O que é Liquidez Diária

Liquidez Diária é a capacidade de transformar uma aplicação financeira em dinheiro a qualquer momento, inclusive no mesmo dia. Isso significa que o investidor pode sacar o dinheiro com muita facilidade e pode ter controle total sobre seu capital investido. 

Além de decidir sobre quanto tempo deseja manter a aplicação, a liquidez diária permite que o investidor consiga ter acesso ao dinheiro caso apareça alguma emergência de cunho financeiro. Tudo isso sem que o rendimento seja prejudicado

Assim, esse tipo de liquidez possibilita que os ativos sejam negociados e o dinheiro pode ser recuperado pelo investidor no momento que ele bem entender. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona a Liquidez Diária

Os títulos com liquidez diária, como já dito, podem ser resgatados a qualquer momento, sem grandes problemas. Existem, porém, apenas algumas exigências simples para que isto ocorra.

Então, para realizar o resgate, o pedido deve ser realizado em um dia útil, além de ser realizado durante o horário de funcionamento do banco ou da instituição financeira em questão.

Vale atentar-se para as características de cada título, pois alguns deles podem limitar o valor de resgate por dia. Assim, antes de qualquer coisa, é importante saber como funciona o resgate de cada investimento e suas respectivas possibilidades de saque. 

Importância da Liquidez Diária

Ao realizar um investimento de renda fixa, os investidores devem, sem exceção, observar se o título possui liquidez diária. Esse tipo de investimento deve sempre fazer parte da carteira de investimentos, independentemente do perfil de investidor.

Isso porque os títulos de liquidez diária são capazes de fornecer uma segurança para o investidor, visto que podem existir momentos de emergência nos quais ele precisa ter acesso imediato ao dinheiro.

Dessa forma, a liquidez diária é importante como reserva de emergência e reserva de oportunidade. A primeira diz respeito à possibilidade de surgir algum imprevisto no curto prazo e a segunda refere-se à possíveis oportunidades de investimentos.

Vale pontuar, também, que os investidores com perfil mais conservador tendem a não se sentir confortáveis com investimentos de longo prazo e que prendem o dinheiro por muito tempo.

Assim, para essas pessoas, o controle que os investimentos de alta liquidez fornecem podem ser uma ótima alternativa, o que as faz optar por esse tipo de aplicação.

A facilidade de resgate, principalmente para quem está inseguro com o futuro e não sabe se vai precisar utilizar o dinheiro depois de um curto período, é uma característica que pode fornecer mais tranquilidade para o investidor. 

Contudo, é importante ressaltar que a liquidez e a rentabilidade de um investimento são inversamente proporcionais: quanto maior a liquidez, menor a rentabilidade da aplicação. 

Ativos com Liquidez Diária

Alguns ativos que possuem Liquidez Diária são:

  • Tesouro Selic
  • CDB
  • Fundos de renda fixa

O primeiro, Tesouro Selic, é um título público que possui a rentabilidade indexada à taxa Selic e faz parte do Tesouro Direto, no qual são negociados títulos públicos e de alta segurança, já que são do governo.

Além do Tesouro Selic, o Tesouro Direto oferece outros títulos de liquidez diária:

  • Tesouro IPCA;
  • Tesouro IPCA com juros semestrais;
  • Tesouro Prefixado;
  • Tesouro Prefixado com juros semestrais;

O segundo, Certificado de Depósito Bancario (CDB), consiste em títulos de renda fixa emitidos por bancos, no qual se empresta dinheiro para o banco e o retorno acontece por meio de juros prefixados ou pós-fixados.

Não são todos os CDBs que possuem liquidez diária, então é necessário saber a característica de cada um para escolher o de liquidez diária. 

No terceiro, Fundos de Renda Fixa, o investidor compra uma participação proporcional ao investimento, as chamadas “cotas”.

Da mesma maneira que o CDB, não possui alta liquidez em todos os fundos. Assim, deve-se sempre prestar atenção nos prazos de cotização, que é justamente o tempo que demora para que a cota se transforme em dinheiro.