Notre Dame (GNDI3) Compra Hospital Santa Brígida em Curitiba
| ,

Notre Dame (GNDI3) Compra Hospital Santa Brígida em Curitiba

O preço de aquisição foi de 48,5 milhões de reais, incluindo o imóvel com capacidade de aproximadamente 700 mil reais por leito.

Por
Atualizado em 26/10/2020

A Notre Dame Intermédica (GNDI3) comunicou nesta segunda-feira (26), que a sua subsidiária Clinipam fechou contrato para a aquisição do Hospital Santa Brígida, em Curitiba (PR).

O preço de aquisição (enterprise value) foi de 48,5 milhões de reais, incluindo o imóvel com aproximadamente 6 mil m² de área construída, equivalente a aproximadamente 700 mil reais por leito.

Banner will be placed here

O montante foi pago à vista, em dinheiro, descontados o endividamento líquido e uma parcela retida para contingência.

Com a operação, a Notre Dame Intermédica passou a deter, de forma indireta, 97% das ações do Hospital Santa Brígida.

O Hospital Santa Brígida opera um hospital materno-infantil com 72 leitos, sendo 15 de UTI, 4 salas obstétricas e 5 consultórios de pronto socorro, além de uma ala diagnóstica com ultrassonografia, endoscopia, radiografia e laboratório de análises clínicas.

Em 2019, o Hospital Santa Brígida apresentou um faturamento líquido de 31,2 milhões de reais.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Resultado da NotreDame no Segundo Trimestre de 2020

O resultado da NotreDame Intermédica (GNDI3) no segundo trimestre de 2020 (2t20), divulgado no dia 06 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 223,4 milhões, uma alta de 149,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da NotreDame ficou em R$ 510,3 milhões no 2t20, apresentando crescimento de 109,1% na comparação com o 2t19.

A margem ebitda foi de 19,6%, apresentando crescimento de 7,6% ponto percentual em comparação ao 2t19.

Já a margem líquida da Notre Dame atingiu 8,6% no 2t20, apresentando crescimento de 4,2 p.p. na comparação com o 2t19.

As ações da Notre Dame (GNDI3) acumulam alta de 0,85% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 7,82% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Reuters.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE