O que é NPL - Non-Performing Loan

NPL - Non-Performing Loan é o empréstimo feito por um banco a um indivíduo que apresenta dificuldades de quitar as parcelas deste, resultando em atrasos ou mesmo inadimplência.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

É possível traduzir NPL - Non-Performing Loan como “Empréstimo improdutivo”, pelo fato de que este empréstimo não está trazendo retornos ao banco.

Vale pontuar que, apesar do credor quase sempre se ver em uma posição delicada ao lidar com um NPL, existem variadas formas mais ou menos eficientes de reverter a situação de insolvência e receber o crédito.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Conceito do NPL - Non-Performing Loan 

Para que um empréstimo seja considerado um NPL ele precisa ter sido concedido a um indivíduo ou instituição que não esteja conseguindo arcar com as parcelas e os juros.

Este indivíduo ou instituição pode não só estar atrasando as parcelas de forma consistente, como simplesmente deixando de pagá-las completamente.

E nestes casos, simples cobranças ou lembretes de pagamento possuem uma margem pequena de sucesso, sendo muitas vezes desperdício de energia e tempo.

O NPL - Non-Performing Loan, por sua vez, pode ser motivado por uma série de razões, desde uma conduta ruim com as próprias finanças, como por fatores externos imprevistos.

Não são todas as pessoas que conseguem manter um planejamento financeiro pessoal, ou mesmo instituições. É necessário um certo grau de dedicação, compromisso e autocontrole.

Tipos de NPL - Non-Performing Loan

Existem três tipos principais de condições de empréstimo que podem ser classificadas como um NPL, são estas:

  • Um empréstimo que tenha ficado durante um período de 90 dias sem ser pago, ou nesse período tenha passado por refinanciamento;
  • Um empréstimo que ainda não alcançou o período de 90 dias de inadimplência, mas o banco já não confia na capacidade de pagamento do credor;
  • Um empréstimo refinanciado cujas principais parcelas foram pagas, mas ainda há uma dívida muito vistosa.

Consequências de um NPL - Non-Performing Loan

Um empréstimo considerado como NPL pode acabar trazendo graves consequências para quem o valor é devido e também para quem se vê na posição de devedor.

Para uma instituição financeira de crédito, como por exemplo um banco, um empréstimo que não é pago ou que está constantemente tendo suas parcelas atrasadas, é indesejável.

Isso porque o banco acaba tendo altos prejuízos, o que diminui a sua capacidade de oferta para futuros empréstimos a outros indivíduos que teriam uma capacidade melhor de pagamento.

Ou, mesmo que o banco não pare de oferecer novos empréstimos, ele vai começar a impor condições de pagamento cada vez menos maleáveis e difíceis de lidar.

Afinal de contas, no pior dos casos, se a instituição que oferta os empréstimos tiver uma maioria de empréstimos classificados como NPL, isso afetará de forma irreversível seu funcionamento.

Sem dinheiro em caixa para oferecer novos empréstimos ou mesmo manter os custos das suas operações, essa instituição tem poucas opções.

Para evitar a falência, é possível vender estes empréstimos NPL para outras instituições, que compram a dívida e garantem ao fiador original pelo menos um pouco de liquidez.

Como evitar um NPL - Non-Performing Loan

Tanto a instituição credora quanto o proponente ao empréstimo podem atuar de forma a evitar o envolvimento com um NPL - Non-Performing Loan.

No caso do proponente ao empréstimo, é necessário que ele primeiramente analise muito bem sua situação financeira pessoal.

Este indivíduo precisa definir quais são os objetivos que ele quer alcançar com o empréstimo. Se ele for o investidor, é necessário ter um plano de negócios muito bem definido.

Vale ressaltar que contratar um empréstimo para financiar atividades cuja expectativa de retorno é pouco segura e volátil, como investir na bolsa de valores, é uma péssima ideia.

Já as instituições que concedem esses empréstimos, devem se averiguar com responsabilidade as capacidades de pagamento do proponente, seus objetivos e o seu histórico.

Se estes cuidados básicos foram tomados é possível evitar que um empréstimo acabe se transformando em um NPL - Non-Performing Loan.