O que é long & short

Long & Short é uma operação executada na bolsa de valores que consiste em “comprar” e “vender” uma ação ao mesmo tempo.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O objetivo principal com essa modalidade financeira é encontrar uma assimetria de retornos.

Pois, caso ambas as ações subam, é preciso que a ação que foi obtida por meio da compra suba mais do que a que foi vendida.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Funcionamento do long & short

Assim como toda operação financeira que envolve ações, para compreender melhor o funcionamento do long & short, é necessário um estudo e análise sobre ela.

Quando um investidor opta por aplicar a operação de long & short ele escolhe duas ações, de preferência, que sejam do mesmo ramo.

É importante frisar que é necessário duas ações para a sua aplicação, sejam elas de dois bancos, duas estatais, duas redes de varejo, ou de alguma outra área não mencionada.

Vários investidores operam long & short com ações preferenciais (PN) contra a ordinária (ON) de uma companhia envolvida. Além disso, é possível escolher uma ação e um índice disponível no processo.

Para que o investidor venda a descoberto, é necessário que ele pague pelo aluguel das ações envolvidas para futuramente vendê-las. Com o crédito do processo é possível comprar outros ativos.

Mesmo que o investidor tenha muito cuidado no processo, é possível que ocorra um prejuízo durante o procedimento.

Outrossim, a corretora vai exigir do investidor alguma garantia que pode variar dos ativos que o investidor dispõe em sua carteira.

Vantagens do long & short

O long & short é uma operação que reduz consideravelmente os riscos que são muitos comuns na renda variável.

Além disso, apresenta algumas vantagens para o investidor no mercado financeiro, dentre as quais destacam-se:

  • Alavancagem: a ponta que é adquirida com o volume financeiro gerado pela ponta vendida, presta garantia para o aluguel de ações da ponta vendida;
  • Redução do risco: como a ponta comprada pode garantir a ponta vendida, há uma redução de risco;
  • Maior independência em relação aos índices da Bolsa: isso ocorre, pois a lucratividade está atrelada às duas ações que são correlacionadas entre si, independentemente de haver índices de referência, como Ibovespa.

Essas são algumas das vantagens referentes ao long & short, para compreendê-lo melhor se atente a leitura abaixo.

Exemplos de long & short

A aplicação de long & short no mercado financeiro pode se apresentar de maneira um pouco confusa para os investidores mais leigos.

Para entender melhor a sua definição acompanhe o exemplo.

É possível realizar long & short fora do mesmo setor.

Suponha que exista, por exemplo, uma grande mudança de cenário como uma grande queda nas taxas de juros, ou uma alta ainda maior do dólar.

Caso algum evento desse nível ocorra, é possível fazer long em uma estatal e o short em uma empresa de tecnologia ou de alguma outra área que pode ser afetado pela mesma notícia.

No fim das contas, as possibilidades se mostram infinitas, e esse tipo de cálculo exige um conhecimento aprofundado do mercado.

Viabilidade do long & short

Em relação à segurança de uma operação de renda variável como long & short, é importante ressaltar que assim como qualquer outra, não é totalmente segura.

O long & short se mostra extremamente viável para investidores que possuem uma boa proficiência com a bolsa de valores, pois apresenta alguns riscos.

Sendo assim, ela não é aconselhável para investidores novatos, por conta dos já mencionados riscos de investimento.

Por conta de exigir um alto nível de estudo e uma estratégia muito bem elaborada para não ocorrer perdas, é aconselhável estratégias como o stop loss.

A ferramenta citada auxilia em casos de um possível prejuízo na operação financeira.

Além da ferramenta citada, também é possível buscar a ajuda de profissionais da área financeira para prevenir da melhor maneira possível futuros prejuízos.