Com a finalização do programa de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o petista, juntamente com o pré-candidato a vice Geraldo Alckmin (PSB), apresentará o projeto a empresários para que as propostas sejam debatidas conjuntamente.

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) são, por exemplo, algumas entidades na mira de Lula.

A proposta foi feita pelo ex-presidente nesta manhã, 23, durante a primeira reunião da coordenação geral da campanha em São Paulo, e confirmada por líderes que participaram do encontro.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede), coordenador da campanha de Lula, disse que "assim que o programa estiver pronto, ele Lula vai procurar o presidente da FIESP, e vai levar o programa para debater com eles".

"Ele vai conversar com todos os empresários. Estando pronto o programa, ele vai levar o programa debaixo do braço, vai convidar Alckmin e vai junto com ele apresentar o programa", afirmou.

Onde Investir no Cenário Político Atual? Baixe Grátis o Relatório “Os Melhores Investimentos com a Política Atual".

Randolfe destacou, ainda, que Alckmin deve fazer agenda com economistas para ampliar alianças em torno da candidatura de Lula, com destaque ao agronegócio.

Além da contribuição do ex-tucano à agenda de parcerias público privadas (PPPs), o senador disse que Alckmin terá grande participação na agenda de competitividade.