A Light (LIGT3) encerrou o quarto trimestre de 2021 com lucro líquido consolidado de R$ 72,5 milhões, o que representa uma queda de 83,29% ante o apurado em igual intervalo de 2020.

No acumulado do ano, o lucro líquido da companhia totalizou R$ R$ 397,9 milhões, recuo de 42,5% em relação aos R$ 433,9 milhões registrados em 2020.

Segundo a companhia, a redução se deve aos resultados apresentados pela Distribuidora e pela Geradora, que registraram um lucro de R$ 46,3 milhões e R$ 38,1 milhões, respectivamente, no quarto trimestre de 2021, contra lucro de R$ 239,7 milhões e R$ 202,5 milhões registrados no mesmo período de 2020.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e Amortização) ajustado somou R$ 690,2 milhões, queda de 46,8% ante o igual intervalo de 2020.

Nos 12 meses do ano, o Ebitda da Light somou R$ 1,909 bilhão, redução de 23,5% sobre 2020.

Entre outubro e dezembro, a receita operacional líquida diminuiu 7,7% na mesma base de comparação e totalizou R$ 3,771 bilhões.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

No acumulado de 2021 a receita da companhia foi de R$ 13,930 bilhões, aumento de 13,4% em relação a 2020.

O resultado financeiro ficou negativo em R$ 336,8 milhões, ante resultado financeiro negativo de R$ 400,7 milhões apurado no mesmo intervalo de 2020.

Segundo a empresa, a melhora é explicada pela ausência da atualização do GSF, cujo saldo passivo foi liquidado em abril de 2021, apesar do aumento da dívida bruta e do custo a ela atrelado devido ao maior CDI e IPCA, além da perda com a marcação a mercado das operações de swap por conta do aumento da curva futura do CDI.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

No quarto trimestre de 2021 os investimentos da companhia totalizaram R$ 543,4 milhões, alta de 76,0% na base anual de comparação. No acumulado de 2021, a empresa investiu R$ 1,425 bilhão, alta de 50% sobre os R$ 950,1 milhões investidos no ano anterior. 

Operacional 

O mercado total de energia da Light no quarto trimestre foi de 6.131 gigawatts-hora (GWh), recuo de 7,9% em relação ao mesmo período de 2020.

Deste total, o consumo no mercado cativo foi de 3.762 GWh e no uso de rede de 2.369 GWh, queda de 14,65% e alta de 5,42% ante o quarto trimestre de 2020, respectivamente.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Na classe residencial o consumo de energia foi de 1.886 GWh, queda de 13,88%, enquanto na classe comercial foi de 1.745 GWh, queda de 6,2%.

O mercado industrial, incluindo clientes cativos e livres, registrou leve diminuição de 0,2%, para 1.325 GWh.

Já a classe Outros foi responsável pelo consumo de 997 megawatts (MW), alta de 1,7%.

As perdas na área de concessão da Light atingiram 27,29% no quarto trimestre de 2021, em relação aos 26,81% registrados no mesmo período de 2020.

Fonte: Estadão Conteúdo.