O lucro líquido da incorporadora Eztec (EZTC3) caiu 48% na comparação entre o quarto trimestre de 2021 com o mesmo intervalo de 2020, para R$ 72,480 milhões.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A queda no lucro foi puxada pela baixa na receita, já que a companhia vendeu menos apartamentos prontos no trimestre. Outro ponto que influenciou negativamente o lucro foi a queda das receitas financeiras, advindas das linhas de crédito concedidas aos clientes.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi a R$ 53,213 milhões, baixa de 29,4%.

A margem Ebitda subiu 1,4 ponto porcentual, para 30,2%. A receita líquida totalizou R$ 176,398 milhões, queda de 32,7%. A margem bruta se recuperou e cresceu 3,7 pontos porcentuais, chegando a 43,7%, devido melhora no desempenho dos orçamentos de obras.

O resultado financeiro (saldo entre receitas e despesas financeiras) líquido ficou positivo em R$ 34,109 milhões, mas 55,2% menor por conta da desaceleração nos indexadores dos contratos.

A Eztec fechou o quarto trimestre com caixa líquido de R$ 868,331 milhões.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Operacional

A Eztec não atingiu a meta de lançamentos do biênio 2020-21. No período, a incorporadora lançou projetos com um valor geral de vendas (VGV) de R$ 3,1 bilhões, 23,5% abaixo do piso da sua meta.

A companhia justificou que foi atrapalhada pela pandemia e pela piora da economia brasileira, com inflação e juros altos.

A incorporadora decidiu não divulgar meta para 2022 porque entende que há baixa previsibilidade no cenário econômico.

"A despeito da boa performance do último trimestre de 2021 entendemos que o ano de 2022 deverá permanecer como um ano desafiador", descreveu a direção na sua apresentação de resultados.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A incorporadora informou que tem aproximadamente R$ 2 bilhões de projetos aprovados - que poderão ser lançados de acordo com a situação do mercado.

No quarto trimestre de 2021, os lançamentos foram de R$ 491 milhões, crescimento de 29% na comparação com o mesmo período de 2020. As vendas líquidas atingiram 365 milhões, crescimento de 29,5%.

Fonte: Estadão Conteúdo.