O que é Joesley Day

Joesley Day é um acontecimento político que impactou também o mundo dos investimentos. Ocorreu em 17 de maio de 2017, onde houve o vazamento de uma conversa entre o ex-presidente Michel Temer e Joesley, um dos empresários responsáveis pela empresa JBS.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O vazamento dessas informações acabaram criando uma crise política muito forte naquele momento. Isso fez com que as discussões sobre a reforma da previdência que ocorria naquele momento ficassem em segundo plano.

Essa instabilidade acabou afetando a empresa e também o mercado financeiro em um geral, já que criou-se uma grande dúvida quanto à integridade do presidente e do seu governo. Além disso, foi descoberto o uso de informação privilegiada por parte dos empresários da JBS.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Insider Trading e Joesley Day

Além do vazamento da conversa, os empresários Joesley Batista e seu irmão Wesley Batista acabaram sendo acusados de insider trading, uma prática ilegal no mercado financeiro.

O insider trading é o uso de informação privilegiada de uma empresa para obter vantagem no mercado financeiro. 

Essa informação privilegiada acontece quando alguém consegue obter alguma notícia antes que a mesma se torne um fato relevante, dessa forma é possível negociar ativos antes que se torne pública a notícia.

No caso do Joesley Day, ocorreu o vazamento da conversa onde o presidente Michel Temer dava aval para que fosse comprado o silêncio do ex-presidente da câmara de deputados, Eduardo Cunha.

A acusação é de que os dois empresários teriam vendido uma grande quantia de ações da JBS e comprado dólares, antes de ser divulgado esse conteúdo da delação, pois sabiam que iria impactar fortemente o mercado financeiro brasileiro.

Com isso, eles sabiam que no dia da divulgação, as ações da JBS iriam sofrer uma queda no valor, enquanto o dólar teria uma valorização, por conta do escândalo e instabilidade gerado pelo conteúdo da conversa.

Com o passar do tempo e a descoberta de novas provas, Wesley Batista virou réu em uma ação penal que julga se ele realmente se utilizou dessas informações ilegais para ganhar dinheiro no mercado financeiro, o montante ganho na operação pode chegar a quase R$70 milhões.

Além das diversas multas e medidas administrativas, Joesley foi preso pela primeira vez no ano de 2017, sobre a acusação de vários crimes, como:

  • Manipulação de mercado
  • Fraude Financeira
  • Pagamento de propina 
  • Corrupção

Esse é um dos casos de maior expressão envolvendo o uso de informação privilegiada no mercado financeiro brasileiro. Principalmente pela importância política que teve naquele momento.

Impactos do Joesley Day

No dia do vazamento, o Ibovespa registrou uma queda de 9%, essa queda foi a maior em quase 9 anos. Já o dólar teve uma valorização de 10%, afetando de forma drástica o rendimento de grande parte dos investidores.

As ações da JBS que eram negociadas a uma média de R$10 sofreram uma grande queda, chegando ao patamar de R$5. Portanto, seus investidores viram seu capital cair cerca de 50% por conta de toda essa polêmica.

Esse impacto só não foi maior pois a B3 decidiu utilizar a ferramenta chamada circuit breaker. Uma ferramenta utilizada para amenizar movimentos muito bruscos e voláteis no mercado, dessa forma as negociações ficaram paralisadas por um certo período.

Com isso, o Brasil acabou passando certa insegurança para os investidores estrangeiros, ocasionando uma fuga de investidores e dinheiro vindos do exterior. Isso é muito negativo para o país, uma vez que acaba enfraquecendo todo o cenário de investimentos.

Porém, houve um esforço muito grande por parte dos órgãos fiscalizadores, para que o caso fosse solucionado e os culpados fossem punidos. Essa era a única forma de trazer novamente a confiança dos investidores e acalmar essa instabilidade.