O Secretário Especial da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos, Bruno Westin, afirmou nesta quinta-feira, 2, que a privatização da Petrobras (PETR4) depende de mudanças legislativas e, portanto, o modelo da operação será abarcado em um projeto de lei a ser enviado ao Congresso Nacional.

De acordo com o secretário, a legislação atual não permite a inclusão da empresa no Programa Nacional de Desestatização.

O Conselho do PPI aprovou hoje a recomendação para qualificação da estatal na carteira de projetos, mas a inclusão ainda depende da edição de um decreto do presidente Jair Bolsonaro.

Com a medida, o governo dará prosseguimento aos estudos para privatização da estatal.

Os estudos devem ser coordenados por um grupo interministerial, composto por integrantes dos ministérios da Economia e de Minas e Energia.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

De acordo com o secretário, esse comitê também deve ficar responsável pela proposição legislativa a ser encaminhada ao Congresso Nacional.

O projeto deve abarcar a autorização, modelagem e condições para a operação.

Resultado da Petrobras no Primeiro Trimestre de 2022  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 1T22, foram divulgados no dia 8 de Maio, apresentou um lucro líquido de R$ 44,8 bilhões no 1T22, alta de 3.409,6% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 77,7 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 58,8% na comparação com o 1T21.

margem líquida da Petrobras atingiu 31,6% no 1T22, apresentando crescimento de 30,1 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

Fonte: Estadão Conteúdo.