O que é Lucro

Lucro

O que é Lucro. Entenda melhor o conceito de Lucro e descubra sua importância

O que é lucro

Lucro é a quantia monetária resultante da diferença entre receita e custos de uma transação comercial.

Refere-se também ao lucro de um investimento, como o retorno das aplicações em compra de títulos no mercado financeiro.

Banner will be placed here

Funcionamento do lucro

Para calcular o lucro, partimos do preço do bem ou serviço em questão, que está associado ao seu valor. Vários são os fatores que influenciam o valor de um produto, dentre os quais destacam-se: oferta e demanda, processo de produção, concorrência, entre outros.

Todos eles são fatores extremamente importantes, porém não há fator mais crucial para o valor de um produto do que a necessidade que um consumidor sente em possuir ele.

Pois, quanto maior a necessidade, maior é o preço que o consumidor está disposto a pagar pelo produto.

Outrossim, esse conceito não se aplica somente ao mercado financeiro, mas também à transação do dinheiro.

Visto que, um dos maiores motivos que levam o devedor a requerer um empréstimo é a sua necessidade naquele momento pelo capital.

Além disso, se o credor envolvido em um empréstimo financeiro não dispor da quantia requerida, ele estará apto a consumir quaisquer produtos suportados pela quantia monetária que ele dispõe.

Esse fator presente na relação entre o lucro e consumidor, gera uma desigualdade na necessidade do produto. Pois, no fim das contas, um precisa mais do que o outro.

Sendo assim, a única maneira de gerar uma harmonia nesse âmbito do mercado financeiro, é oferecer algo ao credor do qual ele também necessita em troca.

De fato, precisaria ser algo que gerasse tanta importância que fizesse o credor abrir mão do capital que ele possuísse em mãos.

Considerando o que foi dito, o único elemento apto a ser incluído no processo seria, afinal, mais dinheiro.

Cálculo do lucro

O lucro, de maneira ampla, é calculado da seguinte maneira:

  • Lucro = Retorno – Capital investido.

No âmbito empresarial, a fórmula é adaptada da seguinte forma:

  • Lucro = Receita – Custos.

Os custos envolvidos no processo usando as fórmulas mencionadas podem ser fixos ou variáveis.

Caso o investidor opte por adotar os custos totais, ele obteria por meio disso o lucro líquido.

Porém, caso ele adote apenas os custos variáveis haveria a obtenção do lucro bruto.

Diferença entre lucro e juros

Como citado acima, o único elemento que leva o credor a se beneficiar de um empréstimo, é obter mais dinheiro a partir dele.

Por conta disso, é natural que em um processo de empréstimo financeiro haja uma taxa de juros estipulada entre ambas as partes.

Considera-se a partir do que foi dito que, lucro e juros não são elementos que possuem uma alta taxa de afinidade entre si.

Os juros, por exemplo, carregam consigo o conceito que indica a multiplicação do capital financeiro.

Isso quer dizer que caso haja investimento de 200 mil reais a uma taxa de juros cerca de 15% ao ano, seria multiplicado o investimento inicial em 0,15 vezes a cada 12 meses.

Outrossim, os juros funcionam como um elemento que impulsiona as aplicações, sendo responsável por fazê-las crescer exponencialmente.

Em relação ao lucro, ele surge como um elemento gerado por esse impulsionamento.

Esses elementos extras que surgiram a partir do funcionamento dos juros é o que motiva o credor a realizar o empréstimo financeiro ao devedor.

Pois afinal, todos esses elementos pertencem ao credor, o valor monetário extra que surgiu pertence exclusivamente a ele.

Conclui-se dessa forma que para gerar lucro em um empréstimo financeiro, é essencial que haja uma taxa de juros estipulada previamente.

Além disso, a taxa de lucro em negociações financeiras deve ser planejada de maneira estratégica pelos integrantes no processo de planejamento financeiro pessoal.

Pois, é importante que os envolvidos estejam cientes de todos os trâmites do processo para evitar possíveis prejuízos financeiros.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE