Guia Prático do Mercado de Opções para Iniciantes
| ,

Guia Prático do Mercado de Opções para Iniciantes

Entenda o que é o mercado de opções de ações e como funciona na prática: vantagens, riscos e estratégias.

Por
Atualizado em 21/07/2020

Saber como funciona o mercado de opções vai garantir que você minimize os riscos de oscilação de um ativo ou aumente o potencial de retorno dos seus investimentos.

Quando falamos em bolsa de valores, automaticamente pensamos em ações, mas o mercado de renda variável possui diversas oportunidades e estratégias.

Assim como se investe em ações, também é possível aplicar em opções de ações.

Embora esse termo seja um pouco diferente, as opções  são ativos bem comuns e repletos de oportunidades.

São também os preferidos de quem gosta de correr maior risco em troca da possibilidade de uma remuneração mais alta.

Opções são instrumentos financeiros que garantem o direito de compra ou venda de um ativo em uma data futura, por um preço pré-determinado.

Ao dominar o mercado de opções é possível operar ações com risco controlado ou até alavancar a carteira, porém com riscos maiores.

Já pensou em investir em opções e poder até triplicar o seu patrimônio?

Banner will be placed here

A histórica baixa na taxa de juros teve um impacto positivo para a Bolsa de Valores Brasileira e criou um cenário favorável para as opções.

Então, você está pronto para conhecer o que são opções e como ganhar mais dinheiro na Bolsa?

Leia até o final e entenda os conceitos mais importantes, vantagens e riscos do mercado de opções.

O que são Opções

Opções é um contrato que dá o direito de negociar um determinado ativo por um preço estabelecido até uma data determinada.

Existem dois tipos de opções: 

  • opção de compra (call): direito de comprar;
  • opção de venda (put): direito de vender.

Quem adquire o direito paga um prêmio ao vendedor, ou seja, um valor para ter possibilidade de comprar ou vender o ativo em uma data futura por um preço fixado.

O Titular é quem faz a compra de uma opção. Já quem faz a venda é o Lançador

Ambos negociam o Prêmio, que é o valor que o titular paga para garantir o direito sobre a compra ou venda de um ativo.

É também combinado um valor de venda ou compra, o chamado strike price ou preço exercido.

Para entender melhor como as opções funcionam, vamos associá-la a uma situação simples.

Imagine que você tem uma casa e deseja vendê-la pelo valor de R$ 500 mil.

Seu irmão está interessado no imóvel, mas só terá a quantia total daqui a 3 meses.

No momento só tem 10% do valor.

Nessa situação, ele propõe uma opção de compra (call).

Você recebe os R$ 50 mil agora e ele garante o direito de compra da casa pelo mesmo valor.

Seu irmão pagou o prêmio pelo direito de comprar sua casa por R$ 500 mil (strike) após os 90 dias.

Por outro lado, você recebeu os R$ 50 mil em troca da obrigação de vender o imóvel pelo preço combinado, mesmo que nesse tempo ele se valorize.

Voltando às opções de ações, elas são um ótimo instrumento para fazer Hedge, que é a proteção do investimento contra as oscilações de preço.

São também muito usadas para alavancagem, ou seja, para maximizar a rentabilidade da carteira.

A opção de compra normalmente é usada quando se espera que o preço de determinada ação vai subir.

Já a opção de venda é usada para se proteger, quando se especula que a ação vai cair.

As opções são classificadas no mercado financeiro como derivativos, já que seu preço deriva de outros ativos. 

Como Funciona o Mercado de Opções

O mercado de opções é um instrumento financeiro no qual se negociam direitos de compra e venda de ações com preços e prazo pré-fixados.

Uma opção de compra (CALL) é o contrato que dá o direito de comprar determinada ação daqui a um determinado período ao um preço estabelecido.

Observe que é o direito e não a obrigação de comprar.

Por exemplo, você tem o direito de comprar uma ação da Petrobras (PETR4) daqui a um mês por R$ 15.

Se essa ação estiver valendo mais do que isso, você vai querer exercer esse direito.

Caso a ação esteja valendo menos, poderá optar por não exercer, pois poderá comprá-la por menos.

Assim, até o dia pré-estabelecido, o comprador tem o direito de comprar as ações ao valor acordado e o vendedor tem a obrigação de vender naquele preço até a data.

Já a opção de venda (PUT) é o contrato que dá o direito de vender determinado ativo até a data e no preço acordados.

Um exemplo prático que funciona de forma parecida é o seguro de carro.

Ao fazer um, você compra o direito de vender o seu carro caso haja algum imprevisto e paga por isso.

Assim, quando bate o carro, é hora analisar se compensa utilizar a franquia ou se fica mais em conta pagar à parte.

Um seguro de vida também funciona de modo semelhante.

Quanto à forma de exercer o direito de negociação, existem dois tipos de opções: a Europeia e a Americana.

  • Opção Americana: o direito pode ser feito a qualquer momento até vencimento;
  • Opção Europeia: o direito só pode ser exercido no vencimento.

Por isso, a prática mais comum é utilizar a opção americana para as Calls e europeia para as Puts.

Conceito do Mercado de Opções

O mercado de opções tem diferentes termos que podem confundir o investidor, mesmo aqueles que já sabem como investir em ações.

Porém, após dominar mas a nomenclatura do mercado de opções, tudo fica mais fácil.

Opção de Compra (Call)

Opção de compra dá o direito de comprar um determinado ativo pelo preço pré-estabelecido se esse for o desejo do titular.

Já o vendedor se compromete a vender nas condições estabelecidas anteriormente até um prazo limite.

Entre as opções de ações, as de compra são as mais negociadas na bolsa de valores.

Para que o investimento seja lucrativo, é preciso que até a data de vencimento o ativo esteja valorizado e supere o valor do strike somado ao valor do prêmio.

Por exemplo, ao comprar uma opção de compra por R$ 1 referente a uma ação de R$ 10.

No momento de exercer a compra é preciso que a ação esteja vendo pelo menos, R$ 11,01 para que você lucre R$ 0,01.

Opção de Venda (Put)

Opção de venda garante o direito de venda de um ativo.

Assim, quem compra a opção tem o direito, já quem vende a opção se compromete a comprar o ativo pelo preço pré-estabelecido, caso seja da vontade do titular.

Para lucrar nessa modalidade, é preciso que, ao final do prazo, o preço do ativo negociado esteja abaixo do preço de strike.

Assim garantirá a venda por um valor acima do mercado.

Ativo-Objeto

Refere-se ao bem de referência pelo qual a opção dá o direito de negociação.

O exemplo mais comum é um lote de ações. 

Preço de Exercício (Strike)

O preço de exercício, ou strike, é o valor fixado para a compra ou venda de determinado ativo.

Out of the Money (OTM): Fora do Dinheiro 

Refere-se à classificação das opções conforme a distância do seu strike em relação ao seu valor atual de mercado.

Dessa forma, Out of the Money são as opções que seu preço de exercício está “fora do dinheiro”.

Para as calls o preço deve ser superior ao preço de mercado.

Para as puts o preço deve ser inferior ao de mercado.

In The Money (ITM): Dentro do Dinheiro

São as opções que seu preço de exercício está “dentro do dinheiro”.

Par as calls o preço de strike deve ser inferior ao preço de mercado.

Para as puts, o preço de seu strike deve ser superior ao de mercado.

At The Money (ATM): No Preço

São as opções que seu preço de exercício é o mesmo ou muito próximo a cotação do mercado, sendo assim, call e put têm a mesma regra. 

Data de Vencimento

É o dia da expiração do contrato. Na B3, a data de vencimento do mercado de opções ocorre sempre na terceira segunda-feira de cada mês.

Titular (Comprador da Ação)

O titular é sempre quem compra um contrato de opção no mercado e adquire o direito de negociar um ativo pelo preço de exercício.

Este investidor tem o benefício de operar alavancado, mas também corre o risco de perder todo o capital investido.

Lançador (Vendedor da Ação)

O lançador é aquele que vende um contrato de opção no mercado e tem a obrigação de negociar o ativo caso seja de desejo do titular.

Este investidor está sempre especulando se o mercado vai subir ou descer para que o benefício do prêmio não seja exercido. 

Prêmio

É o valor pago pelo titular (e recebido pelo lançador) para adquirir o direito de comprar ou vender o ativo.

O prêmio não é o preço do ativo, mas sim um valor para ter a possibilidade de efetivar a operação pelo preço de exercício no prazo estipulado.

Como Investir no Mercado de Opções

Assim como ações, as opções são negociadas diretamente na Bolsa de Valores a partir dos códigos que as identificam no mercado.

Para saber como investir em opções é conhecer o que cada letra e numeral indica.

Diferentemente dos papéis das empresas na bolsa, que possuem quatro letras e um número, um código de opções possui cinco letras e um numeral.

As 4 letras iniciais determinam o ativo e a quinta letra indica o seu mês de vencimento e tipo de opção.

Letras de A a L, identificam opções de compra que vencem em ordem alfabética de acordo com os doze meses do ano.

Sendo A janeiro, B fevereiro e assim por diante.

Já as letras de M a X, identificam opções de venda também vencendo em ordem alfabética de acordo com os doze meses do ano. Conforme tabela a seguir: 

CALLVENCIMENTOPUT
AJaneiroM
BFevereiroN
CMarçoO
DAbrilP
EMaioQ
FJunhoR
GJulhoS
HAgostoT
ISetembroU
JOutubroV
KNovembroW
LDezembroX

Os numerais, em regra, referem-se ao “strike” aproximado.

Dessa forma, o código PETRB17, por exemplo, se refere a uma opção de ações de compra da Petrobras (PETR4) com vencimento em fevereiro (B) e strike de R$ 17.

Uma vez identificada a opção desejada, basta acessar sua Home Broker e executar a ordem.

Portanto, é necessário que tenha uma conta nas melhores corretoras de valores.

Vale lembrar que o mercado de opções é destinado a investidores com um perfil de investidor agressivo que já possuem um prévio conhecimento sobre o assunto.

Descubra seu perfil de investidor e os investimentos mais indicados.

Banner will be placed here

Estratégias para Investir no Mercado de Opções

Para operar opções, é necessário muito estudo e a definição de estratégias, afinal, essa é uma operação arriscada e que requer conhecimento.

Financiamento (Venda Coberta)

Nessa estratégia você compra uma ação e vende a opção de compra a fim de rentabilizar a carteira.

Digamos que adquiriu uma ação da Vale (VALE3) por R$ 10 e a lança em um contrato de opção de compra, com strike em R$ 12 e um prêmio de R$ 0,50 por ação.

O objetivo é ganhar em curto prazo com o prêmio e diminuir o custo de compra do ativo para R$ 9,50, neste exemplo.

Caso as ações subam acima do valor combinado haverá lucro. O risco é de as ações caírem e o outro investidor não exercer seu direito. 

Trava de Baixa

A trava de baixa consiste em uma estratégia para ganhar com a queda do mercado.

Assim, compra uma opção de strike maior e vende uma de strike menor com o objetivo de ganhar a diferença.

Na trava de baixa estará comprando o direito de venda, e protege o investimento ao garantir um preço mínimo de venda.

Borboleta

É uma estratégia avançada onde o investidor faz uma espécie de trava de baixa e de alta para proteger o seu investimento.

Com isso, se o mercado estiver oscilando muito, o ganho e a perda são controlados.

Venda a Descoberto (Short)

Nessa estratégia o investidor não possui uma ação para fazer um contrato de opção de venda, mas aluga uma ação para poder realizar o Put.

Ela é usada quando se acredita que o preço de determinada ação vai cair.

Se isso se concretizar, o investidor devolve a ação alugada e a compra a um preço mais baixo no mercado à vista, ganhando na diferença de preços.

Straddle

O straddle é uma operação indicada para momentos de alta volatilidade no preço de uma ação.

Essa estratégia consiste em comprar duas opções (CALL e PUT) com o mesmo prêmio, strike e vencimento.

O lucro se dá pela diferença do preço da ação no vencimento com o strike da opção.

Dessa forma, uma variação expressiva em qualquer beneficiará o investidor.

Vantagens do Mercado de Opções

O mercado de opções proporciona diferentes possibilidades para conquistar altos ganhos no curto prazo.

As principais vantagens para os traders são custos, aproveitar as tendências, diversificação, entre outras.

Investimentos em diferentes tendências de mercado

As opções possibilitam que se invista e consiga bons resultados em seja para alta ou para baixa do mercado.

Custos menores

O valor das operações com as opções é menor se comparado a outros investimentos.

Proteção da aplicação

Com diferentes estratégias é possível proteger a aplicação diante das oscilações do mercado e ter controle sobre a zona de lucro e de prejuízo. 

Possibilidade de ganhos no curto prazo

O investimento em opções é uma alternativa para quem deseja alavancar os ganhos com alto potencial de rentabilidade no curto prazo.

Diversificação de estratégias

É possível estruturar diversas estratégias, seja para alavancar ou proteger a carteira.

Possibilidade de operar com opções de diferentes ativos

Embora o mais comum sejam as opções de ações, há a possibilidade de operar com moedas e outros bens e diversificar a carteira.

Desvantagens do Mercado de Opções

Apesar da possibilidade de altos ganhos, Investir dinheiro no mercado de opções possui desvantagens a serem consideradas. São elas:

Alta volatilidade

A volatilidade das opções traz maiores riscos à operação e não é aconselhável para aqueles que estão pensando na construção de patrimônio no longo prazo.

Complexidade

Operar no mercado de opções requer conhecimento e experiência.

Alto risco

investir em opções é arriscado e há a possibilidade de perda total do valor investido caso a opção comprada não seja exercida até a data do vencimento.

Riscos do Mercado de Opções

Como qualquer investimento, o mercado de opções está sujeito a riscos tanto para o titular quanto para o lançador.

O principal risco que o titular está exposto é o de perder o prêmio pago. No entanto, para o lançador de uma opção, os riscos são ilimitados.

Conforme a lógica do mercado financeiro, quanto maior a possibilidade de ganhos, maior o risco.

Volatilidade

Um dos principais riscos do investimento em opções são as oscilações das ações, moedas, commodities, o que pode fazer com que se perca dinheiro em especulações.

Risco de Liquidez

Contratos de opção possuem liquidez baixa e pode ser difícil encontrar investidor interessado em comprar ou vender a opção desejada.

Banner will be placed here

Mercado de Opções Vale a Pena?

O mercado de opções, apesar de complexo, é um caminho para o investidor que busca alavancar seu capital e aumentar a rentabilidade no curto prazo.

Esse instrumento é interessante por possibilitar a montagem de operações estruturadas, como proteção de carteira e alavancagem.

Porém, também atrai muitos especuladores.

Como em todo investimento, deve-se calcular os riscos, definir seus objetivos e seu perfil de investidor para não colocar todo o dinheiro investido a perder.

Quanto maior a possibilidade de retorno, maior a possibilidade de perda.

Operações com opções são indicadas para investidores mais experientes na bolsa de valores, que acompanhem o mercado de perto e estão dispostos a correr riscos maiores.

Se esse não é o seu caso, procure por opções menos arriscadas da renda fixa e da renda variável, como ações que paguem bons dividendos

Lembre-se que uma boa alocação de ativos é fundamental para proteger seu dinheiro e obter retornos maiores.

Mas apesar dos riscos, as opções são instrumentos interessantes que podem ser utilizados em qualquer tendência de mercado.

E você, sabe como investir na bolsa de valores?

Deixe a sua dúvida nos comentários, quem sabe eu possa lhe ajudar a investir melhor o seu dinheiro.

Onde Investir na Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora”.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]