Neoenergia (NEOE3) Prevê Triplicar Investimentos com CEB-D
| ,

Neoenergia (NEOE3) Prevê Triplicar Investimentos com CEB-D

A Neoenergia prevê triplicar seus investimentos após assumir a distribuidora CEB-D, adquirida em leilão de privatização.

Por
Atualizado em 02/03/2021

A Neoenergia (NEOE3) pretende ampliar significativamente os aportes na região atendida pela distribuidora de energia CEB-D, do Distrito Federal, após ter adquirido a concessionária em um leilão de privatização realizado no final de 2020.

A informação foi comunicada nesta terça-feira (2) pelo presidente da elétrica, Mario Ruiz-Tagle.

Banner will be placed here

Ocorreu nesta terça-feira a cerimônia de assinatura do contrato de compra da distribuidora no Distrito Federal.

“Por ser companhia aberta não podemos dar projeções. Mas o que posso falar é que vamos investir três vezes mais do que a CEB investia no passado”, disse o executivo.

Tagle disse ainda que a Neoenergia buscará o “desafio” de levar os indicadores de qualidade do serviço da CEB-D para os patamares mínimos exigidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em prazo de dois ou três anos.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Resultado da Neoenergia no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Neoenergia (NEOE3) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 9 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 996 milhões no 4t20, uma alta de 61,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Neoenergia atingiu R$ 2,1 bilhões no 4t20, apresentando crescimento de 39% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda da Neoenergia totalizou 21,0% no 4t20, apresentando retração de -1,7 ponto percentual na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da Neoenergia atingiu 9,9% no 4t20, apresentando crescimento de 1,4 ponto percentual na comparação com o 4t19.

As ações da Neoenergia (NEOE3) acumulam queda de 12,91% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 33,81% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Reuters

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE