O que é alocação de ativos

Alocação de ativos é uma estratégia do mercado financeiro a longo prazo que busca melhorar a relação risco x retorno do investidor, calculando quanto ele investe nos ativos.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Essa prática do mercado financeiro nada mais é do que imaginar uma boa carteira de clientes e uma composição patrimonial dos investimentos em ativos e suas devidas classes.

Sendo assim, para garantir uma boa rentabilidade dos ativos, é importante que o investidor tenha em mente uma boa estratégia para aplicar seus investimentos.

Considerando o que foi dito, a alocação dos ativos tem por objetivo realizar um planejamento com foco e, além disso, maximizar os ganhos do investidor.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Benefícios da alocação de ativos

A alocação de ativos apresenta inúmeros benefícios para o investidor, o que inclui a diversificação de ativos da carteira do empreendedor e foco a longo prazo por um custo muito baixo.

A técnica de alocação de ativos é muito utilizada no mercado financeiro, além disso, essa prática permite que o alocador de ativos não se preocupe com a sua carteira de investimento.

Vale ressaltar que alguns estudos dizem que 90% da variação de retorno é atribuída à sua alocação de ativos, sendo apenas 10% atribuídos ao market timing.

Algumas das vantagens sobre esse ato do mercado financeiro também valem ser mencionados, os quais são:

  • Redução de riscos - uma vez que o empreendedor tende a realizar operações financeiras por meio da alocação de ativos, ele estará correndo menos riscos, visto que os prejuízos tendem a ser compensados;
  • Redução de custos - as operações financeiras envolvendo alocação de ativos, também tendem a envolver menos custos para o investidor, pois cria uma carteira sólida de investimentos;
  • Otimização de tempo - além do que foi dito, o investidor também obtém uma grande otimização do seu tempo, visto que não é necessário que ele fique o dia inteiro no computador;
  • Facilidade - a alocação de ativos é uma prática que facilita muito a vida do empreendedor no mercado financeiro, pois facilita a administração e diminui os ruídos do mercado.

Esses 4 pontos são os que mais merecem destaque para a alocação de ativos no mercado financeiro, além dos outros benefícios listados acima.

Classes de ativos

A prática de alocação de ativos consiste em dividir os recursos disponíveis entre algumas classes de ativos do mercado financeiro.

Existem várias classes de ativos. Veja alguns dos principais

  • Renda fixa - possui esse nome, pois existe maior previsibilidade em relação ao rendimento. A renda fixa pode ser prefixada, pós-fixada ou híbrida;
  • Renda variável - renda variável é como o próprio nome diz, uma renda que varia muito. É um investimento que não garante nem um ganho fixo, nem a devolução total do que foi aplicado. A forma mais conhecida de renda variável são as ações.
  • Fundos de investimentos - essa classe de ativos busca criar uma espécie de “condomínio” de investidores, que reúnem seus recursos para aplicar coletivamente em outros ativos no mercado financeiro;
  • Câmbio - é o investimento em moedas de outros países, especialmente moedas fortes, como o dólar e o euro.

Essas são apenas algumas classes de ativos disponíveis aos investidores. Vale ressaltar que, é importante estudar o funcionamento de cada uma para que opere bem suas operações de alocação de ativos.

O que é Constant Mix

Constant Mix, traduzindo para o português fica Mistura Constante. Essa prática atrelada à alocação de ativos é uma estratégia que visa utilizar os conceitos abordados neste artigo sem alterar a composição da carteira de investimentos.

Sendo assim, o empreendedor irá sempre realizar ajustes em sua carteira, buscando sempre atingir um valor que ele deseja e, além disso, seja predeterminado.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é alocação de ativos, consulte o artigo completo sobre alocação de ativos.