Jorge Paulo Lemann, a Trajetória do Homem Mais Rico do Brasil
|

Jorge Paulo Lemann, Conheça a Trajetória do Homem Mais Rico do Brasil

O bilionário brasileiro revolucionou o capitalismo e forma de trabalhar nas empresas pelo mundo.

Por
Atualizado em 10/06/2021

Jorge Paulo Lemann costuma falar que “sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar pequeno”, com esse lema se tornou um dos empresários mais bem sucedidos do mundo.

Junto com seus dois principais sócios, Marcel Telles e Beto Sicupira, Lemann construiu um império e se tornou sócio de diversas empresas que fazem parte do cotidiano do brasileiro. 

Sua empresa, a AB InBev (ABUD34), é a maior fabricante de cervejas do mundo. Entre os principais rótulos estão Brahma, Antarctica, Skol, Bohemia, Corona, Stella Artois e Budweiser. 

Com a 3G Capital investe no Burger King, Kraft Heinz, Tim Hortons, Lojas Americanas e B2W Digital.

Conheça a trajetória do mega-empresário brasileiro e uma das pessoas mais ricas do mundo, Jorge Paulo Lemann.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Quem é Jorge Paulo Lemann?

Jorge Paulo Lemann é economista e empresário, co-fundador da maior cervejaria do mundo, AB InBev, e sócio do 3G Capital, que controla redes como Burger King, Tim Hortons e Kraft-Heinz. 

Junto com Marcel Telles e Beto Sicupira, formam o trio de brasileiros de maior sucesso no mercado internacional.

Não à toa ganhou o respeito do maior investidor da história, Warren Buffett.

Ex-jogador de tênis profissional, é também o idealizador de três entidades filantrópicas, a Fundação Estudar, Fundação Lemann e Instituto Tênis.

De acordo com o ranking de bilionários de 2021 da revista Forbes, Jorge Paulo Lemann é a 114ª pessoa mais rica do mundo com uma fortuna estimada de US$ 16,9 bilhões.

Lemann é o homem mais rico do Brasil e segundo da Suíça, país que reside.

Nome completo: Jorge Paulo Lemann

Ocupação: Economista e empresário

Nacionalidade: Brasileiro

País de residência: Suíça

Patrimônio estimado: US$ 16,9 bilhões

Banner will be placed here

Vida e carreira

Jorge Paulo Lemann nasceu no Rio de Janeiro, em 26 de agosto de 1939, filho de imigrantes suíços. 

Seu pai, Paul Lemann, veio para o Brasil no começo do século XX, onde fundou a fábrica de laticínios Leco, abreviatura de Lemann & Company, hoje parte da empresa Vigor (VIGR3). 

Sua mãe, Anna Yvette, era filha de um casal de suíços.

Jorge Paulo Lemann cresceu no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Mesmo sem muitas extravagâncias, sempre teve uma boa educação. 

Seu ensino fundamental foi concluído na Escola Americana do Rio de Janeiro, uma das primeiras escolas estrangeiras no Brasil.

Em 1957, foi estudar economia em Harvard.

Recém-formado, usou sua dupla cidadania suíça e foi trabalhar no banco Credit Suisse, em Genebra. 

Incomodado com a burocracia, saiu do estágio para se dedicar, por um tempo, ao esporte que sempre amou e praticou, o tênis.

Enquanto jogador de tênis, ganhou o campeonato suíço de tênis e foi convidado para representar a Suíça na Copa Davis de 1962. 

De volta ao Brasil, em 1963, Lemann foi trabalhar na corretora de valores Invesco. Em pouco tempo, tornou-se sócio minoritário, mas, em 1966, a empresa faliu.

Teve uma breve passagem na corretora Libra, até iniciar sua saga no empreendedorismo ao adquirir a corretora Garantia. 

Foi neste empreendimento que a parceria de Lemann com os empresários Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira começou.

Em 1982, eles compraram as Lojas Americanas. Sete anos depois, criaram a São Carlos Empreendimentos, empresa de investimentos e administração de imóveis comerciais.

Em 1989 foi a vez da Brahma, negócio que, anos mais tarde, deu origem à AMBEV, após a fusão com a Antarctica, em 1999.

Após a venda do Banco Garantia, em 1998, Jorge Paulo Lemann e os sócios passaram a investir em participações em companhias por meio da GP Investimentos, primeira empresa de private equity do Brasil.

O próximo passo dos três foi a fundação do 3G Capital, em 2004.

No mesmo ano, a AMBEV e a belga Interbrew anunciaram fusão, formando a InBev.

Quatro anos mais tarde, a companhia adquiriu a Anheuser-Busch, criando a maior cervejaria do mundo, a AB InBev (ABUD34).

Jorge Paulo Lemann também se dedica à filantropia. Em 1991, Jorge Paulo Lemann criou a Fundação Estudar, organização não-governamental que financia os estudos de jovens em instituições de primeira linha.

Em 2002, criou a Fundação Lemann, focada em ajudar a melhorar a qualidade da educação pública no Brasil.

Lemann foi casado duas vezes. A primeira em 1966, com a psicanalista Maria de San Tiago Dantas Quental, conhecida como Tote, com quem teve três filhos: Anna Victoria, Paulo e Jorge Felipe. 

Lemann separou-se de Tote em 1986 e, cinco anos depois, casou-se com a professora suíça Susanna. Os dois tiveram três filhos: Marc, Lara e Kim.

Depois de uma tentativa de sequestro dos seus filhos a caminho da escola, em 1999, a família mudou-se com a família para a Suíça, onde vive até hoje.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Como Jorge Paulo Lemann ficou rico

Jorge Paulo Lemann construiu seu patrimônio empreendendo. Sua visão para os negócios fez com que adquirisse participações em grandes empresas.

Seu primeiro grande sucesso foi no Banco Garantia, onde Lemann e seus sócios tiveram seus patrimônios multiplicados de forma exponencial.

Depois, ainda daria vida a duas gigantes, a AB InBev (ABUD34) e o 3G Capital.

Porém, o início da caminhada de Lemann iniciou com a quebra da financeira Invesco, em 1966, na qual havia se tornado sócio.

Desse episódio ele afirma ter tirado duas  grandes lições:

  • Cuidar das receitas é tão importante quanto das despesas;
  • É preciso ter gente boa e bem remunerada em todas as áreas de negócio. 

Por isso, costuma repetir a frase “goleiro também tem que ganhar bem”.

Seu próximo negócio foi a corretora Libra, junto com Jorge Carlos Ramos da Silva. 

Em 1970, Lemann tentou comprar o controle da Libra, sem sucesso, vendeu sua participação por US$ 200 mil.

No ano seguinte, comprou uma participação na corretora Garantia

Em 1972, Marcel Herrmann Telles foi contratado para trabalhar como liquidante e, em 1973, Carlos Alberto Sicupira também começou a trabalhar na corretora. Nascia assim, a longeva sociedade.

Lemann ajudou a estabelecer a cultura que se perpetuou pelo Garantia e por outras empresas que se sucederam.

Diferente da hierarquia e formalidade nos ambientes de trabalho de bancos e empresas, no Garantia, não havia paredes separando escritórios e o uso de terno e gravata não era obrigatório. 

Ao invés do diploma, Lemann estava interessado em encontrar pessoas talentosas, com jogo de cintura e jeito de vencedor.

Para evitar problemas, proibiu que filhos e cônjuges de sócios trabalhassem na corretora.

O modelo de remuneração também era diferente. A palavra de ordem era meritocracia. Todos os funcionários de todas as áreas eram avaliados e bonificados de acordo com seu desempenho individual. 

Em 1976, durante o governo Ernesto Geisel, o Banco Central do Brasil autorizou a conversão da corretora em uma instituição financeira, o Banco Garantia

A empresa se consolidou como um dos principais bancos de investimento do país.

Em 1982, começou a se transformar no grande empresário ao comprar a Lojas Americanas. 

Sete anos depois, os sócios criaram a São Carlos Empreendimentos, uma empresa de investimentos e administração de imóveis comerciais.

Ainda em 1989, foi a vez da Brahma. Marcel Telles foi o escolhido para transformar a cervejaria em um negócio lucrativo. Era o início do que viria a ser Ambev, InBev e, por fim, AB InBev.

Com as contas em ordem, em 1999, a Brahma comprou a concorrente Antarctica, criando a Ambev.

Um ano antes, em 1998, abalado pelos efeitos da crise asiática, o Garantia foi vendido para o Credit Suisse por US$ 675 milhões.

Com a venda, Jorge Paulo Lemann e os sócios Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira intensificaram os investimentos em participações em companhias por meio da GP Investimentos, primeira empresa de private equity do Brasil criada por eles em 1993.

Entre as participações estavam Telemar, Gafisa, América Latina Logística, entre outras grandes empresas. 

Lemann vendeu parte da GP Investimentos a antigos funcionários em 2003.

O próximo passo do trio foi a fundação da 3G Capital, em 2004.

No mesmo ano, foi anunciada a fusão da Ambev com a belga Interbrew, formando a InBev.

Quatro anos mais tarde, a companhia adquiriu a Anheuser-Busch, fabricante da Budweiser, criando a maior cervejaria do mundo, a AB Inbev.

Em 2010, o 3G adquiriu o controle da rede Burger King por US$ 4 bilhões.

Três anos depois, anunciou a aquisição da fabricante de alimentos norte-americana Heinz por US$ 23,2 bilhões.

Em 2015, em parceria com a Berkshire Hathaway (BERK34), do investidor Warren Buffett, aconteceu a fusão com a Kraft Foods, criando a KraftHeinz.

Em 2014, comprou a Restaurant Brands International (RBI), responsável pela operação da rede de cafeterias Tim Hortons e, em 2017, anunciou a aquisição da rede de fast food norte-americana, Popeyes.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Onde Jorge Paulo Lemann investe

Além da 3G, Lemann também investe em outros dois fundos, o Gera Venture Capital e Innova Capital. 

O Innova investe em startups e já colocou dinheiro na brasileira Movile, líder em desenvolvimento de plataformas de comércio e conteúdo móvel na América Latina, com marcas que incluem o iFood, entre outros negócios.

Já a Gera Venture é focada em educação. Ela deu origem à holding Eleva Educação, focada na construção de uma rede de escolas de alta qualidade acadêmica. 

Em janeiro de 2017, foi aberta a Escola Eleva em Botafogo, no Rio de Janeiro.

Livros de Jorge Paulo Lemann

A trajetória de sucesso de Jorge Paulo Lemann e suas empresas é abordada em livros como:

Sonho Grande: Como Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira revolucionaram o capitalismo brasileiro e conquistaram o mundo, de Cristiane Correa.

Sonho Grande conta como Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira ergueram, em pouco mais de quatro décadas, o maior império da história do capitalismo brasileiro.

De um gole só: A história da Ambev e a criação da maior cervejaria do mundo, de Ariane Abdallah 

Em “De um gole só”, a jornalista Ariane Abdallah reconstitui a biografia da AB Inbev desde a compra da Brahma, em 1989, pelos sócios do banco Garantia Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, passando pela formação da Ambev, em 2000, até se transformar na cervejaria número 1 do mundo.

#VQD – Vai que dá!, de Joaquim Castanheira

O nome do livro, “Vai que dá!” São as palavras que traduzem o espírito dos empreendedores de alto impacto.

É isso que Jorge Paulo Lemann costuma responder quando ouve a pergunta para Qual seria o melhor sinônimo para “empreender”?

O livro reúne a trajetória de dez empreendedores que estão transformando o Brasil com o impacto dos seus negócios.

Segredo da Riqueza

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE