O que é mico

Mico é uma gíria utilizada no mercado de investimentos para fazer referência a ações e outros ativos negociados na Bolsa de Valores que costumam performar bem longe do ideal.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Na prática, uma ação que sofre grande variação de preço entre os pregões, que está super desvalorizada ou apresenta péssimos indicadores é considerada um mico na Bolsa de Valores.

Considera-se também um verdadeiro mico, investir nessas ações esperando uma reviravolta improvável como ganhar um prêmio de loterias.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Quando uma ação é considerada um mico

Na maioria dos casos, um mico nasce de empresas com sérios problemas financeiros, judiciais ou à beira da falência, motivos mais do que justos para justificar uma super desvalorização dos ativos.

Olhando para os balanços e indicadores desse tipo de ativo do mercado de ações, é possível observar uma série de dados negativos, incluindo alto endividamento e prejuízos sucessivos.

Entretanto, por mais incrível que pareça, esse tipo de ação chama  a atenção de alguns investidores, sobretudo daqueles que possuem pouca experiência ou que desejam especular, transformando a Bolsa de Valores em uma espécie de cassino.

Quem acredita que investir nesse tipo de ação pode trazer algum tipo de retorno, está na verdade fazendo uma aposta, que caso bem sucedida pode gerar excelente nível de lucro.

Contudo, os mais experientes no mercado de ações sabem que dificilmente um mico consegue se recuperar e transformar dados negativos em resultados positivos, recuperando-se economicamente e perante ao mercado.

Sendo assim, muitos investidores acabam perdendo dinheiro e vendo as suas reservas e aplicações afundarem em conjunto com os micos da Bolsa de Valores.

Especialistas e analistas do mercado financeiro recomendam que principalmente os novos investidores fujam desse tipo de aplicação problemática em prol da segurança da sua carteira de investimentos.

São sinais que indicam que uma empresa é um mico na Bolsa de Valores:

  • Alto endividamento ou poucas informações financeiras disponíveis;
  • Envolvimento em disputas judiciais ou escândalos de corrupção;
  • Desentendimentos públicos entre sócios e administradores;
  • Alta volatilidade (variação de preços) nos pregões da Bolsa de Valores;
  • Ausência de boas práticas de gestão corporativa;
  • Sucessivos prejuízos nos balanços apresentados;
  • Não geram lucros e portanto não distribuem dividendos;
  • Indicadores fundamentalistas negativos e muito abaixo da média dos seus pares;
  • Sentimento de desconfiança generalizada no mercado financeiro.

Ao observar que uma determinada ação reúne todos os elementos listados acima ou boa parte deles, pense muito bem antes de investir.

Como fugir do mico na Bolsa de Valores

Muitos afirmam que investir e ser bem sucedido na Bolsa de Valores é um enorme desafio, principalmente em um país com economia instável como o Brasil.

Logo, é comum encontrar investidores justificando os micos presentes nas suas carteiras de investimentos ao cenário econômico e político de incertezas do país.

Entretanto, não podemos colocar na conta da economia a escolha de um mico por parte de investidores.

Identificar e fugir de um mico no mercado de ações é muito simples, no tópico anterior, listamos uma série de características que permitem a fácil identificação de um mico.

Confira agora, algumas dicas para fugir de um mico na Bolsa de Valores:

  • Busque conhecimento a respeito do mercado financeiro e de ações;
  • Leia bons livros e aprenda com grandes investidores, como Warren Buffet e Luiz Barsi;
  • Evite acompanhar o efeito manada, comprando e vendendo ações de forma especulativa;
  • Cuidado com as indicações canais não confiáveis na internet ou de falsos especialistas;
  • Não compre uma ação sem antes realizar uma profunda análise fundamentalista;
  • Tenha objetivos claros que ajudem a nortear suas decisões como investidor;
  • Acompanhe o noticiário econômico diariamente;
  • Seja um investidor ativo, acompanhe os fatos relevantes e decisões importantes das empresas em que é sócio;
  • Não invista por emoção, seja cauteloso.

As dicas apresentadas acima podem ser consideradas fundamentos básicos para fugir de um mico no mercado financeiro.