O que é Margem de Lucro

Margem de Lucro é a porcentagem do preço de um produto ou serviço que corresponde ao lucro da empresa. Ou seja, é o valor que obtemos quando dividimos o lucro da empresa por sua receita. 

Essa porcentagem pode ser calculada em dois diferentes momentos para a empresa: 

  • Antes da precificação final dos produtos, com o intuito de ser somada aos custos totais e formar o preço final da comercialização, de modo a indicar quanto a espera possuir de lucro em cima de determinado produto;
  • Depois das vendas, para que se analisem as margens de lucro obtidas no exercício.

Sendo assim, ela está diretamente relacionada com a formação de preços da empresa e com sua lucratividade perante o investimento realizado. 

Em ambos os casos, é estratégico para a empresa entender seu posicionamento de mercado para definir e analisar os resultados obtidos. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Importância da Margem de Lucro

Vimos que a margem de lucro é a responsável por definir qual o lucro da empresa quando aplicada antes da precificação, e ainda permite uma análise posterior dos ganhos com as vendas realizadas. 

Sua principal função é, portanto, demonstrar para a empresa quanto do valor do produto ou serviço ofertado está trazendo resultados para ela, ou seja, quanto do preço é referente ao lucro da organização, e não aos seus custos ou despesas.

Desse modo, ela é capaz de estipular a porcentagem referente aos ganhos da empresa, auxiliando também em sua formação de preços.

Através dela, o empresário pode verificar se os resultados do período estão sendo satisfatórios, além de poder buscar mudanças na precificação do produto para trazer mais ganhos para a empresa. 

Além disso, a margem de lucro é uma ótima ferramenta para o investidor analisar se vale a pena colocar seu dinheiro nas ações da empresa, uma vez que ela demonstra a capacidade da mesma de trazer retorno financeiro.

Comparação através da Margem de Lucro

Uma porcentagem baixa de margem de lucro demonstra uma situação vulnerável para a empresa, visto que seus custos representam uma parcela considerável de sua receita. 

Por outro lado, quando a Margem de Lucro é positiva e alta, tem-se que a empresa está sendo capaz de gerar muito lucro para cada real de receita.

Dessa forma, além de um importante indicador sobre a saúde financeira da empresa, a Margem de Lucro permite comparação entre diferentes empresas (de setores semelhantes ou não). 

Justamente por isso ela serve como ferramenta para investidores, especialmente para aqueles que pretendem fazer uma análise fundamentalista da empresa.

Tipos de Margem de Lucro

Em uma Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), relatório contábil descrito na Lei 6.404, encontramos diferentes tipos de lucro de uma empresa, são eles: o Lucro Bruto, Lucro Operacional (EBIT) e Lucro Líquido. 

Da mesma maneira, a Margem de Lucro pode ser contabilizada de acordo com estes diferentes tipos de lucro. Portanto, os tipos de Margem de Lucro são: 

  • Margem Bruta: se refere à margem de lucros da empresa que considera somente os custos de produção envolvidos no processo. Ou seja, é a margem calculada de acordo com o lucro bruto da companhia; 
  • Margem Operacional: está ligado à receita da empresa que considera os custos de produção e as despesas comerciais do negócio, tendo como numerador o lucro operacional (EBIT) da empresa;
  • Margem Líquida: por fim, este indicador de lucratividade está ligado ao lucro líquido da empresa, isto é, o lucro da companhia após considerar todos os custos, despesas, juros, impostos e etc. envolvidos no processo de venda. 

Como pode-se ver, os três se diferenciam pela quantidade de custos e despesas que incluem, e por isso apresentam diferentes informações sobre o negócio, que dependem do indicador escolhido para o cálculo da margem.