O que é moeda em poder do público

Moeda em poder do público ou Papel moeda em poder do público é o montante de recursos em dinheiro, ou seja, em papel moeda que está em circulação nas mãos da população.

Ao final do ano de 2020, o Brasil contava com um montante equivalente a cerca de R$ 350 bilhões de moeda em poder do público, os dados são do Banco Central do Brasil, instituição responsável por controlar o volume de papel moeda em circulação no país.

É possível consultar o volume atualizado de moeda em poder do público no site do Banco Central. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Moeda em poder do público e agregados monetários

Vale destacar, que a moeda em poder do público pode ser classificada conforme os agregados monetários M1, M2, M3 e M4, conforme apresentado abaixo:

  • M1: Neste grupo estão reunidas a moeda em espécie e os depósitos realizados à vista;

Importância da moeda em poder do público

Entender o conceito de moeda em poder do público e a sua interferência na economia de um país, é primordial para que seja possível compreender melhor o funcionamento da economia.

A moeda em poder do público é um dos instrumentos que o governo federal através do Banco Central possui para interferir diretamente na economia do país.

Ao aumentar o volume de moeda em poder do público, por exemplo, haverá mais dinheiro em circulação, fato que pode servir de instrumento para estimular o consumo e o crescimento da economia, mas também pode contribuir para o aumento da inflação.

Por outro lado, reduzir o volume de moeda em poder do público, pode ser um instrumento para desacelerar a alta dos preços e consequentemente conter o avanço da inflação no país.

Devido aos seus impactos diretos sobre a economia, o volume de moeda em poder do público precisa ser acompanhado de perto e fazer parte das políticas econômicas de cada país.

Quem determina o volume de moeda em poder do público

O Banco Central do Brasil é o órgão responsável por definir as políticas econômicas e acompanhar o desenvolvimento da economia do país, dispondo para o exercício das suas atribuições de uma série de ferramentas.

Dentre essas ferramentas está a prerrogativa para determinar a impressão de papel moeda, aumentando assim, o volume de moeda em poder do público.

Vale destacar que o Bacen é o responsável por determinar a emissão de papel moeda, sempre que julgar necessário, sendo a Casa da Moeda, a instituição responsável pela impressão do dinheiro.

A Casa da Moeda possui contrato com o Banco Central onde fica definido o volume de papel moeda a ser impresso anualmente. 

Após a impressão do papel moeda, esse dinheiro é enviado para as reservas do Banco Central, que por sua vez o distribui na economia através dos bancos demais instituições financeiras em operação no país.

É importante destacar que a Casa da Moeda não possui autonomia para imprimir volume de dinheiro em quantitativo superior ao determinado pelo Banco Central.

Atualmente a Casa da Moeda possui capacidade para impressão anual de até cerca de 3 bilhões de cédulas e 4 bilhões de moedas.