Melhor Fundo de Investimento em Ouro para Lucrar na Crise
|

Melhor Fundo de Investimento em Ouro para Lucrar na Crise

Saiba como Investir nos melhores fundos de investimento em Ouro para proteger e lucrar durantes as crises financeiras.

Por
Atualizado em 12/05/2020
Avalie esse texto

Fundo de investimento em ouro é a opção mais acessível para investir em ouro e considerada um seguro contra perdas para o investidor.

O ouro é um dos ativos mais antigos do mundo e continua sendo importante para a composição de um portfólio eficiente.

Considerado uma forma de acomodar as fortes oscilações de outros investimentos em renda variável e minimizar uma eventual perda em períodos de crise, existem diferentes formas de investir em ouro.

Os fundos de ouro são os mais recomendados por serem uma maneira mais fácil e barata de diversificar e proteger a carteira.

Vários gestores reforçam a importância do ouro como reserva de valor. Um exemplo é Ray Dalio.

Para o renomado gestor o ouro é a melhor opção tanto para redução de risco quanto para melhorar a taxa de retorno do portfólio.

“O ouro é uma eficiente diversificação de portfólio.”

Você vai descobrir tudo o que precisa para investir em fundos de investimento em ouro ainda hoje:

  • O que é Fundo de Investimento em Ouro;
  • Tipos de Fundos;
  • Características dos Fundos de Investimento em Ouro;
  • Por que investir em Fundo de Ouro;
  • Melhores Fundo de Ouro do mercado.

 Leia até o final e veja como proteger seu dinheiro investindo no Fundo de Ouro.

O que é Fundo de Investimento em Ouro?

Fundo em ouro é um fundo de investimento lastreado em contratos financeiros de ouro.

Para investir em fundo em ouro, o investidor tem basicamente dois caminhos: 

  • banco;
  • corretora de valores.

O fundo de ouro é a forma mais fácil de investir em ouro, além da menor burocracia, a administração fica a cargo de um gestor.

Este é responsável por escolher as melhores estratégias para maximizar o lucro com o ativo.

Além de possuírem maior liquidez, os fundos de ouros são a maneira mais fácil, prática e de baixo custo de se investir em ouro.

Assim como outros fundos de investimentos, o fundo de ouro funciona como uma espécie de condomínio, onde o investidor adquire uma cota.

Ou seja, compra a participação de uma parte do fundo, o qual é gerido por um gestor.

É este profissional o responsável pela composição dos ativos da carteira, que, além do ouro também costumam investir em títulos públicos e derivativos. 

Esta administração pode ser tanto passiva quanto ativa, na qual se compra e vende ouro de acordo com o momento de mercado, na busca por rentabilidades maiores.

O ouro, por mais que seja um ativo mais estável ainda assim é uma commodity e, por isso, tem seu preço controlado pela lei da oferta e da procura.

Nos últimos tempos o ouro vem sendo uma aposta de muitos gestores de fundos renomados.

Banner will be placed here

Tipos de Fundos de Investimento em Ouro

Existem basicamente 3 tipos de fundos de investimento em ouro, a diferença basicamente é a estratégia de alocação do gestor do fundo.

  • Fundo em Ouro em real;
  • Fundo em Ouro em real + CDI;
  • Fundo em Ouro em dólar.

Fundo de Ouro

O fundo tem exposição apenas em ouro, a partir do investimento em contratos futuros de ouro com proteção cambial, sem ficar exposto à variação do dólar.

Fundo de Ouro + CDI

A estratégia do fundo em ouro + CDI busca aplicar em ativos com foco na variação do preço do ouro, acrescido do CDI no médio e longo prazo.

Fundo de Ouro + Dólar

A estratégia fundo de ouro com dólar é aplicar em ativos com variação do ouro em dólar, diariamente, sem contar com proteção cambial.

Por que Investir Fundo de Investimento em Ouro?

O investimento em fundos lastreados em ouro tem por objetivo amortecer eventuais perdas de patrimônio ou até ganhar dinheiro em períodos de alta inflação e crise financeira.

Como a cotação do ouro é mais estável, diversifica e protege a carteira contra as oscilações do mercado de renda variável.

Também por isso, o fundo de investimento em ouro não deve ser baseado em uma valorização do ativo.

Mas sim na garantia de estabilidade do valor investido no longo prazo, com um potencial de valorização.

Diferente de outros investimentos, em que o objetivo é obter a maior valorização possível, o investimento em ouro funciona como uma proteção de capital para momentos críticos.

Ao contrário de outros ativos, o preço do ouro tende a subir em momentos de crises financeiras que impactem negativamente a bolsa de valores, gerando o Bear Market.

O preço do ouro tende a cair em momentos de situação econômica favorável, gerando um movimento de busca por investimento em renda variável, Bull Market.

Assim, se o investidor tiver perdas com ações ou fundos imobiliários, por exemplo, a commodity poderá funcionar como um amortecedor e amenizar as perdas.

Uma estratégia para a proteção de capital é realizar o investimento fora de momentos de crises econômicas, pois o preço do ouro costuma estar melhor.

O investimento em ouro deve ter foco no longo prazo.

Uma boa alocação de ativos destina até 10% da carteira para investir em um seguro, como dólar ou ouro.

Características dos Fundos de Investimento em Ouro

Veja mais informações antes de investir em um fundo de ouro, como a exposição cambial e o prazo de resgate.

Nome do FundoTaxa de AdministraçãoAplicação MínimaExposição à Dólar?Resgate
Itaú Gold FICFI0,80%R$ 100nãoD+6
BB Multimercado Ouro0,85%R$ 100nãoD+4
BTG Ouro FIM0,10%R$ 500nãoD+15
BTG Ouro USD FIM0,10%R$ 500simD+15
Caixa Ouro FIM LP1,50%R$ 5.000nãoD+12
Órama Ouro FIM0,60%R$ 1.000simD+4
Vitreo Ouro FIC FIM0,14%R$ 1.000simD+6
XP Trend Ouro FIM0,50%R$ 500nãoD+6
XP Trend Ouro Dólar FIM1,00%R$ 500simD+6

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Rentabilidade Fundos de Investimento em Ouro

Veja abaixo a rentabilidade dos principais fundos de ouro do mercado.

Fundo Ouro sem Dólar2020201920182017
Itaú Gold FICFI *
BB Multimercado Ouro *
BTG Ouro FIM9,07%12,16%
Caixa Ouro FIM LP7,51%17,15%-2,07%18,56%
XP Trend Ouro FIM9,70%19,14%0,98%19,22%
Fundo Ouro com Dólar2020201920182017
BTG Ouro USD FIM12,16%9,07%
Órama Ouro FIM29,56%25,79%13,35%11,39%
Vitreo Ouro FIC FIM28,60%-4,00%
XP Trend Ouro Dólar FIM9,70%19,14%

*  Fundos com menos de 6 meses de histórico não podem ter a sua rentabilidade divulgada.

Itaú Gold FICFI

O objetivo do Fundo Itaú Gold Multimercado FICFI é acompanhar a variação do preço do ouro, livre de exposição cambial.

O fundo aplica em outros fundos de investimento que invistam em ativos expostos à variação da cotação do ouro, com operações de derivativos para mitigar o risco da oscilação do dólar (hedge).

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialITAÚ GOLD MULTIMERCADO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO
CNPJ35.492.154/0001-22
GestorITAU UNIBANCO S.A.
Início01/01/2020
PatrimônioR$ 99,6 milhões
Aplicação  MínimaR$ 100
ResgateD+6
Taxa Administração0,80% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Específica
RegulamentoRegulamento Fundo Itaú Gold FICFI

BB Multimercado Ouro

O fundo BB Multimercado Ouro tem como objetivo a valorização de seu patrimônio pela

exposição ao Ouro, títulos públicos e sem exposição à variação cambial.

Público-alvoClientes do Banco do Brasil, pessoas físicas ou jurídicas.
Razão SocialBB Multimercado Ouro Fundo de Investimento
CNPJ35.690.218/0001-08
GestorBB Gestão de recursos DTVM S.A.
Início06/02/2020
PatrimônioR$ 94,27 milhões
Aplicação  MínimaR$ 100
ResgateD+4
Taxa Administração0,85% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento BB Multimercado Ouro

BTG Pactual Ouro FIM

O fundo BTG Pactual Ouro FIM tem como objetivo a valorização pela exposição ao ouro somado ao CDI, sem exposição à variação cambial.

Público-alvoCliente do banco BTG Pactual, através da plataforma BTG digital
Razão SocialBTG pactual ouro fundo de investimento multimercado
CNPJ33.600.729/0001-58
GestorBTG pactual asset management S/A DTVM
Início19/06/2019
PatrimônioR$ 60,88 milhões
Aplicação  MínimaR$ 500
ResgateD+8
Taxa Administração0,10% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento Fundo BTG Pactual Ouro FIM

BTG Ouro USD FIM

O fundo BTG Pactual Ouro FIM tem como objetivo a valorização pela exposição ao ouro com exposição à variação cambial (dólar).

Público-alvoCliente do banco BTG Pactual, através da plataforma BTG digital
Razão SocialBTG pactual ouro USD fundo de investimento multimercado
CNPJ34.979.818/0001-10
GestorBTG pactual asset management S/A DTVM
Início11/11/2019
PatrimônioR$ 73,5 milhões
Aplicação  MínimaR$ 500
ResgateD+8
Taxa Administração0,70% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento Fundo BTG Pactual Ouro USD FI

Caixa Ouro FIM LP

O Fundo Caixa Ouro FIM LP possui uma carteira atrelada à variação do Ouro no mercado para proteção de patrimônio, sem exposição cambial.

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialFundo de Investimento Caixa​ Ouro Multimercado Longo Prazo
CNPJ16.916.060/0001-99
GestorCaixa Econômica Federal
Início15/02/2013
PatrimônioR$ 160,3 milhões
Aplicação  MínimaR$ 5 mil
ResgateD+12
Taxa Administração1,5%
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento Fundo Caixa Ouro FIM LP

Órama Ouro FIM

O fundo Órama Ouro FIM tem o objetivo de acompanhar a variação do preço do ouro na B3 e do dólar, portanto, o desempenho do Fundo depende da variação destes dois ativos.

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialÓrama ouro fundo de investimento multimercado
CNPJ09.601.190/0001-77
GestorÓrama distribuidora de títulos e valores mobiliários s.a
Início31/10/2012
PatrimônioR$ 261,1 milhões
Aplicação  MínimaR$ 1 mil
ResgateD+4
Taxa Administração0,60%
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Específica
RegulamentoRegulamento Fundo Órama Ouro FIM

Vitreo Ouro FIC FIM

O Fundo Vitreo Ouro FIC FIM é um fundo de investimento em ouro que combina dois ativos: ETFs de Ouro (GLD e IAU), em menor parte, e Ouro à vista (OZ1D). 

Os ETFs de Ouro (GLD e IAU) são fundos de ouro negociados na bolsa de valores americana, a NYSE (The New York Stock Exchange), a maior bolsa de valores dos Estados Unidos.

Como o Vitreo Ouro investe em ativos estrangeiros, o fundo também está sujeito à variação do dólar porque não possui hedge cambial

Já Ouro à vista, que compõem maior parte da carteira, é o contrato de ouro que possui a maior liquidez de mercado disponível e é negociado na bolsa de valores brasileira, a B3.

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialVitreo ouro fundo de investimento em cotas de fundo de investimento multimercado
CNPJ33.925.149/0001-30
GestorVitreo gestão de recursos ltda
Início19/09/2019
PatrimônioR$ 167.9 milhões
Aplicação  MínimaR$ 1 mil
ResgateD+6
Taxa Administração0,14%
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Específica
RegulamentoRegulamento Fundo Vitreo Ouro FIC FIM

Trend Ouro FIM

O fundo XP Trend Ouro Fim busca investir preferencialmente em ativos que tenham como principal fator de risco a variação do preço do ouro, acrescido do CDI no médio e longo prazo.

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialTrend Ouro fundo de investimento multimercado
CNPJ22.963.439/0001-52
GestorXP Asset Management
Início30/12/2019
PatrimônioR$ 94,27 milhões
Aplicação  MínimaR$ 500
ResgateD+6
Taxa Administração0,70% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento Fundo XP Trend Ouro

Trend Ouro Dólar FIM

O fundo XP Trend Ouro FIM tem o objetivo de acompanhar a variação do preço do ouro na B3 e do dólar, portanto, o desempenho do Fundo depende da variação destes dois ativos.

Público-alvoInvestidores em geral
Razão SocialTrend Ouro Dólar fundo de investimento multimercado
CNPJ35.609.786/0001-23
GestorXP Asset Management
Início30/12/2019
PatrimônioR$ 37,13 milhões
Aplicação  MínimaR$ 500
ResgateD+6
Taxa Administração0,70% a.a.
Taxa PerformanceNão há
ClassificaçãoFundo Multimercado – Estratégia Livre
RegulamentoRegulamento Fundo XP Trend Ouro Dólar

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Vantagens dos Fundos de Investimento Ouro

O Fundo de Investimento em Ouro pode ser considerado uma proteção de capital em momento de crise ou oscilação do mercado.

Além disso, pode registrar uma rentabilidade maior do que a de outros investimentos considerados seguros, como os de renda fixa.

Veja mais vantagens de ter esse ativo na carteira: 

Proteção de Carteira (hedge)

O ouro é considerado um tipo de proteção de carteira (hedge) durante momentos de crises econômicas.

Além de pouco suscetível a desvalorizações, ele costuma apresentar uma alta valorização em momentos turbulentos. 

Liquidez

Por ser reconhecido mundialmente, o ouro pode ser facilmente convertido em dinheiro quando comparado a outros investimentos. 

Manutenção de valor

Por ser um bem natural finito e perene, o ouro não pode ser fabricado nem possui prazo de validade. Sendo assim, seu valor não deprecia.

Como não está sujeito a intervenções governamentais na economia, sua cotação tende a ser mais estável do que a de outros ativos, como moedas. 

Diversificação

Uma boa alocação de ativos é fundamental para diminuir os riscos dos investimentos.

Por ser um ativo mais seguro, o ouro pode ser uma opção interessante para diversificar a carteira.

Ao investir em um Fundo de investimento lastreado em ouro, o investidor poderá investir em diferentes ativos e mercados ao mesmo tempo.

Gestão profissional

Os Fundos de Ouro contam com o serviço de gestores especializados que escolhem a composição da carteira.

Assim, o investidor não precisa acompanhar diariamente o valor do ativo a fim de decidir a melhor estratégia.

Desvantagens dos Fundos de Investimento Ouro

Apesar de ser uma proteção em momentos de crise, investir em ouro de forma especulativa não é sinônimo de segurança nem de rentabilidade no curto prazo.

Portanto, o investimento em ouro não é recomendado para todos os perfis de investidores, cada pessoa tem uma tolerância à risco e prazo nos investimentos.

Antes de fazer esse investimento, descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

As principais desvantagens de investir em ouro são volatilidade, não gerar renda mensal, contrato caro e taxas.

Volatilidade

Por mais que o ouro mantenha seu valor no longo prazo, no curto prazo ele é extremamente volátil por conta de sua alta liquidez no mercado secundário.

Diversos fatores afetam a cotação do ouro, tais como a oferta e demanda nas bolsas do mundo, fluxos de importação e exportação do metal  e períodos de sazonalidade.

Não é um Ativo Gerador de Renda

O ouro não é um investimento que oferece ao investidor uma renda regular, como juros e dividendos.

O investidor somente obterá renda quando vender no mercado por um preço maior do que pagou. 

Taxas

O investimento em ouro pela Bolsa de Valores está sujeito a cobrança de taxas que reduzem o valor final do investimento.

Riscos dos Fundo de Investimento em Ouro

Apesar de ser um investimento mais conservador e com a finalidade de proteção de capital, o investimento em ouro possui riscos.

Como a falta de garantia do FGC ou roubo, no caso do ouro físico.

Sem cobertura do FGC

O investimento em ouro não é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) como outros investimentos seguros, a exemplo de CDBs, LCIs e LCAs.

Taxas dos Fundo de Investimento em Ouro

Ao investir em ouro por meio da Bolsa de Valores, existem duas taxas: a taxa de custódia e a taxa de corretagem.

A taxa de custódia é cobrada mensalmente pela B3 com base na cotação diária do ouro acrescida de 0,07%.

O resultado é multiplicado pelo valor investido e dividido por 30.

As melhores corretoras do Brasil já oferecem taxa de corretagem zero.

O Fundo de Ouro ainda tem a taxa de administração, uma vez que é gerido por um profissional, que varia conforme o fundo escolhido.

As taxas cobradas pelos gestores costumam variar entre 0,10% e 2% ao ano.

Alguns fundos podem cobrar ainda a taxa de performance quando o gestor ultrapassa uma meta definida.

Tributação dos Fundo de Investimento em Ouro

A tributação nos Fundo de Ouros é a seguinte: 

  • Imposto de Renda (IR);
  • Impostos sobre Operações Financeiras (IOF), para operações realizadas em menos de 30 dias;
  • Come-cotas.

Quanto mais tempo você permanecer no fundo, menor será o imposto cobrado. Por isso, os Fundos de Renda Fixa de longo prazo têm uma vantagem tributária. 

Para saber mais detalhes sobre a declaração dos seus investimentos, consulte o artigo Como Declarar Imposto de Renda Sobre Investimentos Sem Erro.

Imposto de Renda (IR)

O Imposto de Renda (IR) sobre o rendimento dos Multimercados é cobrado quando você tira o dinheiro do fundo e segue uma tabela regressiva. 

Quanto maior o tempo pelo qual você deixa o dinheiro investido, menor é o IR pago.

Tempo de permanência no fundoIR
primeiros 6 meses 22,5%
após 1 ano20%
entre o primeiro e o segundo ano 17,5%
mais de dois anos15%

A forma de declarar seus investimentos no Imposto de Renda está detalhada no artigo: imposto de renda sobre investimentos

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é cobrado sobre o rendimento dos Multimercados quando o dinheiro fica aplicado em um período menor que 30 dias.

A cobrança segue a tabela abaixo:

DiasIOF (%)DiasIOF (%)DiasIOF (%)
19611632130
29312602226
39013562323
48614532420
58315502516
68016462613
77617432710
8731840286
9701936293
10662033300

Come-Cotas

O come-cotas é a cobrança de um percentual sobre o rendimento do fundo, e acontece duas vezes ao ano: nos meses de maio e novembro.

A cobrança tem relação com o Imposto de Renda, reduzindo o percentual desse imposto a ser cobrado no momento do resgate.

Como Declarar Fundo de Ouro no Imposto de Renda

Todos os seus investimentos em Fundo de Ouro devem ser declarados no IR. Mas saiba que o imposto deve ser declarado apenas sobre os rendimentos. O valor bruto permanece inalterado.

É fácil declarar o Fundo de Ouro, basta seguir os seguintes passos:

Bens e Direitos

  1. Baixe o programa da Receita Federal para declaração do Imposto de Renda;
  2. Selecione ‘Bens e Direitos’;
  3. Preencha o campo ‘Código’ com 72 ‘;
  4. No campo ‘Discriminação’, é preciso inserir o tipo de produto, o nome e o CNPJ da instituição onde o investimento foi feito;
  5. Você vai ver o campo ‘Situação em 31/12/2018’. Nele, insira os valores correspondentes à declaração anterior. Deixe em branco se não houve investimentos no ano base de referência;
  6. No campo ‘Situação em 31/12/2019’, insira o saldo como ele aparece em seu informe de rendimentos;
  7. Caso tenha feito outros investimentos de renda fixa além do Fundo de Ouro, repita o processo para cada um deles.
Tela bens e direitos
Declaração do IR

Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva

Muito fácil, não é mesmo? Agora, você deve informar os rendimentos:

  1. Clique em ‘Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva‘;
  2. Acesse: ‘Item 6 – Rendimento de aplicações financeiras’ e selecione ‘Novo’;
  3. No campo ‘Tipo de beneficiário’ mantenha ‘Titular’, caso tenha sido você a pessoa que aplicou o valor;
  4. Em ‘CNPJ da fonte pagadora’, preencha com o CNPJ da instituição financeira onde fez a aplicação;
  5. O campo ‘Valor’, é onde se deve inserir a soma total dos rendimentos recebidos da instituição financeira em questão, ainda que eles aparecem fragmentados no seu informe de rendimentos.
Tela Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva
Tela Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva

Consulte o artigo Imposto de Renda Sobre Investimentos para maiores informações de como fazer a sua declaração sem erro.

Como Escolher o Melhor Fundo de Ouro?

Agora você deve estar se perguntando: qual Fundo de Ouro Investir em 2020?

Para encontrar o Fundo de Ouro ideal para você é só seguir estas dicas:

  • Comparar a taxa de risco dos fundos;
  • Entender a estratégia de investimento do gestor;
  • Investir no máximo 10% do seu patrimônio;
  • Comparar as rentabilidades históricas;
  • Conhecer seu perfil de investidor;
  • Ver se o valor inicial exigido cabe no seu bolso. 

Lembre-se que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Como escolher o melhor fundo

Como Investir em Fundo de Ouro? 

O investimento em um Fundo de Ouro acontece de forma simples.

A maneira mais prática e segura de investir em ouro é investindo em fundos de investimentos em ouro por meio de uma corretora ou diretamente no seu banco, mas geralmente são os piores.

Passo 1. Descubra seu Perfil de Investidor

Antes de começar a investir, é essencial fazer o Teste de Perfil de Investidor para descobrir os riscos que está disposto a correr em função da rentabilidade.

Sabendo o seu perfil, saberá quais os investimentos que melhor se encaixam nas suas características e objetivos.

Passo 2. Escolha uma Corretora e abra sua conta

Investir em corretoras independentes é mais vantajoso do que investir pelo banco.

Nas Melhores Corretoras de Valores as taxas são mais baixas e o leque de opções de investimentos é maior.

Muitas delas disponibilizam a abertura de conta pela internet, direto no site da corretora.

Passo 3. Selecione o Fundo de Ouro que Investirá

Fundos de uma mesma categoria podem adotar estratégias completamente diferentes.

Por isso, antes de investir, observe aqueles que estão mais alinhados com os seus objetivos.

Verifique também as taxas cobradas, pois elas correm a rentabilidade dos investimentos.

Passo 4. Transfira o Dinheiro

Transfira o dinheiro da sua conta corrente para a sua conta da corretora.

Lembre-se que é necessário a conta de saída deve estar no mesmo CPF da de entrada.

Passo 5. Faça a Aplicação

Acesse o home broker e faça o investimento no fundo de ouro de sua escolha.

Na corretora de valores, você terá acesso aos contratos futuros de ouro, a ETF e os fundos de investimento em ouro.

Passo 6.  Aguarde o momento para sacar

Resgate somente em caso de emergência. Esta é uma aplicação com objetivo principal de proteção da carteira.

Fundo de Ouro Com ou Sem Dólar?

Há dois tipos de fundos de ouro, um com exposição exclusiva ao ouro e outro com rentabilidade atrelada à variação do ouro e também ao dólar.

Se o objetivo é para proteção da carteira, o ideal é investir em um fundo ouro com dólar (sem hedge), assim terá uma proteção cambial também.

 Pois se o ouro sobe e o dólar também, o investidor ganha das duas formas.

A outra opção são os fundos que possuem hedge, ou seja, não oferecem exposição à variação cambial. 

Na prática, há uma conversão antes, recebendo a diferença entre os juros brasileiros (CDI) e os americanos.

Conforme dito, diante de diferentes possibilidades de investir em ouro, a melhor opção é aplicar em fundos de ouro com dólar.  

Com eles, o investidor ganha tanto com a variação do ouro negociado nos mercados internacionais, quanto com a variação do dólar em relação ao real.

Como Começar Investir? Baixe Grátis o Livro Digital “Como Começar a Investir do Zero”.

Investir em Fundo de Ouro Vale a Pena?

O investimento em fundo de ouro vale a pena para ser usado como proteção contra a desvalorização do patrimônio em períodos de inflação e crise financeira.

É também uma forma de diversificar a carteira para quem já possui outras aplicações financeiras de risco.

No entanto, não é um investimento para ser feito pensando na rentabilidade.

Por ser uma commodity, o ouro pode apresentar alta volatilidade nos preços e afetar o pequeno investidor.

Lembre-se que, antes de investir em  ouro é necessário conhecer seu perfil de investidor para fazer uma boa alocação de ativos e se expor a um nível adequado de risco.

Descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais