento dos Multimercados quando o dinheiro fica aplicado em um período menor que 30 dias.

A cobrança segue a tabela abaixo:

DiasIOF (%)DiasIOF (%)DiasIOF (%)
19611632130
29312602226
39013562323
48614532420
58315502516
68016462613
77617432710
8731840286
9701936293
10662033300

Come-Cotas

O come-cotas é a cobrança de um percentual sobre o rendimento do fundo, e acontece duas vezes ao ano: nos meses de maio e novembro.

A cobrança tem relação com o Imposto de Renda, reduzindo o percentual desse imposto a ser cobrado no momento do resgate.

Como Declarar Fundo Quantitativo no Imposto de Renda

Todos os seus investimentos em Fundo Quantitativo devem ser declarados no IR.

Mas saiba que o imposto deve ser declarado apenas sobre os rendimentos, já o valor bruto permanece inalterado.

No Brasil, ainda não existe uma categoria quantitativa, eles são classificados como multimercados.

Porém, em outros países existe uma subcategoria: fundo de ações quant, fundo multimercado quantitativo, etc.

É fácil declarar o Fundo Quantitativo, basta seguir os seguintes passos:

Bens e Direitos

  1. Baixe o programa da Receita Federal para declaração do Imposto de Renda;
  2. Selecione ‘Bens e Direitos’;
  3. Preencha o campo ‘Código’ com ‘ 72‘;
  4. No campo ‘Discriminação’, é preciso inserir o tipo de produto, o nome e o CNPJ da instituição onde o investimento foi feito;
  5. Você vai ver o campo ‘Situação em 31/12/2018’. Nele, insira os valores correspondentes à declaração anterior. Deixe em branco se não houve investimentos no ano base de referência;
  6. No campo ‘Situação em 31/12/2019’, insira o saldo como ele aparece em seu informe de rendimentos;
  7. Caso tenha feito outros investimentos de renda fixa além do Fundo Quantitativo, repita o processo para cada um deles.
Tela bens e direitos
Declaração do IR

Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva

Muito fácil, não é mesmo? Agora, você deve informar os rendimentos:

  1. Clique em ‘Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva‘;
  2. Acesse: ‘Item 6 – Rendimento de aplicações financeiras’ e selecione ‘Novo’;
  3. No campo ‘Tipo de beneficiário’ mantenha ‘Titular’, caso tenha sido você a pessoa que aplicou o valor;
  4. Em ‘CNPJ da fonte pagadora’, preencha com o CNPJ da instituição financeira onde fez a aplicação;
  5. O campo ‘Valor’, é onde se deve inserir a soma total dos rendimentos recebidos da instituição financeira em questão, ainda que eles aparecem fragmentados no seu informe de rendimentos.
Tela Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva
Tela Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva

Consulte o artigo Imposto de Renda Sobre Investimentos para maiores informações de como fazer a sua declaração sem erro.

Como Escolher o Melhor Fundo Quantitativo?

Agora você deve estar se perguntando: qual Fundo Quantitativo Investir?

Para encontrar o Fundo Quantitativo ideal, os critérios são os mesmos que você usaria para escolher qualquer outro tipo de fundo.

É só seguir estas dicas:

  • Comparar a taxa de risco dos fundos;
  • Verificar o índice que mede o risco/retorno (quanto maior, melhor);
  • Entender a estratégia de investimento do gestor;
  • Investir no máximo 30% do seu patrimônio;
  • Comparar as rentabilidades históricas;
  • Conhecer seu perfil de investidor;
  • Ver se o valor inicial exigido cabe no seu bolso. 

Lembre-se que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

como escolher o melhor fundo

Como Investir em Fundo Quantitativo? 

Para investir em fundo quantitativo você precisa ter conta em alguma corretora. O processo é simples e é o mesmo para todos outros tipos de fundo.

Passo 1. Descubra seu Perfil de Investidor

Antes de começar a investir, é essencial fazer o Teste de Perfil de Investidor para descobrir os riscos que está disposto a correr em função da rentabilidade.

Sabendo o seu perfil, saberá quais os investimentos que melhor se encaixam nas suas características e objetivos.

Passo 2. Escolha uma Corretora e abra sua conta

Investir em corretoras independentes é mais vantajoso do que investir pelo banco.

Nas Melhores Corretoras de Valores as taxas são mais baixas e o leque de opções de investimentos é maior.

Muitas delas disponibilizam a abertura de conta pela internet, direto no site da corretora.

Passo 3. Selecione o Fundo Quantitativo que Investirá

Os fundos quantitativos podem investir em diferentes ativos e mercados. Por isso, possuem diferentes taxas de risco.

Escolha aquele que mais se adequa ao seu perfil de investidor.

Passo 4. Transfira o Dinheiro

Faça uma transferência da sua conta corrente para a sua conta da corretora.

Passo 5. Faça a Aplicação

Abra o Home Broker e invista no fundo escolhido.

Passo 6.  Aguarde o momento para sacar

Resgate somente em caso de emergência. Esta é uma aplicação com objetivo principal de diversificação e proteção da carteira.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Fundo Quantitativo Vale a Pena?

Os fundos quantitativos são excelentes para compor o portfólio, já que são completamente descorrelacionados com qualquer outra classe de ativos.

Sendo assim, o investimento em fundo quant objetiva equilibrar os desempenhos da carteira.

Os fundos quantitativos suprem a necessidade do mercado de investimento de utilizar sistemas automatizados na busca de retorno para seus cotistas.

Permitindo implementar estratégias humanamente impossíveis de serem operadas.

Mesmo os fundos “tradicionais” já têm recorrido a modelos matemáticos em pelo menos uma parte da sua gestão.

Expansão no Brasil, os gestores desse tipo de investimento estão continuamente testando novos algoritmos e estratégias, em busca de explorar alguma ineficiência do mercado.

Lembre-se que, antes de investir em fundo quantitativo é necessário conhecer seu perfil de investidor para fazer uma boa alocação de ativos e se expor a um nível adequado de risco.

Descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais