A Neoenergia (NEOE3) informou através de fato relevante, na terça-feira, (27), que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), aprovou a 5ª Revisão Tarifária Periódica da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com efeito médio para o consumidor de +8,99%, que vigorará a partir de 29 de abril de 2021.

O uso dos créditos tributários referentes ao trânsito em julgado da exclusão do ICMS da base do PIS/Cofins, assim como o reperfilamento da Rede Básica e a Conta-Covid contribuíram para redução do efeito médio ao consumidor.

A Parcela B, já liquida de outras receitas, atingiu R$ 1.961 milhões (+9,3% considerando o mercado dos últimos 12 meses, já descontando receitas de ultrapassagem de demanda e excedente de reativos).

O reajuste dos itens da Parcela B será integralmente aplicado já a partir de 29 de abril de 2021. Para a Base de Remuneração Líquida, o valor aprovado foi de R$ 5.648 milhões, a valores de abril de 2021, refletido o reconhecimento integral dos investimentos realizados.

Quanto às Perdas Totais Regulatórias reconhecidas na tarifa, a Aneel estabeleceu o percentual de 15,1% sobre a energia injetada.

As informações completas da revisão tarifária poderão ser encontradas nos resultados da Consulta Pública (CP) 003/2021, disponível no site da Aneel.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Neoenergia no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Neoenergia (NEOE3) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 9 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 996 milhões no 4t20, uma alta de 61,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Neoenergia atingiu R$ 2,1 bilhões no 4t20, apresentando crescimento de 39% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda da Neoenergia totalizou 21,0% no 4t20, apresentando retração de -1,7 ponto percentual na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da Neoenergia atingiu 9,9% no 4t20, apresentando crescimento de 1,4 ponto percentual na comparação com o 4t19.

As ações da Neoenergia (NEOE3) acumulam alta de 0,06% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 6,31% nos últimos 12 meses.

Informe o DDD + 9 dígitos