Kenneth R. French é especialista no comportamento dos preços dos ativos. Sua principal contribuição para o mercado financeiro é o modelo Fama-French.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Junto com Eugene Fama, French desenvolveu uma série de dissertações, cujo tema central gira em torno dos mecanismos de precificação de ativos multifatores.

Com isso ele abrange uma ampla gama de tópicos, incluindo ações de crescimento, autocorrelação, volatilidade, avaliação de ações e investimento de momento.

Conheça mais da trajetória do economista Kenneth French e do modelo de Três Fatores Fama-French.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Quem é Kenneth R. French

Kenneth R. French é economista e professor de finanças da Família Roth na Tuck School of Business do Dartmouth College.

Ele já foi membro do corpo docente do MIT, da Yale School of Management e da University of Chicago Booth School of Business.

Mas é mais famoso por seu trabalho de pesquisa em torno dos mecanismos da precificação de ativos.

Com Eugene Fama, escreveu uma série de artigos que colocam em dúvida a validade do Capital Asset Pricing Model (CAPM), apresentando o modelo de três fatores Fama-French.

Vida e carreira

Kenneth Ronald French nasceu em 10 de março de 1954.

Em 1975, se formou em engenharia mecânica na Universidade de Lehigh. 

Em 1983 recebeu seu Ph.D. em finanças pela University of Rochester e um mestrado e um MBA, também em finanças pela University of Rochester.

French é pesquisador associado do National Bureau of Economic Research, editor consultivo do Journal of Financial Economics, ex-editor associado do Journal of Finance and the Review of Financial Studies e ex-presidente da American Finance Association. 

Também é membro da American Finance Association e da American Academy of Arts and Sciences, e membro do Conselho de Administração do Grassroots Soccer e do Conselho de Consultores do Comitê Internacional de Resgate e Presidente do Conselho de Administração Global do Valpo Surf Project .

Além de fazer parte do conselho da Dimensional Fund Advisors em Austin , Texas, onde também trabalha como consultor e chefe de política de investimento.

O modelo de três fatores Fama-French

Fama-French é um modelo de precificação de ativos desenvolvido em 1992 por Eugene Fama e Kenneth French.

Ele expande o modelo de precificação de ativos de capital (CAPM) adicionando fatores de risco de tamanho e valor ao fator de risco de mercado.

O modelo CAPM pressupõe que ativos financeiros tenham uma relação linear entre retorno esperado e seu beta, que mede a sensibilidade do retorno do ativo em relação ao retorno do mercado. 

Esse modelo considera o fator de mercado como a única variável capaz de explicar a diferença de retorno entre ativos financeiros. 

Ao medir melhor os retornos do mercado e, por meio de pesquisas, Fama e French descobriram que as ações de valor superam as ações de crescimento.

Da mesma forma, as ações de pequena capitalização tendem a superar as ações de grande capitalização. 

Como ferramenta de avaliação, o desempenho de carteiras com um grande número de ações small cap ou value seria menor do que o resultado do CAPM , pois o modelo de três fatores se ajusta para baixo para o desempenho superior observado de small cap e value stock.

Ao incluir esses fatores adicionais, o modelo se ajusta a essa tendência de desempenho superior, o que o torna uma ferramenta melhor para avaliar o desempenho.

O chamado "Fama-French Three Factor Model" (em tradução livre, significa algo como o "Modelo de Três Fatores Fama-French"), como o próprio nome indica, é composto por 3 elementos:

  • O Mercado, que mensura o retorno do mercado descontado a taxa livre de risco;
  • O Small Minus Big Factor (SMB), que relaciona a diferença de performance dos papéis de empresas menor valor vs empresas de elevado valor;
  • O High Minus Low Factor (HML), que trata da diferença de desempenho de papéis de empresas que tenham uma baixa relação book-to-market frente a empresas com alto book-to-market. O book-to-market é a razão entre o seu valor de mercado e o seu valor patrimonial.

Fama e French destacaram que os investidores devem ser capazes de enfrentar a volatilidade extra e o desempenho inferior periódico que podem ocorrer em pouco tempo. 

Investidores com horizonte de longo prazo, de 15 anos ou mais, serão recompensados ​​pelas perdas sofridas no curto prazo. 

Usando milhares de carteiras de ações aleatórias, Fama e French realizaram estudos para testar seu modelo e descobriram que, quando fatores de tamanho e valor são combinados com o fator beta, eles poderiam explicar até 95% do retorno em uma carteira de ações diversificada.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

O modelo de cinco fatores de Fama-French

Em 2014, Fama e French adaptaram seu modelo para incluir cinco fatores. 

Juntamente com os três fatores originais, o novo modelo acrescenta o conceito de que as empresas que relatam maiores lucros futuros têm maiores retornos no mercado de ações, fator conhecido como lucratividade.

O quinto fator, denominado "investimento", relaciona o conceito de investimento interno e retorno, sugerindo que empresas que direcionam o lucro para grandes projetos de crescimento provavelmente sofrerão perdas no mercado de ações.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.