Embora menos presentes no mercado de ações, as mulheres investem melhor que os homens. Vários estudos sugerem que no longo prazo elas tendem a apresentar retornos superiores.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Por muito tempo as mulheres foram negligenciadas em relação às finanças e posições de poder, mas isso parece estar mudando.

Estudo sugere que as mulheres investidoras superam os homens em investimentos em 1,8%.

Ou seja, ganham mais dinheiro do que os homens no mercado financeiro.

Homens e mulheres investem de formas diferentes. Enquanto eles são mais propensos a especular, elas correm menos riscos e têm uma perspectiva de longo prazo.

O excesso de confiança dos homens os faz perder dinheiro na bolsa de valores.

Por outro lado, as mulheres parecem mais propensas a reconhecer quando não sabem alguma coisa e buscam conhecimento.

O que dizem as pesquisas

Em um estudo intitulado “Os meninos serão meninos: gênero, excesso de confiança e investimento em ações ordinárias”, os pesquisadores da Cal-Berkeley analisaram os investimentos em ações de homens e mulheres.

Mais de 35 mil investidores foram acompanhados de fevereiro de 1991 a janeiro de 1997 e constatado que: 

  • Homens negociavam 45% mais do que mulheres;
  • As mulheres superaram os homens na rentabilidade em 0,94% ao ano.

Pesquisas mais recentes confirmam essas descobertas.

A Fidelity Investments revisou mais de 8 milhões de contas de investimento e concluiu  que as mulheres obtiveram retornos mais elevados e foram melhores poupadoras

Outro estudo, dessa vez comandado pela Warwick Business School também reforçou os resultados anteriores.

Ao monitorar o desempenho ao longo de três anos de 2.800 homens e mulheres do Reino Unido que investiram pela plataforma Barclays' Smart Investor concluíram que:

“Não só as mulheres examinadas superaram o índice FTSE 100 no período, como também obtiveram retornos melhores do que os homens”. 

  • Os homens conseguiram um retorno anual médio 0,14 por cento maior do que o FTSE 100;
  • As mulheres superaram o índice de referência em 1,94 por cento.

Dessa forma, as mulheres bateram os homens em 1,8 pontos percentuais.

Estudo da plataforma de investimento Hargreaves Lansdown, do Reino Unido, também mostrou que as mulheres investidoras levam vantagem.

O retorno das mulheres foi, em média, 0,81% a mais do que os homens em um período de três anos.

Caso esse padrão continuasse por 30 anos, as mulheres acabariam com um portfólio cerca de 25% mais rentável que os homens.

Por que as mulheres investem melhor

Dentre os motivos pelos quais as mulheres investidoras têm vantagem sobre os homens estão: 

As mulheres estão mais preocupadas com os riscos

As mulheres investidoras têm menor probabilidade de tomar decisões financeiras arriscadas do que os homens. 

A pesquisa da BlackRock Investor Pulse mostra que 72% das mulheres rejeitaram investimentos mais arriscados em ações, títulos ou imóveis, contra 59% dos homens.

De acordo com  dados do Boring Money , apenas 10% das mulheres se sentiam “muito confiantes” em abrir uma conta de investimento, em comparação com 18% dos homens.

No entanto, o cuidado excessivo pode impedir que estes investidores diversifiquem a carteira e obtenham resultados melhores com segurança.

Visão de longo prazo

De acordo com a pesquisa da Warwick University, o desempenho superior das mulheres pode ser atribuído à estratégia de investimento utilizada.

Os homens estão mais propensos a assumir mais riscos com ações especulativas que eles acreditam ter o potencial de ganhar muito dinheiro rapidamente. 

Já as mulheres têm uma perspectiva de investimento de mais longo prazo.

Uma vez investido, as mulheres tendem a monitorar e ajustar menos os investimentos do que os homens.

O estudo da Boring Money aponta que o tempo médio que os investidores mantêm um fundo de investimento é de 8,3 anos para um homem e 10,7 anos para uma mulher.

Para as mulheres, dinheiro é sinônimo de segurança

Mulheres e homens têm definições diferentes de riqueza

De acordo com um estudo feito pela organização Fidelity, 54% das mulheres associam riqueza com a palavra “segurança”, enquanto os homens a associam com “sucesso” e “poder”.

Mulheres negociam com menos frequência

Outro comportamento que difere a abordagem dos investimentos entre homens e mulheres é a frequência de negociação.

No estudo da Warwick observou-se que as mulheres investidoras negociaram, em média, nove vezes por ano, já os homens negociaram 13 vezes.

Esse dado é confirmado pela Hargreaves Lansdown. Segundo eles, as mulheres realizam 49% menos operações em ações do que os homens e 67% menos em fundos de investimento.

Com o maior número de negociações os investidores do sexo masculino tendem a acumular mais custos do que as mulheres.

Estas taxas podem corroer os retornos dos investimentos ao longo do tempo.

Busca por conhecimento

Mulheres admitem não saber sobre investimentos de forma muito mais fácil que os homens. 

Segundo pesquisa realizada pela BlackRock Investidor Pulse apenas 49% das mulheres se dizem bem informadas sobre investimentos, em comparação com 57% dos homens. 

Elas também sabem como se tornar mais confiantes: educando-se.

As mulheres se mostram mais abertas a opiniões externas e preferem reunir informações antes de tomar uma decisão.

Para isso, consultam opiniões de especialistas e lêem boletins financeiros.

Já o cérebro masculino é voltado para o individualismo e a autoaprendizagem. 

Por isso, é mais difícil para eles pedir ajuda, seja quando não sabem o caminho enquanto dirigem o carro ou quando estão aprendendo a investir

Vantagem hormonal

A biologia realça as diferenças entre homens e mulheres nos investimentos.

Altos níveis de testosterona podem levar ao aumento da tomada de risco e uma sensação de invencibilidade.

Os investidores também tendem a acompanhar o bando (efeito manada), mesmo que este esteja indo na direção errada.

Já a falta de testosterona reforça o pensamento mais racional e avesso ao risco das mulheres.

Por isso as mulheres são mais propensas a investir em fundos com um histórico consistente, em vez de optar pela volatilidade de ações individuais. 

Elas também tendem a diversificar seus investimentos em um número maior de empresas.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital "Como Começar a Investir do Zero".

Por que as mulheres ainda são minoria na Bolsa de Valores?

As mulheres têm um maior potencial para se tornarem grandes investidoras.

São mais pacientes, assumem menos riscos e têm mais disposição para aprender. 

Então, o que falta para essas investidoras conquistarem mais espaço no mundo dos investimentos? 

Embora os estudos mostrem que as mulheres têm vantagens em relação aos homens nos investimentos, as percepções sobre sua própria capacidade são muito menos positivas. 

A última pesquisa sobre Mulheres e Dinheiro da Fidelity Investments revelou que apenas 9% das pessoas acreditavam que as mulheres eram melhores investidoras que os homens.

As mulheres lideram a alta de investidores na B3, mesmo assim, elas representam menos de 25% do total de investidores pessoa física no Brasil.

A falta de modelos de investidoras de sucesso é vista como um problema em um mercado historicamente dominado por homens.

Mesmo tendo dinheiro para investir, as mulheres tendem a ser conservadoras, priorizando a renda fixa em vez de ações.

De acordo com estudo da YouGov , 55% das mulheres do Reino Unido disseram nunca ter feito um investimento, em comparação com 37% dos homens.

Na verdade, não é preciso ser um gênio do mercado de ações para investir.

Você pode obter bons retornos com estratégias simples. Veja Como Investir Começando do Zero.