Depois de construir uma fortuna no início dos anos 1980 com sua empresa de gestão de ativos, John Henry começou a construir um império esportivo.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Com a Fenway Sports Group (FSG), uma empresa global de esportes, marketing, mídia, entretenimento e imobiliário, o investidor multimilionário tem um verdadeiro império esportivo sob seus domínios.

Entre as equipes principais, ele é dono dos clubes icônicos Boston Red Sox, Liverpool Football Club e Pittsburgh Penguins.

Com uma ampla gama de interesses comerciais, John Henry possui um patrimônio estimado pela Forbes em US$ 5,1 bilhões, o que o coloca como o 699º na lista de Bilionários do mundo em 2023.

Conheça mais da trajetória do gestor e investidor esportivo chefe do Fenway Sports Group.

Quem é John Henry

John W. Henry é um investidor e empresário americano, fundador da John W. Henry & Company, uma empresa de gestão de investimentos e coproprietário da Fenway Sports Group, uma empresa de marketing e gestão esportiva.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Vida e carreira

John William Henry II nasceu em 13 de setembro de 1949, em Quincy, Illinois, Estados Unidos.

Seus pais eram produtores de soja, milho e trigo na fazenda da família, em Forrest City, Arkansas, onde passou a maior parte de sua infância.

Henry então frequentou quatro faculdades, mas não se formou em nenhuma. Ao invés disso, optou por fazer turnês com sua banda.

Nos anos 70, Henry, filho de fazendeiros, começou a negociar futuros de milho e soja para aprender os conceitos básicos de proteção contra o risco de preço de manter um estoque dessas commodities, seja armazenado ou no campo.

No fim da década de 70, ele se mudou para a Noruega junto com sua primeira esposa, Mai, onde aperfeiçoou seus conhecimentos sobre commodities.

Henry desenvolveu um método de acompanhamento de tendências para negociação de futuros e, após ganhos iniciais, abriu sua própria gestora, a John W. Henry & Company, em 1981, em Irvine, na Califórnia, nos Estados Unidos.

Pioneiro como operador de futuros de commodities, John Henry fez fortuna com seu fundo de hedge por mais de 30 anos.

Em 1989, começou a diversificar seu portfólio com sua grande paixão, os esportes.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Sua primeira compra no esporte profissional foi um time da Minor League Baseball, o Tucson Toros da Pacific Coast League. No ano seguinte, Henry vendeu sua participação e logo depois a liga faliu. 

Ele negociou a compra de várias equipes até que comprou uma pequena participação no time da Liga Principal de Beisebol, New York Yankees, em 1991.

Em 1999, ele tornou-se o único proprietário da equipe de beisebol, Florida Marlins.

Henry foi presidente e único proprietário do Florida Marlins de 1999 a 2001 e sócio limitado do New York Yankees de 1991 a 2003. 

Em 2002, ele vendeu os Marlins e, com seu parceiro de negócios, Tom Werner, compraram o Boston Red Sox.

O time que tinha fama de "azarado" na MLB, ganhou o seu primeiro título em 86 anos dois anos depois, encerrando a maldição.

A experiência no investimento esportivo agradou tanto que John Henry fundou a New England Sports Ventures, que mais tarde passaria a se chamar Fenway Sports Group Holdings (FSG).

A empresa adquiriu o estádio dos Red Sox, o Fenway Park, bem como propriedades imobiliárias ao redor do campo.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Em 2010, a Fenway entrou na Premier League ao comprar o Liverpool e também detém participação majoritária na rede de televisão New England Sports Network e na Roush Fenway Racing, da Nascar.

Independente do Fenway Sports Group, Henry e seu sócio Dave Kaemmer fundaram a iRacing.com em 2004, uma empresa que se tornou o principal portal de simulação de corridas de automobilismo do mundo.

Em 2013, Henry comprou o jornal da Nova Inglaterra, Boston Globe, por US$ 70 milhões e, em 2017, o transferiu de volta para o centro de Boston, onde foi fundado. 

Sua esposa, Linda Pizzuti Henry, com quem se casou em 2009, é CEO do jornal.

John Henry tem um filho com Linda e uma filha mais velha do casamento anterior.

Ele mora em Boston a maior parte do ano e costuma ir para sua propriedade na Flórida fora da temporada.

Henry atuou no Conselho de Administração da Futures Industry Association (FIA), da National Association of Futures Trading Advisors e da Managed Futures Trade Association. 

Ele foi eleito para o Futures Hall of Fame da FIA como um líder reconhecido em inovação de produtos financeiros de ativos alternativos, informa seu site.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.