A Mitre (MTRE3) divulgou o os resultados operacionais prévios referentes ao segundo trimestre de 2021.

Os lançamentos da companhia somaram R$ 237 milhões em VGV, uma alta de 99,8% em relação ao primeiro trimestre do ano (não houve lançamentos no segundo trimestre de 2020).

As vendas líquidas chegaram a R$ 188,4 milhões, crescimento de 442,7% na comparação com o segundo trimestre de 2020.

A VSO (velocidade de vendas em relação à oferta) foi de 29,5% no período, contra 30,9% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o VSO de lançamentos foi de 57%.

A Mitre encerrou o trimestre com um estoque de R$ 481,5 milhões em VGV, sendo 93,8% de lançamentos realizados há menos de um ano.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Mitre no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Mitre (MTRE3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 10 de maio, apresentou um prejuízo de -R$ 11,7 milhões, contra prejuízo de -R$ 6,4 milhões no mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Mitre atingiu R$ 335 mil no 1t21, contra resultado negativo de -R$ 1,8 milhões na comparação com o 1t20.

A margem Ebitda da Mitre totalizou -0,6% no 1t21, apresentando crescimento de 5,1 ponto percentual na comparação com o 1t20. 

A Margem bruta da Mitre atingiu 32,2% no 1t21, apresentando crescimento de 3,3 ponto percentual na comparação com o 1t20.

As ações da Mitre (MTRE3) acumulam alta de 2,32% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 4,88% nos últimos 30 dias.

Fonte: Estadão Conteúdo.