A Moody's reafirmou na sexta-feira, 24, o rating dos Estados Unidos em Aaa, com perspectiva estável.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A agência avalia que o país emerge do choque da pandemia com a força de seu crédito intacta, apoiada pela "força econômica excepcional", por seu arcabouço institucional e de governança, pelo papel do dólar e do mercado de Treasuries no mercado financeiro, entre outros benefícios.

A resposta "forte" dos EUA à pandemia amparou uma recuperação muito rápida e precoce, evitando cicatrizes econômicas. Ao mesmo tempo, a Moody's considera que os riscos à economia dos EUA "têm aumentado de modo substancial", inclusive de uma potencial recessão, diante do aperto monetário previsto para os próximos trimestres.

Para a agência, de qualquer modo, as instituições dos EUA, entre elas o Federal Reserve (Fed, o banco central americano), devem conseguir gerenciar os desafios atuais e a economia do país mostrará sua resistência.

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

No longo prazo, a Moodys espera que o déficit dos EUA aumente gradualmente, para cerca de 7% do PIB, e que a dívida aumente para "cerca de 113% do PIB até 2032".

Fonte: Estadão Conteúdo.