O que é Jogo de soma zero

Jogo de soma zero é um sistema de jogos em que o ganho de um jogador representa necessariamente a perda para o outro jogador. O conceito do jogo de soma zero faz parte de um ramo da matemática aplicada chamada teoria dos jogos.

Tanto o conceito de jogo de soma zero quanto a teoria dos jogos é muito utilizada em momentos de tomada de decisão uma vez no mercado financeiro, por exemplo, normalmente o lucro de um agente é consequência do prejuízo de outro agente.

Por conta disso, aqueles investidores que entendem um pouco sobre o jogo de soma zero e da teoria dos jogos, acabam tendo vantagem sobre outros investidores. Portanto, essa área da matemática acabou se tornando muito popular com o passar dos anos.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Equilíbrio de Nash e Jogo de soma zero

Outro conceito presente na teoria dos jogos é o chamado “Equilíbrio de Nash”, esse conceito é uma forma de se resolver um jogo de soma zero e então obter um resultado positivo em qualquer jogo que envolva essas características.

Esse conceito foi desenvolvido pelo matemático John Nash, em 1951, com base no seguinte questionamento: teriam os participantes incentivos suficientes para cooperar ou cada um sempre decidir por um caminho que o resultado final acaba não sendo o ótimo.

Isso foi um divisor de águas na época pois refuta o que pregava o economista Adam Smith: havendo competição, o espírito empreendedor individual beneficiaria a coletividade de um modo geral.

Nash, ao estudar como resultados ótimos podiam ser obtidos, defendia que as decisões individuais deveriam tanto beneficiar o indivíduo como todo o grupo, de forma que todos cooperassem.

Isso é evidenciado no famoso caso do dilema do prisioneiro onde:

Dois suspeitos (A e B) são levados a uma delegacia e colocados em salas individuais:

  • Se ambos permanecessem calados, cada um cumpriria pena de 1 ano;
  • Se ambos se acusassem, cada um cumpriria pena de 3 anos;
  • Se A incriminasse B e B permanecesse calado, A seria libertado e B cumpriria pena de 6 anos.

Diante dessas alternativas, fica evidente que, apesar de cada um querer sair da cadeia o mais rápido possível, nenhum deles deveria tomar a decisão que lhe seria mais racional (incriminar o outro).

Verifica-se então como uma decisão individual afeta o resultado final que, sem os devidos incentivos para a cooperação, pode levar a um cenário pior do que a situação inicial, por mais racional que essa decisão seja.

Jogo de soma zero e Investimentos

Em 1944, os matemáticos John von Neumann e Oskar Morgenstern publicaram a obra que se tornou referência no meio acadêmico: “Teoria dos Jogos e Comportamento Econômico”. Apontando a importância desse conceito para o mundo da economia.

Para desenvolvê-la, partiram do pressuposto do homo economicus, portanto, abordam a ideia e conceito de Adam Smith e o liberalismo naquele momento.

Segundo a ideia do homo economicus, a pessoa toma decisões com o intuito de obter o melhor resultado econômico possível, e aplicaram os modelos matemáticos que explicam essa lógica.

Assim, a Teoria dos Jogos é o estudo das estratégias usadas por agentes racionais quando precisam tomar decisões em certos ambientes de competição perfeita e cujas informações são do conhecimento de todos.

Seu entendimento trouxe à tona o fato de o indivíduo estar inserido em uma sociedade e, portanto, as suas ações influenciam a realidade dos demais.

Apesar de ser aplicável em diversas áreas, o jogo de soma zero no campo da economia, é uma importante ferramenta para a elaboração de políticas públicas. Dado que permite testar teorias econômicas, considerando diversos fatores, para se obter uma visão mais pragmática.

Portanto, o investidor deve estar atento ao impacto que essa estratégia causa em seus investimentos, uma vez que pode influenciar diretamente em seus resultados. Principalmente quando se trata de mercado futuro e Renda Variável.