O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira, 30, que a atuação da Petrobras (PETR4), deve ser mantida como está, mesmo após o governo federal indicar Adriano Pires para a presidência da estatal no lugar de general Silva e Luna.

O atual chefe da empresa se desgastou com o presidente da República, Jair Bolsonaro, pela resistência em segurar o reajuste dos preços dos combustíveis em meio ao salto do petróleo no exterior por conta da guerra na Ucrânia.

"Esse novo presidente da Petrobras que vai ser nomeado, o Adriano Pires, se você ler tudo que ele escreve, vai continuar tudo como dantes no quartel de Abrantes, não vai mudar nada.

A Petrobras é uma empresa com ação em bolsa, tem conselho de administração, tem toda uma governança. Ela não pode voltar aos fatos que ocorreram durante o governo do PT", disse o vice-presidente na chegada ao Palácio do Planalto.

Pires já disse antes de sua indicação, que quem segurar os preços da Petrobras, hoje pareados com lei ao mercado internacional, vai "colocar o CPF na mesa".

Próximo de Silva e Luna, Mourão ainda disse que o presidente demissionário da estatal petrolífera está "tranquilo".

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Silva e Luna é um dos oficiais mais completos e preparados da nossa geração.

Ele já foi ministro da Defesa, foi presidente de Itaipu e agora estava aí na Petrobras e fez um excelente trabalho.

Então, ele está tranquilo." Pré-candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul com apoio, embora discreto, de Bolsonaro, Mourão evitou confirmar que Silva e Luna foi fritado pelo governo.

"Você não pode levar pra esse lado, né? Incomodou.

O presidente é o decisor, compete a ele tomar essas decisões, e ele julgou que tinha que fazer dessa forma. Então, pronto. Eu não participei do processo decisório, eu não posso dizer quais foram os fatores que levaram o presidente a decidir dessa forma", declarou o vice-presidente.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2021  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 4T21, foram divulgados no dia 23 de fevereiro apresentou lucro líquido de R$ 31,5 bilhões no 4T21, uma alta de -47,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 

Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 62,9 bilhões no 4T21, apresentando crescimento de 33,8% na comparação com o 4T20.

margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 47,0% no 4T21, apresentando retração de -16,0 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

margem líquida da Petrobras atingiu 23,5% no 4T21, apresentando retração de -56,4 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 3,98% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 68,53% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.