O que é Leilão

Leilão é uma forma de comprar e vender produtos. Ele é um processo de venda utilizado por órgãos públicos e empresas privadas, no qual são negociados itens de diferentes valores e categorias. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Apesar de ser associado com produtos raros e com preços elevados, o Leilão serve para comercializar qualquer tipo de produto, por vezes com um preço acessível e em boas condições, mesmo sendo seminovos e usados. 

A participação é descrita no edital do leilão, mas qualquer pessoa que atenda aos requisitos solicitados neste documento pode participar. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o Leilão

O Leilão funciona da seguinte forma: cada item que será negociado está disponível a partir de um determinado valor. No caso dos leilões públicos, é o leiloeiro que irá dizer as condições de venda descritas no edital.

O leiloeiro, inclusive, deve ser registrado na Junta Comercial do estado em que trabalha e não pode ter antecedentes criminais, além de precisar ter mais do que 25 anos.

Voltando para o funcionamento do Leilão, caso os participantes não realizem lances na primeira oferta, o preço do produto é revisto e se inicia uma segunda rodada de negociações.

Os preços iniciam mais baixos, no seu valor mínimo, e vão aumentando conforme as pessoas realizam os lances. Ganha o investidor que realizar o maior lance, ao ponto de os demais participantes não oferecerem propostas maiores.

Os principais bens negociados em leilão são:

  • Veículos;
  • Imóveis;
  • Joias;
  • obras de arte;
  • Máquinas;
  • Roupas.

As regras do edital se diferem com base no tipo de leilão que está sendo realizado. Existem duas possibilidades: o leilão judicial e o leilão extrajudicial.

O primeiro deles ocorre quando um item está envolvido em um processo judicial de primeira instância, seja no âmbito federal, estadual ou municipal. Dessa forma, o leilão é realizado dentro da esfera judicial.

O dinheiro recebido do arrematante, ou seja, a pessoa que ofereceu o maior lance, é utilizado para quitar a dívida que o proprietário do bem leiloado tinha. Esse leilão é utilizado, geralmente, em processos de falência ou em casos de processo trabalhista.

No segundo caso, o leilão não tem relação com a justiça e ocorre com a autorização da pessoa que detém um item e deseja leiloá-lo. Os leilões extrajudiciais são realizados por pessoas físicas e empresas privadas e públicas. 

Tipos de Leilão

Como já dito, existem os leilões judiciais e extrajudiciais, que determinam como será utilizado o dinheiro pago pelo arrendador. Existem, também, três formas de realizar esses leilões, que podem ser online, presencial ou simultâneo. 

No caso do Leilão online, as negociações são realizadas pela internet, mas as regras devem ser seguidas da mesma forma que o modelo tradicional. Os lances são feitos de forma online e a atualização das ofertas ocorre ao vivo. 

É necessário ter um cadastro no site para conseguir participar. Ele oferece o benefício do participante definir o limite máximo de um determinado lance e colocar no automático, deixando para o sistema o papel de realizar as ofertas. 

O Leilão presencial, por outro lado, é a forma tradicional e mais conhecida popularmente. Ele é realizado em local, data e hora definidos anteriormente e o participante deve comparecer presencialmente para realizar os lances. 

Por fim, o Leilão simultâneo ocorre de ambas as formas: tanto online, quanto presencial. Os lances são atualizados na internet em tempo real, não prejudicando o participante que está presente de forma online. 

Vantagens do Leilão

O Leilão é uma forma de compra e venda muito conhecida e que apresenta algumas vantagens para aqueles que desejam participar. 

A principal delas é referente ao valor dos itens que serão negociados, visto que eles são muito mais baixos do que os preços encontrados fora do leilão. 

Dessa forma, o Leilão oferece um bom negócio por conta dos baixos preços apresentados nos lances iniciais

A vantagem também é para o vendedor, que receberá o pagamento de forma mais rápida do que uma venda comum.