O que é lucro econômico

Lucro econômico é a receita total da empresa retirando, os custos explícitos e os custos de oportunidade.

Sendo assim, é essencial que em um processo em que seja calculado o lucro econômico, seja  necessário avaliar as perdas e os ganhos sob uma visão ampla.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Funcionamento do lucro econômico

Além de retirar os custos explícitos e de oportunidade para calcular o lucro econômico, é possível que o investidor adote a concepção do custo de oportunidade no processo.

No que se refere a esse formato de análise de resultados, os números são muito mais subjetivos.

Porém, oferecem uma condição inédita para o gestor do processo, que é a de avaliar outros pontos do negócio além dos relatórios de contabilidade.

Sendo assim, se trata muito mais de uma forma de entender melhor o âmbito empresarial, pois se trata de um meio de fugir de números frios, que não refletem necessariamente a realidade.

Lucro econômico e lucro contábil

Quando são utilizados relatórios financeiros no meio empresarial há um grande foco no lucro contábil.

Melhor dizendo, é uma maneira objetiva de avaliar o resultado de uma companhia, ao reduzir os ganhos pelos custos explícitos do processo.

Como visto, por conta de englobar os referidos valores, o lucro econômico ainda adiciona o custo de oportunidade no processo.

Por meio dessa inclusão no cálculo, ela possui uma forte tendência a ser extremamente menor que o lucro contábil na maioria das vezes.

Em outras palavras, ao ser usado o lucro econômico, o gestor do processo consegue uma análise muito mais detalhada sobre o momento do negócio.

Principalmente no que se refere aos pontos a serem corrigidos no futuro.

Importância do lucro econômico

O lucro contábil é algo que pode enganar facilmente um investidor sobre a realidade de uma empresa no mercado.

E é referente a isso que importa o lucro econômico, pois ele permite que o negócio seja avaliado da maneira mais realista possível.

Vale frisar que, o lucro contábil positivo pode se tornar negativo ao serem avaliadas os pontos subjetivos que já foram citados anteriormente. Acompanhe o exemplo abaixo para entender melhor.

Suponha que um estoque em excesso esteja parado e com uma grande dificuldade para ser comercializado.

No que se refere ao resultado contábil, isso se torna apurado como um ativo da empresa envolvida no processo.

Porém, esse estoque que se encontra parado se mostra um problema para a empresa, pois é algo que somente será avaliado através do lucro econômico.

Além disso, pode-se afirmar que o lucro econômico possui como função principal amparar os gestores no âmbito empresarial e compreender da melhor maneira como ele pode agir.

Dessa forma, o cenário de análise se torna muito mais real e impede que em um momento desagradável seja omitida algumas regras de contabilidade.

Lucro econômico objetivando o futuro

Pelo fato do lucro econômico ser mais completo, os investidores possuem uma perspectiva melhor do futuro da empresa.

Esta é uma informação extremamente valiosa para investidores que acreditam que o seu negócio possui um alto potencial.

Pois afinal, nenhum empreendedor deseja ficar incerto quando é o seu negócio que está em jogo.

Sendo assim, investidores que desejam aplicar o seu capital em algum negócio, deve primeiramente realizar uma reflexão analítica dos seus resultados econômicos.

Além disso, é extremamente importante que o investidor e gestor considerem o lucro econômico e contábil durante as decisões empresariais.

Outrossim, os dados financeiros se tornam muito pouco relevantes para analisar se o negócio é lucrativo a curto prazo.

Sendo assim, o empreendedor deve observar o lucro econômico das empresas que não darão o melhor retorno possível para realizar um investimento satisfatório.