Jim Cramer é uma figura célebre e controversa para o público americano.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Apresentador do programa de negociação de ações da emissora CNBC "Mad Money", é um guru das ações que aconselha os investidores a escolherem as melhores ações da bolsa nos EUA.

Recentemente, Cramer revelou como ele investe seu próprio dinheiro e por que mantém 50% do patrimônio em dinheiro.

Conheça a trajetória do astro dos investimentos Jim Cramer e como ele alcançou a fama e o sucesso profissional.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Quem é Jim Cramer

Jim Cramer é ex-gerente de fundos de hedge, autor e apresentador de TV.

Personalidade da TV americana, apresenta o programa de negociação de ações “Mad Money” na CNBC.

Cramer também dirige o "Investing Club" da mesma emissora, um clube de investimentos que permite aos membros obter acesso às movimentações e análises de seu portfólio.

Vida e carreira

James Joseph Cramer nasceu em 10 de fevereiro de 1955, em Wyndmoor, Pensilvânia, um subúrbio próximo à Filadélfia.

Filho de pais judeus, sua mãe, Louise A. Cramer (1928–1985), era uma artista e seu pai, N. Ken Cramer (1922–2014), era um empresário, proprietário da International Packaging Products, uma empresa que vendia papel de embrulho, caixas e sacolas para varejistas e restaurantes.

Seus primeiros dólares, Cramer ganhou vendendo sorvete no estádio durante os jogos do time de baseball, Philadelphia Phillies.

Cramer frequentou a Universidade de Harvard, onde obteve um diploma de ciências políticas em 1977.

Em 1978, Cramer começou a trabalhar como repórter no Tallahassee Democrat e no Los Angeles Herald Examiner.

Sua experiência jornalística começou na faculdade quando se tornou presidente e editor-chefe do Harvard Crimson. 

Ele continuou seus estudos na Harvard Law School, se graduando em direito em 1984.

Durante essa época, Cramer começou a investir no mercado de ações. Seu histórico de escolhas bem-sucedidas lhe rendeu um emprego de corretor de ações na Goldman Sachs, em Nova York.

Em 1987, Jim Cramer começou sua própria empresa de fundos de hedge, Cramer & Co.

Ele administrou seu fundo de 1987 a 2000 e teve apenas um ano de retornos negativos

Ainda em 1996, Cramer co-fundou o TheStreet.com, um site que fornece comentários e conselhos sobre o mercado de ações.

Ele vendeu a empresa para o TheMaven por US$ 16,5 milhões em 2019.

Mesmo obtendo muito sucesso no fundo de hedge, Cramer decidiu se aposentar da negociação ativa em 2001.

De 1987 a 2001, ele entregou um retorno médio anual geral de 24%, rendendo uma média de mais de US$ 10 milhões por ano durante todo o período de 14 anos.

Jim Cramer voltou ao jornalismo em 2005 assinando contrato para ser o apresentador do programa da CNBC "Mad Money" que o catapultou para a fama.

O objetivo do programa é ensinar seus espectadores a pensar como investidores profissionais. 

A popularidade do programa aumentou consistentemente nos últimos 10 anos, tornando-o um dos programas de investimento mais populares da TV americana.

O sucesso de Cramer em "Mad Money" permitiu que ele aparecesse como convidado em vários programas de investimento em várias empresas de transmissão. 

Jim Cramer foi casado com a ex-operadora do mercado de ações Karen Backfisch de 1988 a 2009. O casal tem duas filhas. 

Ele se casou novamente em 2015 com Lisa Cadette Detwiler, uma restauradora e corretora de imóveis.

Como Jim Cramer ficou rico

De acordo com o Celebrity Net Worth, Jim Cramer tem um patrimônio líquido estimado em US$ 150 milhões.

A maior parte de seu patrimônio líquido veio de seu sucesso como gestor do fundo de hedge Cramer Berkowitz, mas seu sucesso não parou por aí.

Usando sua experiência, Cramer aumentou seu patrimônio diversificando seus fluxos de renda.

Sua propriedade do TheStreet.com, o sucesso como personalidade de televisão e comentarista da CNBC e autoria de livros contribuíram para engordar sua conta. 

Por seu trabalho na CNBC, Cramer recebe um salário anual de US$ 5 milhões. 

Atualmente, ele também ganha dinheiro com suas palestras.

Onde Jim Cramer investe

Os espectadores do programa de negociação de ações da CNBC “Mad Money” podem se surpreender ao saber que o apresentador Jim Cramer não negocia ações individuais e mantém metade de seu portfólio em dinheiro.

Seus investimentos pessoais incluem:

  • 50% em dinheiro;
  • 40% em fundos de índice dos Estados Unidos;
  • 5% em fundos de índices internacionais;
  • 5% em ouro e criptomoedas.

Parte do motivo é técnico. Para evitar um conflito de interesses na emissora CNBC, Cramer não tem permissão para possuir ações individuais que possam ser discutidas em seu programa.

Sobre os 50% do montante guardado em dinheiro, ele atribui essa decisão à sua esposa Lisa.

“Sou casado, e minha esposa e eu nos sentamos e discutimos nossas finanças”, disse Cramer à CNBC Make It

“E quando fiz 65 anos, ela me disse: ‘O que acontece se eu viver mais que você?’.”

“Eu disse: ‘Bem, isso seria ótimo.’ E ela perguntou: ‘Mas o que acontece se eu possuir uma carteira de ações? O que acontece se o mercado ficar ruim depois que você morrer? Achei que fôssemos parceiros’”.

“Somos parceiros”, lembra Cramer de ter dito. “Mas eu gasto [meu] tempo dizendo às pessoas como lidar com o mercado”, disse ele, referindo-se à sua longa carreira como profissional financeiro, autor e apresentador de programas de TV.

“Lisa disse: ‘Eu não me importo com nada disso. Somos parceiros. Então, estou tomando uma decisão executiva: 50% disso é seu e 50% é meu. E os 50% que eu tenho serão em dinheiro’”.

Antes dessa decisão, Cramer disse ter 100% do dinheiro investido, mas concordou em transferir metade de sua carteira como caixa.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Controvérsias de Jim Cramer

Apesar do sucesso, a carreira de Jim Cramer também não tem escassez de controvérsias. 

Em 1995, ele foi acusado de se envolver em manipulação de mercado depois de escrever sobre várias empresas menores nas quais ele detinha ações. 

Em março de 2008, Cramer respondeu no ar à pergunta de um leitor sobre a saúde do banco de investimento Bear Stearns dizendo: “Não! Não! Não! O Bear Stearns não está em apuros. Se alguma coisa, eles são mais propensos a serem assumidos. Não mova seu dinheiro do Bear.” 

Essa provou ser uma das piores opiniões de Wall Street na história, já que as ações caíram 92% em 14 de março e acabaram sendo vendidas para o JP Morgan por US$ 2 por ação, apesar das ações terem sido negociadas a mais de US$ 60 por ação apenas uma semana antes.

Embora Cramer tenha afirmado que estava se referindo a contas de corretagem e não ações ordinárias, o clipe chegou ao “The Daily Show”, onde o apresentador Jon Stewart espetou Cramer e outros especialistas financeiros.

Também foram levantadas sérias questões sobre a presciência de Cramer como selecionador de ações. 

Em 2007, a Barron's produziu um artigo que observou que os investidores que seguiram as recomendações de Cramer teriam ganho apenas 12% nos dois anos anteriores, em comparação com um ganho de 16% do S&P 500.

O histórico recente de Cramer não é muito melhor. Um artigo do MarketWatch de 2016 destacou como seu portfólio Action Alerts Plus estava com desempenho inferior ao S&P 500 desde que começou a existir em 2001 e que estava piorando desde 2011, um ano em que o portfólio perdeu 11% enquanto o S&P 500 se manteve estável.

Livros de Jim Cramer

Jim Cramer escreveu vários livros sobre dinheiro e investimentos, todos em inglês, sem tradução ao português.

São eles:

Jim Cramer's Get Rich Carefully

"Fique Rico com Cuidado", em tradução livre, mostra como investir suas economias e transformá-las em riqueza real e duradoura sem falsas promessas sobre ficar rico rapidamente.

O livro ajuda o investidor a navegar no mercado e ganhar muito dinheiro sem correr grandes riscos.

Jim Cramer's Getting Back to Even

"Voltando ao equilíbrio", em tradução livre, oferece conselhos sobre como superar seu medo dos mercados e colocar seus investimentos de volta nos trilhos para se recuperar do desastre financeiro de 2008-2009.

Cramer explica como tirar o melhor proveito da situação ruim e não sucumbir ao medo e ao pânico.

Jim Cramer's Stay Mad for Life: Get Rich, Stay Rich 

"Fique rico, permaneça rico" é um guia do investimento vitalício para leitores de qualquer idade.

Cramer cobre todos os fundamentos: como economizar, onde investir, quais armadilhas evitar.

Jim Cramer's Mad Money: Watch TV, Get Rich

Em "Assista TV, fique rico". Cramer mostra aos investidores como pegar os conselhos de seu programa de TV e colocá-los em prática.

Jim Cramer's Real Money: Sane Investing in an Insane World

"Invista sensato em um mundo insano", em tradução livre, Cramer mostra como os investidores comuns podem prosperar, não importa o clima em Wall Street.

Confessions of a Street Addict

No livro, Cramer leva os leitores ao passeio selvagem que é Wall Street revelando como o jogo é jogado, quem quebra as regras e quem se machuca.