O que é mercado secundário

Mercado secundário é o ambiente onde investidores compram e vendem ações e outros títulos de valores mobiliários entre si.

Na prática, nesse ambiente as ações apenas são transferidas entre vendedores e compradores sem qualquer impacto direto no caixa ou nos negócios da empresa emissora dos títulos.

Vale destacar, que o mercado secundário é o responsável pelo maior volume de negociações em pregões da Bolsa de Valores.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o mercado secundário na prática

Para facilitar o entendimento a respeito do mercado secundário, vamos a um exemplo prático:

A montadora XYZ lança um novo modelo ou linha de veículos no mercado. Em um primeiro momento, esses veículos são colocados à disposição de interessados apenas nas lojas autorizadas.

Sendo assim, João interessado em comprar um dos veículos recém lançados, dirige-se até a loja da montadora e adquire o lançamento.

 Em um comparativo com o mercado de ações, podemos dizer que João comprou o carro novo no mercado primário, ou seja, diretamente da empresa fabricante.

Tempos depois, João decide vender o seu carro para um terceiro. Operação que, por sua vez, é semelhante a uma transação no mercado secundário.

O comprador do carro que antes era de João, não adquiriu o bem diretamente da montadora, mas sim de alguém que já havia adquirido a posse daquele bem antes.

Sendo assim, podemos dizer, que toda operação no mercado secundário de ações, pode ser comparada a uma operação de revenda de títulos mobiliários.

Na prática, para que um investidor compre ações já listadas na Bolsa de Valores, é preciso que alguém que detenha a posse da ação em questão a coloque à venda.

Sendo assim, em um mesmo pregão da Bolsa de Valores, temos inúmeras e sucessivas operações no mercado secundário, ou seja, operações de compra e venda entre investidores.

Por sua vez, temos também as operações do mercado primário, que são aquelas que ocorrem exclusivamente ou diretamente entre empresa emissora e investidor.

Como comprar ações no mercado secundário

Para comprar ações no mercado secundário o investidor precisa seguir os seguintes passos:

  • Abrir conta em uma corretora de valores ou banco autorizado a operar no mercado de ações;
  • Transferir recursos financeiros para a nova conta;
  • Acessar a área de investimentos da corretora ou banco no site ou app;
  • Na área de investimentos, localize a opção "Ações";
  • Por fim, encontre a opção para envio de ordens de compra.

Para enviar uma ordem de compra no mercado secundário, o investidor precisa necessariamente informar o código da ação que deseja comprar ou vender e a sua quantidade.

Vale a pena investir no mercado secundário

O mercado secundário é o ambiente onde ocorre o maior número de transações da Bolsa de Valores.

Em um pregão da Bolsa temos milhares de transações que acontecem no mercado secundário, ou seja, entre investidores.

Por sua vez, não necessariamente teremos operações no mercado primário em todos os pregões, uma vez que para que isso aconteça, é necessário que exista ao menos uma empresa ou fundo em período de reservas e abertura de capital.

Sendo assim, podemos dizer, que o mercado secundário é o caminho mais rápido e prático para quem deseja começar a investir no mercado de capitais.

Logo, vale sim a pena investir no mercado secundário, desde que o investidor tenha conhecimento e domínio sobre o mercado e também a respeito das ações e títulos que deseja negociar.

Por sua vez, vale destacar, que o mercado primário costuma oferecer mais risco aos investidores, não sendo recomendado para iniciantes.

No mercado primário, existe uma série de incertezas, como por exemplo, as incertezas relacionadas a aceitação da nova empresa no mercado secundário e sua consequente valorização ou desvalorização pós mercado primário.