A Natura &CO (NTCO3) informou que realizou o pré-pagamento de títulos de dívida ("bonds") de suas subsidiárias integrais, Avon International Capital e Avon International Operations, no valor total de US$ 900 milhões.

O valor de resgate é de 101,969% (expresso como porcentagem do montante principal dos "bonds" a serem resgatados), mais juros acumulados e não pagos até esta data.

Segundo a empresa, o endividamento pro forma após o pré-pagamento, considerando os resultados do 2º trimestre de 2020, seria reduzido para 1,9x em relação ao patamar anterior de 3,6x.

"O pré-pagamento destes 'bonds' é mais um grande passo na estratégia de otimização de estrutura de capital da companhia, acelerando nossa desalavancagem e reduzindo o endividamento em dólares norte-americanos, a volatilidade do câmbio, as altas despesas de juros e eliminando cláusulas restritivas", disse a empresa em comunicado.

Resultado da Natura&Co no Segundo Trimestre de 2020

O resultado da Natura&Co (NTCO3) no segundo trimestre de 2020 (2t20), divulgado no dia 13 de agosto, apresentou um prejuízo líquido de R$ 365,4 mil, contra um lucro líquido de R$ 55,9 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Natura atingiu R$ 615,2 milhões no 2t20, apresentando retração de 42,2% na comparação com o 2t19.

A margem ebitda foi de 8,8% no 2t20, uma retração de 4,5 p.p. quando comparado ao 2t19.

Já a margem líquida da Natura atingiu -5,6% no 2t20, apresentando retração de 7,2 p.p. na comparação com o 2t19.

As ações da Natura (NTCO3) acumulam queda de 7,37% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 48,62% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.