O que é Margem de Garantia

Margem de Garantia é o valor que o investidor deve ter disponível antecipadamente em sua corretora para se posicionar em certos tipos de investimentos. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Assim,  como o próprio nome diz, essa margem serve como garantia de que caso haja prejuízo nos investimentos, o investidor será capaz de arcar com os valores necessários para cobrir as operações realizadas.

Para efeitos de comparação, podemos dizer que a Margem de Garantia se assemelha, por exemplo, aos depósitos de caução no aluguel de imóveis. Isso porque ela garante à corretora que o investidor será responsável por arcar com suas decisões. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características da Margem de Garantia

Justamente por servirem como precaução, o valor necessário para compor as margens de garantia variam de acordo com onde o trader pretende investir. 

Isso porque o valor da Margem de Garantia é calculado sempre com base no ativo negociado, sendo o percentual cobrado uma porcentagem entre 1,25 e 25% do mesmo. 

Esse percentual é definido pela corretora e costuma variar de acordo com o tipo de operação, o prazo do investimento e as exigências estipuladas.

Calculado o valor dessa margem, o investidor pode optar pela maneira em que disponibilizará essa quantia. Através de um depósito na conta de sua corretora ou através de outros ativos de renda fixa ou renda variável.

Os ativos aceitos nesse tipo de operação são: 

Caso seja necessário executar essa margem, ou seja, caso no final do dia o investidor apresente prejuízo, os ativos utilizados são vendidos pela corretora. Caso contrário, o valor é devolvido ao investidor. 

As margens de garantia são normalmente utilizadas no mercado financeiro em duas operações da Bolsa de Valores: em operações de alavancagem e no mercado futuro.

Margem de Garantia e Operações Alavancadas

Uma das principais vantagens da Margem de Garantia é que ela permite a alavancagem de investimentos. 

Operações de alavancagem são recursos que permitem ao investidor potencializar seus ganhos, mesmo com poucos recursos. Isso porque nelas o trader é capaz de investir com um dinheiro que não possui, obtendo mais lucros com ações. 

Um exemplo seria o caso de um investidor que possui R$20.000,00 em conta. Com a alavancagem, ele poderia trabalhar com muito mais dinheiro do que possui, e receber o lucro em cima do valor operado.

Entretanto, para isso acontecer, seria necessário que o investidor apresentasse para a corretora uma Margem de Garantia, responsável por reduzir o risco da operação para a corretora. 

Isso porque, da mesma forma que a alavancagem permite impulsionar os ganhos, ela também potencializa os prejuízos obtidos pelo investidor. 

Desse modo, a Margem de Garantia serve como uma ferramenta da Bolsa de Valores para reduzir o risco desse tipo de operação, evitando possibilidades de inadimplências e trazendo mais segurança para o mercado. 

Margem de Garantia e Mercado Futuro

O Mercado Futuro é uma outra possibilidade de investir na bolsa, onde são negociados contratos que serão executados em uma data futura, como uma espécie de derivativos

Esses contratos representam a obrigação de comprar ou de vender o ativo que foi acordado, seja ele as ações de uma empresa, o preço do dólar futuro ou commodities. 

A Margem de Garantia também é de extrema importância para este tipo de investimento, cujas operações acontecem na B3

Isso porque, assim como no caso das alavancagens, ela serve como precaução para possíveis prejuízos, já que ocorrem ajustes diários no valor dos ativos acordados, o que acarreta em possíveis valorizações ou desvalorizações desses contratos. 

Quando esses ajustes geram prejuízo, a Margem de Garantia entra como asseguradora de que o investidor será capaz de executar o contrato, ou pelo menos como forma de garantir os valores que geraram desvalorização do ativo.