Quem é John Templeton: História e Estratégia de Investimentos
|

John Templeton: História e Estratégia de Investimentos

Quem é o investidor John Templeton: como ficou rico, estratégia de investimentos na bolsa de valores e livros.

Por
Atualizado em 18/01/2020
Avalie esse texto

Quem é John Templeton, como ficou rico, onde investe e qual sua estratégia de investimento? Descubra e saiba como investir na bolsa de valores da forma como os investidores de sucesso fazem!

Uma das formas para ganhar dinheiro com os investimentos é modelar a mentalidade dos grandes investidores de sucesso da bolsa e replicar os seus acertos.

A maioria deles se tornaram bilionários, mesmo começando a investir na bolsa de valores com pouco dinheiro.

Se você deseja alcançar a sua independência financeira, a melhor forma é saber como investir na bolsa de valores com sucesso.

“Em investimentos, o que é confortável raramente é rentável.”
Robert Arnott, CEO da Research Affiliates.

Então, você está pronto para saber quem é John Templeton e conhecer suas estratégias de investimentos?

Leia até o final e descubra agora como investir melhor o seu dinheiro.

Quem é John Templeton?

Sir John Templeton foi um lendário investidor, gestor de fundos e filantropo. Adepto do investimento em valor é considerado um dos maiores investidores do século XX.

Apesar de ter nascido nos Estados Unidos, abdicou da nacionalidade americana e foi morar nas Bahamas pagar menos impostos e direcionar parte desse dinheiro para a filantropia.

Sua trajetória como um dos principais nomes do mercado financeiro é marcada por estratégias contrárias à multidão.

Fundador do fundo Templeton Growth Fund foi um dos primeiros a buscar oportunidades de investir no exterior.

Infância e adolescência

John Marks Templeton nasceu em 29 de novembro de 1912, na cidade de Winchester, estado do Tennessee, Estados Unidos.

Frequentou a Yale University e se formou, em 1934, como um dos melhores da turma. Durante esse período, se sustentou com o que ganhava jogando poker.

Templeton se formou em direito, em 1936, na Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Vida adulta

Sua carreira como investidor se iniciou em Wall Street, em 1938.

Adepto à filosofia do value investing de Benjamin Graham, levou a estratégia de comprar na baixa e vender ao extremo.

Investia em nações e empresas que estavam “no fundo do poço”, o que ele chamou de “pontos de máximo pessimismo”.

Durante sua trajetória de investidor de sucesso, criou alguns dos maiores e mais bem-sucedidos fundos de investimento internacionais do mundo.

John Templeton sempre foi muito ligado à filantropia. Em 1987 criou a The Templeton Foundation, apoiando diversas causas sociais.

Antes da venda do seu fundo, Templeton renunciou à sua cidadania americana.

Isso permitiu que ele economizasse US$ 100 milhões que pagaria em impostos para a filantropia.

John Templeton foi um dos filantropos mais generosos da história, No total, ele doou mais de US$ 1 bilhão a causas de caridade.

Em razão de seus feitos filantrópicos, foi condecorado com o título de Sir, o mais alto grau concedido pela realeza britânica.

John Marks Templeton faleceu aos 95 anos em 8 de julho de 2008, em Nassau, Bahamas, vítima de pneumonia.

Nome Completo: John Marks Templeton

Data de nascimento: 29 de novembro de 1912

Nacionalidade: Britânico, nascido americano.

Ocupações:  investidor, gerente de fundos e filantropo 

Banner will be placed here

Como John Templeton Ficou Rico?

John Templeton ficou rico com a estratégia do investimento em valor. Utilizou-se muito do pessimismo do mercado para adquirir verdadeiras barganhas da bolsa.

Durante a Grande Depressão, em 1939, Sir John Templeton pegou dinheiro emprestado para investir na bolsa de valores de Nova Iorque (NYSE).

Comprou 100 ações de cada empresa listada que estivesse sendo vendida por US$ 1 ou menos.

No total, foram 104 empresas, incluindo 34 empresas que estavam em falência. Destas, apenas quatro não tiveram êxito. Com as demais, conseguiu grandes lucros.

Nos cinco anos seguintes, quando a indústria dos EUA começou a se recuperar, seu portfólio cresceu mais de 400%.

Mas o que tornou John Templeton bilionário foi sua iniciativa pioneira de usar fundos mútuos globalmente diversificados.

Depois de se formar, Templeton viajou pelo mundo e identificou que os mercados financeiros de outros países ofereciam muitas oportunidades.

Em 1954, criou o Templeton Growth Fund, um dos primeiros a investir no Japão em meados da década de 1960.

Templeton também criou fundos de investimentos direcionados à certos setores, como energia nuclear, químicos e eletrônicos.

Em 1959, o Templeton Growth Fund abriu para investidores, com cinco fundos e mais de US$ 66 milhões sob sua administração.

De 1954 até 1992, ano que vendeu a empresa para o Franklin Group, obteve um retorno médio de 14,7% ao ano contra 10% de média dos outros fundos.

Para se ter uma idéia, US$ 10 mil investidos em 1954, equivaleria a US$ 2 milhões em 1992

Onde John Templeton Investe

John Templeton é uma lenda do Value Investing, filosofia que consiste em procurar ações que estão baratas, mas que, na realidade, valem muito mais.

Sua estratégia de investimento envolvia “evitar a multidão” e “comprar quando há sangue nas ruas”, ou seja, contrariar as tendências.

Por defender a análise fundamentalista para a escolha de ações, frequentemente investia em ações que outros investidores ignoravam.

Não se restringia só ao mercado americano, procurava oportunidades em mercados do mundo inteiro.

Sua estratégia de comprar nos momentos de baixa do mercado lhe renderam vantagens em momentos em que a economia não ia tão bem.

Em 1939, a Segunda Guerra Mundial afastou os investidores, que, tomados do medo, venderam seus ativos. Com isso, a bolsa americana perdeu metade de seu valor.

Enquanto a maioria vendia, Templeton investia principalmente em commodities e ferrovias que seriam acionadas pela necessidade de transporte de matéria prima e armas.

Sempre foi assim. A estratégia de John Templeton era ir às compras justamente quando o sentimento era o mais negativo.

Em 1968 viu no Japão a oportunidade perfeita de investimentos. O país começava a se recuperar da destruição da guerra e os preços das ações estavam baixos.

Mais do que saber quando comprar, Templeton sabia quando vender.

John Templeton identificou que o mercado japonês começou a inflar e saiu no auge, em 1989. Logo depois, a bolsa japonesa começou a cair.

Adotou posturas parecidas em meados dos anos 2000 com a bolha das empresas da internet e com a China Mobile nos anos 90.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Estratégia de Investimentos de John Templeton

A estratégia de investimentos vencedora de Sir John Templeton era basicamente comprar ações baratas com potencial de crescimento no longo prazo.

Apesar de ir contra a multidão, ele era, sobretudo, um investidor que buscava se tornar sócio de boas empresas e desfrutar dos retornos de longo prazo.

Sir John Templeton utilizava de 10 premissas o sucesso nos investimentos. 

Veja o que aprender com a estratégia desse grande investidor para aumentar suas chances de obter retornos positivos:

1- Invista pelo retorno real (descontada a inflação)

Invista para maximizar seu retorno real. As taxas e a inflação podem corroer os seus retornos. 

Por isso, o retorno no qual o investidor deve estar atento é o que sobra depois de descontado as taxas, os impostos e a inflação. Este é o retorno real.

2- Mantenha sua mente aberta

Seja flexível e mantenha a mente aberta a respeito dos métodos e tipos de investimento.

Não há um ativo melhor ou estratégia vencedora. Existem momentos nos quais determinadas ações estão mais atrativas e modos de investir que se adequam melhor a cada perfil de investidor.

3– Nunca siga a multidão

Compre valor, não tendências ou previsões.

Para obter uma performance superior, você precisa fazer algo diferente, olhar para onde os outros não estão olhando.

4 – Tudo muda

A Bolsa sobe ou cai por motivos distintos, mas não são as oscilações que devem te motivar a investir ou se desfazer das ações.

Mercados em queda e mercados em alta são temporários.

Reconheça oportunidades promissoras e resultados sólidos o suficiente para justificar onde está investindo o seu dinheiro e as mantenha a longo prazo enquanto ainda forem boas.

5 – Evite o popular

A estratégia de Templeton como investidor foi ir contra a tendência geral. Isso o ajudou a identificar ações de valor onde ninguém estava olhando.

Em vez de procurar setores cujas perspectivas gerais eram consideradas otimistas, ele procurou aqueles que haviam sido ignorados.

Encontrou nos mercados pessimistas e negócios problemáticos uma oportunidade de crescimento. 

6 – Aprenda com seus erros

Para John Templeton, o único jeito de evitar erros é não investir e este seria o maior de todos os erros.

Erros podem acontecer e o investidor não deve se desencorajar por conta disso.

Trate cada erro como um aprendizado para evitar que cometa o mesmo no futuro.

Tentar recuperar as perdas tomando riscos maiores é burrice.

7 – Compre ações em épocas de pessimismo

A estratégia de investimentos de John Templeton era aproveitar a época de maior pessimismo para comprar e a época de otimismo para vender.

8 – Lute por valor e barganhas

Adepto do investimento em valor, a relação preço/valor era determinante na hora de fazer seus investimentos.

Sir John Templeton comprava ações baratas, vendidas abaixo do seu valor intrínseco.

9 – Procure pelo mundo todo

Considerado uma lenda do Value Investing, John Templeton procurava por barganhas da Bolsa não só no seu mercado, o americano, como em mercados do mundo inteiro.

Ele foi um dos primeiros investidores a procurar oportunidades de crescimento fora dos Estados Unidos. 

Templeton preferia nações com menos obstáculos regulatórios e inflação baixa.

Um dos seus grandes investimentos foi no mercado japonês no final dos anos 60.

10 – Ninguém sabe tudo

“Um investidor que tem todas as respostas sequer entendeu todas as perguntas.”

Para Sir Templeton, o sucesso é um processo contínuo em busca de respostas para novas perguntas, uma vez que o ambiente político-econômico está sempre mudando.

Achar que sabe tudo, provavelmente acarretará em falhas.

Livros de John Templeton

John Templeton escreveu diversos livros sobre suas estratégias de investimentos e visões de mundo.

Esperava que, ao compartilhar seus princípios, inspirasse os outros a buscar suas próprias leis da vida e alcançar o sucesso.

The Templeton Plan: 21 Steps to Success and Happiness

Neste livro, Sir John Templeton compartilha seu próprio projeto de sucesso e felicidade aos expor vinte e um princípios que governavam sua vida profissional e pessoal.

Suas “leis da vida” incluem honestidade, perseverança, economia, entusiasmo, humildade e altruísmo.

Investing the Templeton Way: The Market-Beating Strategies of Value Investing’s Legendary Bargain Hunter

O livro “Investir da maneira Templeton” oferece uma visão dos princípios e métodos atemporais de Sir John Templeton.

Ele dá exemplos de seus negócios de maior sucesso e detalha seu princípio mais conhecido, investir no ponto de pessimismo máximo.

Outros livros de John Templeton são:

Frases de John Templeton

Mercados em alta nascem do pessimismo, crescem no ceticismo, maduram no otimismo e morrem na euforia.  

O momento de máximo pessimismo é o melhor para comprar, e o momento de máximo otimismo é o melhor para vender.

Comprar quando outros estão vendendo desanimadamente e vender quando outros estão comprando avidamente requer a maior fortaleza e paga as maiores recompensas finais.

Para obter uma barganha, você deve pesquisar onde a generalidade dos investidores está mais amedrontada e pessimista.

Se eu não tivesse buscado novos caminhos, teria sido incapaz de atingir tantos objetivos.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Conclusão

Sir John Templeton (1912–2008), foi um dos principais investidores em valor do mundo. Pioneiro em investir mundialmente e superar o desempenho do mercado de ações em um período de cinco décadas.

Sem dúvidas, John Templeton, deixou ensinamentos valiosos tanto em investimento financeiro como em filantropia.

Descrito como “o maior selecionador de ações global do século XX”, sabia claramente o que era necessário para ter sucesso e alcançar a independência financeira.

Sua estratégia de investimentos era buscar comprar ações com preços abaixo do seu valor intrínseco e fazer o que a maioria dos investidores não estava fazendo.

Sempre incentivou a atitude de manter a “mente aberta”.  Assim, procurou caminhos novos e alcançou diversos objetivos.

O lema que Sir John criou para sua Fundação, “Quão pouco sabemos, quão ansiosos por aprender”, exemplifica bem a sua filosofia como investidor e como pessoa.

Aprenda mais com os Grandes Investidores de Sucesso e Suas Estratégias Vencedoras.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais