A Movida (MOVI3) anunciou nesta quinta-feira, 16, a compra da Marbor Frotas Corporativas por R$ 130 milhões.

O preço final de aquisição será pago em dinheiro, sendo 50% à vista e 50% no 1º aniversário da transação.

Segundo a empresa, a aquisição fortalece a companhia em nichos específicos de mercado e aumenta a carteira de clientes da companhia no segmento de gestão e terceirização de frotas.

Fundada por Marcos Borenstein na cidade de Mogi das Cruzes (SP), a Marbor atua nesse setor desde 1996.

Na quarta-feira, a Localiza (RENT3) teve aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), com restrições, para a fusão com a Unidas.

As empresas se comprometeram a vender 70 mil veículos para obter a aprovação do negócio. Além disso, a Localiza não poderá fazer aquisições de empresas de locação de veículos pelo prazo de três anos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

O novo acordo da Movida nesta quinta-feira mostra mais uma movimentação no setor de aluguel de automóveis e gestão de frotas.

Para a Movida, a aquisição da Marbor irá contribuir com 1,8 mil veículos atrelados a contratos de locação, que têm uma idade média de aproximadamente 1,4 ano.

Os automóveis estão distribuídos entre mais de 100 clientes corporativos com contratos com prazo médio de 2,7 anos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Entre julho de 2020 a agosto de 2021, a Marbor registrou receita líquida de aluguéis de R$ 26 milhões e lucro líquido ajustado de R$ 5 milhões, além de uma dívida líquida de R$ 74 milhões.

Entre 2017 e 2020 a Marbor teve uma taxa de crescimento anual de cerca de 35% no tamanho de sua frota, totalizando um aumento de mais de mil veículos em apenas 3 anos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Movida no Terceiro Trimestre de 2021

O resultado da Movida (MOVI3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 27 de outubro, apresentou um lucro líquido de R$ 259,4 milhões, alta de 597,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Movida atingiu R$ 613,4 milhões no 3T21, apresentando crescimento de 187,7% na comparação com o 3T20.

A margem Ebitda da Movida totalizou 38,9% no 3T21, apresentando crescimento de 18,3 pontos percentuais na comparação com o 3T20. 

A margem líquida da Movida atingiu 16,5% no 3T21, apresentando crescimento de 12,9 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

As ações da Movida (MOVI3) acumulam queda de 2,61% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda 11,87% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.