O Movimento FIRE e o Lying Flat estão mudando a maneira como os jovens pensam sobre trabalho, consumo, lazer e finanças. 

Embora estejam embasados em coisas completamente diferentes, esses dois movimentos em particular nasceram dos mesmos medos, ansiedades e esperanças e buscam um equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

O movimento FIRE surgiu nos Estados Unidos e prega uma extrema frugalidade, economizando grande parte de sua renda para poder se aposentar cedo, aos 30, 40 anos.

Mesmo que ele não seja sustentável para a maioria das pessoas, aceitar algumas de suas ideias pode fazer muito bem a sua saúde financeira e seus planos para a aposentadoria.

A essência do movimento FIRE encoraja as pessoas a viver com menos para que não tenham que trabalhar até a morte.

Prega que você assuma o controle de sua vida e que possa aproveitar várias décadas fazendo o que quer, quando quer, sem se preocupar com dinheiro.

Do outro lado está a nova tendência entre os jovens chineses de optar por sair da corrida dos ratos e se rebelar silenciosamente contra as intensas pressões da cultura de trabalho no país.

No Lying flat, ou "tang ping'' em chinês, em vez de lutar por melhores salários e status social, trabalhando em regimes de 12h, seis vezes por semana, eles optam simplesmente por se "deitar" e dar o mínimo

Depois de verem seus amigos trabalharem até a morte, os jovens estão aceitando empregos pouco ambiciosos e uma subsistência minimalista, em favor de viverem suas vidas sem a pressão que sofriam para serem produtivos.

Conheça mais sobre a origem desses dois movimentos, o que eles pregam, diferenças e o que têm em comum.

E o mais importante, como podemos extrair ensinamentos do movimento FIRE e do lying flat para criarmos uma vida com mais equilíbrio entre trabalho, finanças e bem-estar pessoal.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

FIRE: Gaste o mínimo possível

O movimento FIRE (Financial Independence, Retirement Early) defende um estilo de vida simples, que gasta o mínimo possível e economiza a maior parte da renda buscando atingir a independência financeira e se aposentar cedo

Ele surge da falta de expectativas sociais. É uma rebelião contra a ideia de trabalhar 40 ou 50 horas por semana até os 65 anos apenas para viver seus dias de aposentado na insegurança financeira.

Para mudar isso, muitos jovens adotaram a teoria FIRE, baseada no best-seller de 1992 “Your Money or Your Life ” de Joe Dominguez e Vicki Robin. 

Os adeptos desse movimento economizam até 70% de sua renda para acumular 25 vezes seu salário e se aposentar décadas antes.

São inúmeros exemplos de pessoas que se aposentaram aos 32 anos com mais de US$ 1 milhão economizado, como o do programador que ficou milionário com 6 princípios básicos do método FIRE.

Lying Flat: Faça o mínimo possível

Cerca de 5 anos atrás, um chinês chamado Luo Huazhong, de 31 anos, largou o emprego como operário de fábrica na China, pedalou 2.100 quilômetros da província de Sichuan até o Tibete.

Ele decidiu que poderia sobreviver fazendo o mínimo necessário. Isso inclui alguns bicos e US$ 60 de suas economias todos os meses.

Ele chamou seu novo estilo de vida de “Lying Flat” que pode ser traduzido como "deitado" e começou a postar sobre isso. 

Em sua primeira postagem, intitulada de “Lying Flat Is Justice”, anexou uma foto sua deitado em sua cama em um quarto escuro com as cortinas fechadas. 

Em pouco tempo, o post estava sendo celebrado pela geração do milênio como um manifesto contra a sociedade chinesa.

Muitos jovens operários e entediados na China começaram a sonhar em fazer o mesmo e o movimento tornou-se viral.

“Eu tenho relaxado”, escreveu Luo em um post em um blog.

Em entrevista, ele disse que “Depois de trabalhar por tanto tempo, me senti entorpecido, como uma máquina, e então eu pedi demissão.”

A postagem no blog de Luo foi removida pelos censores, que a consideraram uma afronta às ambições econômicas do país. Além disso, as menções do movimento são fortemente restritas na internet chinesa. 

Uma geração atrás, o caminho para o sucesso na China era trabalhar muito, se casar e ter filhos. O autoritarismo do país foi visto como uma troca justa, pois milhões foram tirados da pobreza com o modelo de desenvolvimento que exigia o máximo esforço de seu povo. 

Com os funcionários trabalhando mais horas e os preços das moradias subindo mais rápido do que a renda, muitos jovens chineses temem ser a primeira geração a não se sair melhor do que seus pais .

Lying Flat é uma mentalidade, um estilo de vida e uma escolha pessoal para alguns jovens chineses desiludidos que desistiram da corrida dos ratos e que rejeitam a cultura "9-9-6" que incentiva as pessoas a trabalhar 12 horas por dia, seis dias por semana.

O movimento não significa ficar deitado o dia todo ou sem emprego. Significa seguir no seu próprio ritmo e fazer o que quiser, incluindo não se casar e constituir família, e rejeitar horas extras e empregos estressantes.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

FIRE e Lying Flat nasceram de um necessidade de mudança nos padrões

Quando os dois movimentos começaram a ganhar força em meados da década de 2010, os jovens de ambos os países estavam a caminho de se tornar a primeira geração a ser pior do que seus pais. 

Os salários estavam estagnados há décadas, mas o custo da moradia e tudo mais certamente não. 

Tanto os jovens chineses quanto os americanos estavam sob intensa pressão e sentiram que foram traídos e abandonados por seus líderes sobre suas perspectivas de sucesso.

Na China, o movimento Lying Flat é reconhecido como uma resposta da sociedade ao "Neijuan", termo comumente usado para descrever o estilo de vida hipercompetitivo na China.

O estilo de vida 9-9-6 foi fortemente defendido por Jack Ma, fundador do Alibaba, que certa vez chamou a semana de trabalho de 72 horas de uma "bênção". 

Longos dias de trabalho não são apenas comuns, mas "esperados" dos funcionários, apesar da política trabalhista da China obrigar os funcionários a não trabalhar mais do que oito horas por dia.

A má aplicação das leis trabalhistas tem levado a casos crescentes de excesso de trabalho. 

Depois da longa jornada de trabalho, as pessoas têm um pequeno intervalo para comer, tomar banho e dormir, mas o sono é frequentemente sacrificado para que tenham algum tempo de vida pessoal. 

Histórias de pessoas morrendo em suas mesas ou sofrendo de depressão e exaustão não são incomuns. 

No início deste ano, por exemplo, a empresa de comércio eletrônico Pinduoduo foi abalada por duas mortes de funcionários que se acredita estarem relacionadas ao excesso de trabalho. 

Um trabalhador desmaiou e morreu depois de permanecer no escritório até 1h30. 

Duas semanas depois, um segundo funcionário morreu por suicídio, levando um terceiro funcionário a divulgar um vídeo viral alegando que os funcionários da empresa deveriam trabalhar mais de 12 horas por dia. 

Nos Estados Unidos, o movimento FIRE diz um basta às aposentadorias baixas e a necessidade de continuar trabalhando até idade avançada para se sustentar.

75% dos seguidores do movimento dizem que a segurança financeira é mais importante do que se aposentar mais cedo. 

Para apenas 35% o principal motivo é a perspectiva de deixar um emprego de 40 horas por semana. 

A maioria buscava apenas o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital "Como Começar a Investir do Zero".

Ambos são rebeliões extremas contra a cultura do consumismo descontrolado

Lying Flat surgiu na China, onde os produtos são feitos. O FIRE surgiu nos EUA, onde são amplamente consumidos. 

Os jovens de ambos os lados do mundo por trás dos dois movimentos, no entanto, lutam contra a mesma coisa, a armadilha do consumismo e do excesso material. 

Na China, os jovens estão sob intensa pressão para serem produtivos e contribuir para a expansão da economia, em vez de viver suas próprias vidas de acordo com seus projetos. 

Nos Estados Unidos, os jovens estão sob intensa pressão para comprar, mesmo que isso custe deixar de economizar para a aposentadoria.

Os seguidores do FIRE estão provando que, se você desistir de gastar dinheiro com algumas coisas agora, poderá alcançar independência financeira muito antes.

Ambos os movimentos pregam uma vida mais minimalista, mostrando que o consumismo excessivo não faz sentido. Normalmente, precisamos de muito menos do que temos para sermos felizes. 

Problemas e soluções dos movimentos

Ambos os movimentos parecem bons no papel, mas eles encontraram alguns obstáculos quando testados contra a realidade.

Para Lying Flat, o problema é que o abandono total das ambições e do dinheiro pode acarretar problemas financeiros graves.

Manter um estilo de vida de subsistência pode parecer um ato de liberdade quando se é jovem, mas quando se tem um pai idoso ou um filho para cuidar, as coisas mudam.

Além disso, mesmo o criador do movimento teve que usar suas economias, mesmo que mínimas, para se sustentar.

Ainda assim, o movimento é importante para refletirmos até onde podemos ou devemos chegar para alcançar as metas financeiras.

Abdicar totalmente da vida social não é saudável. É preciso encontrar um ponto de equilíbrio entre o profissional e o pessoal.

Visto que não são raros casos de síndrome de burnout, distúrbio causado pela exaustão extrema.

Já o FIRE sofre muitas críticas que não poderia ser replicado por pessoas de classe média. 

Somente pessoas ricas, com um ótimo salário, sem dívidas e que investissem uma taxa muito mais alta do que a maioria poderia atingir facilmente suas metas. 

De acordo com a Administração da Previdência Social, o salário médio nos EUA em 2019 era um pouco mais de US$ 34.000. 

Para economizar os 70% do FIRE, o trabalhador americano médio teria que depositar US$ 23.800 anualmente. 

Sobraria apenas US$ 10.200 no ano ou US$ 850 por mês para pagar as contas, o que certamente seria insuficiente para qualquer pessoa que pague aluguel e sustente uma família.

Porém, o método não precisa ser levado ao pé da letra. É possível se beneficiar de seus conceitos e adaptá-lo à sua realidade.

Caso não consiga economizar 70%, 50%, 40% da renda, economize o máximo que puder.

Reduza os gastos, aprenda a viver com menos agora em prol de uma vida mais confortável financeiramente no futuro.

Quanto antes você começar a investir, mais cedo poderá desfrutar dos resultados.
Veja Como Investir Começando do Zero e inicie seu caminho para uma vida saudável em todos os aspectos.