Jordan Belfort, O Lobo de Wall Street
|

Jordan Belfort, O Lobo de Wall Street

O ex-corretor da bolsa de valores ficou mundialmente conhecido depois que seu esquema fraudulento foi parar no cinema.

Por
Atualizado em 19/07/2021

Jordan Belfort ficou conhecido no mercado financeiro por conta de seu esquema fraudulento com as chamadas “penny stocks”. Ele chegou a ser preso. Hoje, é  autor e palestrante motivacional.

Mais conhecido pelo apelido de “O Lobo de Wall Street”, Belfort teve sua trajetória na bolsa de valores eternizada no filme de mesmo nome.

Na obra cinematográfica do diretor Martin Scorsese, o ator Leonardo DiCaprio encarna o ambicioso corretor americano que negociava ações de pequenas empresas com baixo valor de mercado através da corretora Stratton Oakmont.

Desde garoto, o objetivo de Jordan Belfort era ficar rico. Porém, ao longo da vida não escolheu o caminho correto.

Em uma palestra motivacional de 2014, Belfort afirmou:

“Eu fiquei ganancioso. A ganância não é boa. A ambição é boa, a paixão é boa. A paixão prospera. Noventa e cinco por cento do negócio era legítimo.”

O rápido crescimento da Stratton Oakmont, que a certa altura tinha mais de 1.000 corretores cadastrados e movimentava US$ 1 bilhão, chamou atenção da agência reguladora do mercado norte-americano.

Em 1996, o esquema fraudulento de Jordan Belfort veio à tona. 

Ele foi acusado de fraude no mercado financeiro e lavagem de dinheiro, condenado a quatro anos de prisão e multa de US$ 110 milhões.

Conheça a trajetória de Jordan Belfort no mercado financeiro, seus golpes e fraudes, método de vendas e vida pós prisão.

Quem é Jordan Belfort

Jordan Ross Belfort é autor, palestrante motivacional e ex-corretor da Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

Em 1989 ele fundou a corretora Stratton Oakmont onde faturou milhões de dólares com a venda de penny stocks e atividades ilegais de IPO de pequenas empresas.

Em 1999, Belfort e seu sócio, Danny Porush, foram indiciados por fraude de valores mobiliários e lavagem de dinheiro. 

Eles se confessaram culpados e admitiram que por sete anos operaram um esquema no qual manipularam as ações de pelo menos 34 empresas.

Belfort passou 22 meses na prisão e testemunhou contra vários sócios e subordinados em seu esquema fraudulento como parte de um acordo.

Em 2007 ele publicou o livro de memórias “O Lobo de Wall Strett“, que foi adaptado para um filme com o mesmo nome, do diretor Martin Scorsese, lançado em 2013, onde teve sua vida interpretada por Leonardo DiCaprio.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Vida e Carreira

Jordan Ross Belfort nasceu no dia 9 de julho de 1962, no bairro do Queens, na cidade de Nova Iorque, Estados Unidos. Filho dos contadores, Max e Leah. 

Após concluir o colegial, Jordan ingressou no curso de odontologia.

Na época isso só foi possível porque Belfort usaria o dinheiro que ele e seu amigo de infância, Elliot Loewenstern, ganharam vendendo gelo italiano em uma praia local para pagar a faculdade.

Contudo, Belfort abandonou o curso no primeiro dia de aula após ouvir do reitor da universidade que “a era de ouro da ortodontia teria acabado, e que quem estava fazendo o curso, faria por amor e não pelo dinheiro”.

Rapidamente Belfort foi em busca de áreas que dariam maior retorno financeiro.

Ele chegou a empreender no início de sua carreira vendendo carnes e frutos do mar em Long Island, Nova York. O negócio foi um sucesso inicial, mas acabou falindo.

No final dos anos 80, Jordan Belfort iniciou sua trajetória como corretor estagiário na L.F. Rothschild por indicação de um amigo da família.

Em 1987, a empresa passou por dificuldades financeiras relacionadas ao crash do mercado de ações da Black Monday e fechou.

Belfort optou em seguir carreira no mercado financeiro e, em 1989 fundou a Stratton Oakmont como um braço da Stratton Securities, negócio que mais tarde comprou do fundador original.

Camuflando o real valor de pequenas empresas, o negócio cresceu rapidamente, chegando a empregar mais de 1.000 corretores.

Durante seus anos no comando da corretora, Belfort desenvolveu sua habilidade com vendas e adotou um estilo de vida que consistia em festas luxuosas e uso de drogas.

Em 1996, o órgão regulador do Setor Financeiro americano conseguiu provar as irregularidades envolvendo o negócio

Jordan Belfort acusado de fraude no mercado financeiro e lavagem de dinheiro e condenado a pagar US$ 110 milhões, além de quatro anos de prisão.

Porém, por conta de um acordo para cooperar com os promotores nas investigações de outras corretoras, só permaneceu preso por 22 meses.

Após sair da cadeia, Belfort retratou o caso no livro O Lobo de Wall Street. A obra virou filme e trouxe o nome de Jordan Belfort para o mundo.

Desde então, ele atua como palestrante motivacional onde compartilha suas técnicas de persuasão e vendas, chamado de Sistema Linha Reta.

Banner will be placed here

Stratton Oakmont e o esquema fraudulento pump and dump

Jordan Belfort fundou a Stratton Oakmont em 1989 com Danny Porush e Brian Blake logo depois que deixou a L.F. Rothschild.

A corretora era uma franquia da Stratton Securities, pois dessa forma, passava a sensação de um lugar de renome aos clientes. Não demorou muito para Belfort comprar toda a empresa.

A Stratton Oakmont era uma corretora de valores mobiliários focada em penny stocks, ações de empresas que são negociadas a valores muito baixos, na casa dos centavos.

Como eram mais difíceis de vender, as taxas de corretagem dessas ações eram muito mais altas. Foi aí que Jordan Belfort vislumbrou uma “grande oportunidade”. 

Enquanto a taxa para o corretor das blue-chips, empresas com alto valor de mercado e elevada liquidez, eram de no máximo 2%, as penny stock chegavam a pagar até 50%.

Para fazer a corretora ganhar dinheiro rapidamente, Jordan e sua equipe fraudavam os clientes com operações de pump and dump.

Que consiste em “inflarartificialmente o preço de uma ação por meio de declarações positivas falsas e enganosas, a fim de vender as ações compradas a baixo custo por um preço mais alto. 

Assim que os operadores do esquema “descartam” suas ações sobrevalorizadas, o preço cai e os investidores perdem seu dinheiro. 

Para “manter” o preço de uma ação, a Stratton Oakmont também recusava-se a aceitar ou processar pedidos de venda.

Jordan Belfort conseguiu enganar diversos investidores com um método de venda persuasivo que o fez ganhar muito dinheiro nos anos 90.

A certa altura a Stratton Oakmont empregou mais de 1.000 corretores da bolsa e esteve envolvida em emissões de ações totalizando mais de US$ 1 bilhão, incluindo a oferta pública inicial da empresa de calçados Steve Madden

Visada pelas autoridades desde o início, somente em dezembro de 1996 que o National Association of Securities Dealers, agora Financial Industry Regulatory Authority, conseguiu provar as fraudes da Stratton Oakmont e a expulsou do mercado de valores mobiliários.

Em 1999, Belfort e Porush foram indiciados por fraude e lavagem de dinheiro. Os dois se declararam culpados e admitiram que comandavam um esquema de manipulação das ações por sete anos.

Belfort foi condenado a quatro anos de prisão, como parte de um acordo judicial, no qual se comprometia a cooperar nas investigações, cumpriu 22 meses.

Também, teve que devolver mais de US$ 110 milhões que ele havia extorquido dos investidores.

Parte do dinheiro devolvido veio da venda de propriedades confiscadas. 

Vida após a bolsa de valores

Enquanto estava na prisão, Belfort dividiu uma cela com o ator, escritor e diretor canadense-americano Tommy Chong, que o incentivou a escrever sobre suas experiências. 

O resultado foram dois livros de memórias, “O Lobo de Wall Street” e “A Caçada ao Lobo de Wall Street“, que deram origem ao filme.

Hoje, Jordan Belfort é palestrante e fala sobre vendas e empreendedorismo. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Método de Vendas Linha Reta de Belfort

Nos seus tempos como corretor de Bolsa de Valores, Jordan Belfort teve que desenvolver habilidades e técnicas que permitissem persuadir o cliente através do telefone.

Seu método, conhecido como “Linha Reta” é explanado no seu livro, “Os segredos do Lobo – O método infalível de vendas do Lobo de Wall Street”.

Sua estratégia de comunicação se mostraria eficaz não apenas para vender ações por telefone, mas em qualquer venda. 

Belfort diz que na época, havia as grandes firmas vendendo as melhores ações para grandes investidores, cujos corretores eram formados nas melhores faculdades. 

E havia outros garotos, de 20 e poucos anos, que não tinham ido à faculdade, vendendo as ações mais baratas (penny stocks) para a classe média.

Quando tentou ensinar aos outros corretores como vender, não conseguiu, então desenvolveu uma forma muito mais simples.

Segundo seu método de venda, é preciso que o cliente confie em três coisas: 

  • No produto que você está oferecendo;
  • Na companhia por trás do produto;
  • Em você. 

Ele cita também que os 4 primeiros segundos de comunicação com o cliente são fundamentais, pois o cérebro humano julga livros pela capa, acredita nas primeiras impressões e toma decisões baseadas nisso.

Por isso, você tem que estar entusiasmado e se vender como um expert para que os clientes deixem que guie a conversa. 

Livros de Jordan Belfort

Após a vida em Wall Street, Jordan Belfort segue sua carreira palestrando em diversas instituições sobre vendas e empreendedorismo e escreveu diversos livros como:

O Lobo de Wall Street;

Na autobiografia que deu origem ao filme, O Lobo de Wall Street narra sua história de ambição, poder e excessos por trás de um dos maiores escândalos financeiros dos Estados Unidos.

O relacionamento tumultuado com sua esposa, as aventuras ao redor do mundo com aviões, iates, drogas e mulheres e até as fraudes que o colocaram frente a frente com a Justiça.

A caçada ao Lobo de Wall Street;

Em A caçada ao Lobo de Wall Street, Jordan conta os detalhes de seu início de carreira, fraudes financeiras e tudo que aconteceu com ele depois que seu império desmoronou.

Os segredos do Lobo – O método infalível de vendas do Lobo de Wall Street; 

Reconhecido por sua capacidade de vender qualquer coisa para qualquer pessoa em enormes quantidade, Belfort revela seu método de venda e persuasão chamado de Sistema Linha Reta.

A técnica ensina como influenciar pessoas a superar as barreiras que as impedem de tomar decisões de compra.

Para Belfort “toda venda é igual”, uma vez que todo convencimento teria três elementos que geram total certeza ao consumidor, chamados de “os três dez”: “o produto, a ideia ou o conceito”, “você, confiança e a ligação com você” e “confiança e ligação com a empresa.”

A partir desse princípio, ele escreve sobre os primeiros quatro segundos da venda; tom e linguagem corporal; administração de estado própria; regras para a arte de prospecção; e a arte e ciência de fazer apresentações de venda de alto nível.

Frases de Jordan Belfort

“Vender, vender e vender.”

“Quando você dá para as pessoas um motivo bom o suficiente, elas encontram o ‘como’.”

“A única coisa entre você e seu objetivo é a história que você sempre usa para não alcançá-lo.”

“Se você diz “eu posso” ou “eu não posso” você está certo de qualquer maneira.”

“Sempre há padrões em tudo; há padrões nos livros, há padrões no comportamento humano, há padrões no sucesso, há padrões para tudo na vida. Você só precisa prestar atenção neles.”

“Jogar de modo seguro, sem correr riscos, é um atalho para a pobreza.”

Segredo da Riqueza

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE

Gostaria de Viver de Renda de Imóveis?

Conheça os 3 Melhores Fundos Imobiliários e Receba Renda de Aluguéis Sem Ter um Imóvel.