O lucro líquido da Braskem (BRKM5) no primeiro trimestre de 2022 avançou 56% na comparação com o mesmo período de 2021, para R$ 3,884 bilhões.

Em relação ao quarto trimestre, o aumento chega a 632%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente atingiu R$ 4,845 bilhões entre janeiro e março deste ano, queda de 30% em relação ao mesmo período de 2021 e redução de 23% na comparação com o quarto trimestre de 2021, em função da apreciação do real frente ao dóla rno período.

Em dólar, o Ebitda recorrente da companhia foi de US$ 920 milhões, 19% inferior ao quarto triemstre, explicado, principalmente, pela normalização dos spreads internacionais de principais químicos e resinas no Brasil, PP nos Estados Unidos e Europa e PE no México.

O resultado também é explicado pelo menor volume de vendas de principais químicos e resinas no segmento Brasil e pela apreciação do real frente ao dólar de 6,3%.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Em relação ao primeiro trimestre de 2021, o Ebitda Recorrente da Companhia em dólar foi 27% inferior, em função da normalização dos spreads internacionais de principais químicos, PE e PP no Brasil, PP nos Estados Unidos e PE no México; do menor volume de vendas de resinas no Brasil e PP na Europa; e pela apreciação do real frente ao dólar de 4,4%.

A receita líquida de vendas chegou a R$ 26,731 bilhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 18% em um ano e queda de 5% na comparação com o quarto trimestre de 2021.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira.

Fonte: Estadão Conteúdo.