O que é LFT

LFT é a Letra Financeira do Tesouro ou, como também é chamada, Tesouro Selic. Ela é uma das letras disponíveis para se realizar investimentos no Tesouro Direto, que é um programa do governo para oferecer títulos públicos e arrecadar recursos.

A LFT, então, é um título público emitido pelo Tesouro Nacional. O investimento nesse papel funciona como um empréstimo ao governo que, por sua vez, oferece a rentabilidade por meio dos juros em troca. 

Para aqueles que investem nesse título, os juros da rentabilidade estão indexados à taxa básica de juros do Brasil, a taxa Selic. Por ser um título público, é uma das aplicações mais seguras que existem e possui uma boa rentabilidade. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características da LFT

A Letra Financeira do Tesouro é considerada uma ótima alternativa de aplicação de renda fixa. Ela possui rendimento previsível e uma alta segurança por ser garantida pelo Tesouro Nacional.

É um título aberto para todo o mercado e nos últimos anos, esse tipo de investimento tem crescido e ganhado espaço entre os investidores pessoa física.

Ela possui uma rentabilidade maior do que a caderneta de poupança, principalmente por conta da sua indexação à taxa básica de juros do Brasil. Assim, quanto maior a taxa Selic, maior será o rendimento dos que investiram na LFT.

A Letra Financeira do Tesouro também é um título de alta liquidez, o que significa que o resgate pode ser feito com rapidez, sendo disponibilizado já no dia seguinte ao que a solicitação for realizada.

Como todos os títulos públicos, os riscos oferecidos pela LFT são muito baixos, pois é o governo que garante o pagamento da dívida.

Vantagens da LFT 

A Letra Financeira do Tesouro é caracterizada por seus diversos pontos fortes. De qualquer forma, ela pode ser interessante para determinado perfil de investidor e não ser para outros. Então, vale a pena conhecer as vantagens que esse investimento oferece.

Os principais pontos positivos da LFT são:

  • É um investimento de alta liquidez, ou seja, o investidor pode sacar o dinheiro em até um dia útil após a solicitação de resgate;
  • Por ser um título público e garantido pelo Tesouro Nacional, a Letra Financeira do Tesouro é uma aplicação de alta segurança e baixíssimo risco de inadimplência;
  • É um investimento de tipo pós-fixado e indexado à taxa Selic;
  • A LFT possui um rendimento maior do que o oferecido pela caderneta de poupança;
  • Ao contrário de outros títulos de renda fixa, a Letra Financeira do Tesouro é acessível para boa parte dos investidores, pois o investimento mínimo é de aproximadamente R$100,00. 

Desvantagens da LFT 

Como todo investimento, a LFT possui alguns pontos negativos ou, no mínimo, características que podem não agradar todos os tipos de investidores, dependendo dos objetivos de cada um. Assim, algumas de suas desvantagens são:

  • O rendimento da Letra Financeira do Tesouro é menor do que outros títulos públicos;
  • A LFT, ao contrário da caderneta de poupança, não possui liquidez diária;
  • O resgate pode ser realizado rapidamente, contudo não pode ser feito de fim de semana e feriado;
  • A taxa de custódia é da B3;
  • O rendimento anual da Letra Financeira do Tesouro não é fixo. Ele depende das variações do valor da taxa Selic.
  • É cobrado o Imposto de Renda nos investimentos, além da incidência do IOF quando se realiza resgates antes da aplicação completar 30 dias. 

Algumas dessas características da Letra Financeira do Tesouro, que são naturais do investimento, podem não ser interessantes para alguns tipos de investidores. Dessa forma, é importante conhecer bem o título antes de tomar a decisão.