O que é Litígio

Litígio

O que é Litígio. Entenda melhor o conceito de Litígio e descubra sua importância!

O que é litígio

Litígio é um termo que significa disputa ou conflito de interesses, sua origem está atrelada à língua latina.

Em relação ao conflito existente entre acordo ou conciliação, há o aceite que acaba sendo sempre uma solução para as partes divergentes.

É válido ressaltar que os litígios sempre acabam ocorrendo quando as empresas acabam gerando gastos em decorrência de processos judiciais.

Banner will be placed here

Funcionamento do litígio

De acordo com dados da Câmara do Mercado B3, o volume de litígios está crescendo exponencialmente no Brasil, e em 2019 bateu mais um recorde.

Cerca de R$ 11 bilhões referente à litígios foram disputados, e o tempo médio de cada um foi de cerca de 25 meses.

Em relação aos litígios, vale ressaltar que a maior parte deles se deve por conta de problemas societários (69%).

Neste meio estava a Petrobras que pagou cerca de R$ 950 milhões à Petro para finalizar um litígio arbitral que estava sendo proposto pelo fundo da previdência.

No fim das contas, o desfecho foi um acordo entre ambas as partes que definia a remoção de culpa ou responsabilidade entre ambas as partes envolvidas no processo.

Outrossim, uma outra empresa que precisou lidar com litígio é a B3.

Durante o ano de 2020, ela corria o risco de perder cerca de R$ 379 milhões em processo junto com a Spread Commodities Mercantil e Corretora de Mercadorias.

A B3 acabou pagando cerca de R$ 140 milhões.

Vale ressaltar que a massa falida da corretora possuía o direito a títulos patrimoniais de emissão da BM&F, os quais equivaliam a cerca de quatro milhões de ações na Bolsa.

Sendo assim, torna-se claro os prejuízos que a empresa acarreta para si quando se envolve em um conflito desse gênero.

Além disso, a queda do preço das ações é extremamente perceptível por conta do litígio, o que acaba prejudicando a reputação da empresa frente ao mercado financeiro.

Como identificar empresas sem litígios

Ao analisar as possíveis empresas para realizar um investimento financeiro, é importante que o investidor analise o histórico financeiro da companhia.

Sendo assim, o fato de se manter atualizado em relação às práticas da empresa também acaba auxiliando no processo.

A prática utilizada acaba evitando possíveis problemas judiciais envolvendo o investidor e a empresa em si.

Entre as principais práticas utilizadas, destacam-se:

Treinamento regular das equipes

Os litígios que acabam envolvendo vários dígitos podem acabar possuindo uma pequena falha na comunicação, o que pode levar a problemas no ato de contratação.

O erro que acaba ocorrendo pode acabar afetando toda a negociação no processo, por conta disso, os funcionários podem acabar prejudicando os negócios.

Sendo assim, para evitar que isso ocorra, é importante que a empresa exponha a sua integridade e as normas vigentes do processo envolvido.

Também é recomendado que as companhias tenham um profissional definido para auxiliar em alguns processos específicos por parte dos clientes.

Transparência da companhia

É válido ressaltar que a prevenção de litígios está atrelada principalmente às tomadas de decisão entre os societários da empresa.

Além disso, também está relacionada com o passivo trabalhista, que deve apresentar um plano de carreira confiável.

Governança corporativa

Em relação ao sistema de governança corporativa, ele possui processos de tomada de decisões em que as informações passam por vários âmbitos, desde o operacional ao gerencial.

Isso acaba demonstrando que, no fim das contas, alguns documentos da empresa, como e-mails, atas ou memorandos, ao ser analisados, podem exibir algumas informações equivocadas que acarretaria em litígio.

Outrossim, alguns outros dados podem ser captados para uma análise mais aprofundada, como: o alinhamento com as políticas da empresa, padrões de cuidado com as decisões, entre outros.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE