O que é MtM - Market-to-Market

MTM - Market-to-Market ou simplesmente é o processo pelo qual uma Bolsa de Valores define o preço de liquidação oficial de um ativo futuro e ajusta as posições de todos os participantes do mercado.

O ajuste tem o objetivo de refletir lucros ou perdas em comparação com o preço de liquidação dos ativos.

Na negociação de futuros, por exemplo, as contas em um contrato de futuros são marcadas a mercado diariamente, sendo os lucros e perdas calculados entre as posições compradas e vendidas.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

História do MtM - Market-to-Market

MtM era uma diferença marcante entre futuros e futuros até a reforma regulatória promulgada após a crise financeira de 2007-2008. 

Antes dessas reformas, a maioria dos contratos a termo e swaps  não tinham um preço de liquidação diário oficial, portanto os clientes nunca sabiam sua variação diária, exceto conforme descrito por um modelo de precificação teórico.

Atualmente, os mercados futuros têm um preço de ajuste diário oficial definido pela bolsa. 

Sendo assim, embora os contratos possam ter fórmulas de fechamento e liquidação diária ligeiramente diferentes, a metodologia é amplamente divulgada.

Como funciona o MtM - Market-to-Market

O MtM - Market-to-Market é uma prática contábil que envolve o ajuste do valor de um ativo para refletir seu valor conforme determinado pelas condições atuais de mercado de capitais. 

Por sua vez, o valor de mercado é determinado com base no que um investidor receberia pelo ativo se ele fosse vendido.

Isso é feito com mais frequência em contratos futuros para garantir que os requisitos de margem sejam atendidos.

Uma vez que o preço de ajuste diário final de um contrato de futuros é estabelecido, as funções de back-office de relatórios comerciais, lucro / perda diária e, se necessário, ajuste de margem são feitas.

Nos mercados futuros, os perdedores pagam aos vencedores todos os dias. Isso significa que nenhuma perda de conta é transportada, mas deve ser compensada todos os dias. 

A diferença do preço de ajuste do dia anterior em relação ao preço de ajuste de hoje determina o lucro ou prejuízo.

Exemplo de MtM - Market-to-Market

Para facilitar o entendimento sobre o assunto, vamos a um exemplo prático:

Considere que dois investidores celebraram um contrato de futuros . O contrato inclui 10 barris de petróleo a R$ 100 por barril, com vencimento em 6 meses. 

O valor do contrato futuro é de R$ 1.000 Reais. No final do pregão seguinte, o preço do petróleo é de R$ 105 por barril. 

Com esse resultado o investidor na posição vencedora, recebe R$ 50 Reais (R$ 5 por barril) do investidor na posição perdedora.

Determinação de preços no MtM - Market-to-Market

Conforme explicado acima, o processo de market-to-market consistem, na verdade, em duas etapas:

  • Determinação do Preço de Liquidação;
  • Realização de Lucros e Perdas.

Vale destacar que ativos diferentes têm maneiras diferentes de determinação do seu preço de liquidação.

No entanto,  na maioria dos casos, o preço de liquidação tem como base a média de alguns preços negociados para o dia, geralmente o das últimas transações finais do período de fechamento.

A média dos últimos preços é utilizada no MtM - Market-to-Market para determinar o preço final de transação do dia para que o preço de fechamento final não seja manipulado pelos investidores.

MtM - Market-to-Market na contabilidade

Na contabilidade, o market-to-market refere-se ao registro do valor de um ativo no balanço patrimonial pelo seu valor atual de mercado ao invés do seu custo histórico.

Certos ativos, são contabilizados pelo valor de mercado no balanço patrimonial porque esse valor é mais relevante do que o seu custo histórico.

Os ganhos e perdas com títulos e valores mobiliários são reportados de forma diferente, dependendo se o ativo está classificado como disponível para venda ou para negociação.