O que é JCP- Juros sobre Capital Próprio

JCP - Juros sobre Capital Próprio é uma das formas de uma empresa distribuir o lucro entre os seus acionistas, titulares ou sócios. O JCP beneficia tanto os investidores, quanto a própria empresa, portanto é uma ferramenta positiva para todos os envolvidos.

O investidor recebe uma quantia de dinheiro equivalente a quantidade de Ações que ele detém dessa empresa. Por outro lado, a empresa tem um benefício contábil, pois o dinheiro usado para o pagamento de JCP é considerado como despesa por serem realizados antes do lucro líquido.

Dessa forma o JCP é uma ferramenta muito interessante para o mercado financeiro. Os Juros sobre Capital Próprio, junto aos dividendos são algumas das formas de rentabilizar seu dinheiro através de investimentos em empresas de capital aberto.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

JCP - Juros sobre Capital Próprio e Proventos

No mercado financeiro, existem diversos tipos de proventos, ou seja, existem diversos benefícios distribuídos pelas empresas aos seus acionistas. Cada provento tem suas especificidades, porém os mais comuns são:

  • JCP - Juros sobre Capital Próprio
  • Dividendos 
  • Direitos de subscrição
  • Bonificação

O investidor normalmente conhece como funcionam os dividendos, porém, essas outras formas de provento também são utilizadas no mercado financeiro. Alguns desses proventos tem algumas diferenças quando se trata de impostos e declaração de imposto de renda.

Por exemplo, no caso dos dividendos o investidor não sofre nenhuma cobrança de imposto, uma vez que o imposto é cobrado diretamente da empresa. Portanto, o controle fiscal dos dividendos acaba se tornando mais fácil.

Já no caso do JCP - Juros sobre Capital Próprio, o imposto é cobrado diretamente do investidor. Dessa forma, o investidor paga 15% do valor recebido em forma de JCP. Ou seja, o investidor deve ter um cuidado extra no momento da declaração do imposto de renda.

Isso evita que o investidor tenha problemas com a Receita Federal, facilitando toda a parte fiscal dos seus investimentos.

Vantagens do JCP- Juros sobre Capital Próprio

O JCP - Juros sobre Capital Próprio é mais uma das formas de ganhar dinheiro por meio de investimentos. Isso faz com que a rentabilidade do investidor não esteja ligada somente à variação do preço de suas ações.

Isso cria uma segurança para aquele investidor, pois ele pode buscar aquelas empresas mais sólidas e que tem um histórico de pagamento de proventos. Isso gera uma bonificação para o investidor, pois frequentemente ele vai receber esses proventos.

Ou seja, aquelas empresas que são boas pagadoras de JCP - Juros sobre Capital Próprio acabam atraindo muitos investidores. Principalmente por se mostrarem lucrativas e distribuir esse lucro com seus investidores ao longo do tempo.

Já para a empresa, ficou claro a vantagem tributária que ela adquire ao distribuir JCP, isso acaba trazendo um benefício contábil muito interessante. 

Além dessa vantagem fiscal, a empresa também acaba incentivando que os investidores comprem mais ações dela, uma vez que esse ele obtém lucro do pagamento desse provento. Isso traz uma maior credibilidade para a empresa.

Proventos e Investimentos

No momento de decidir quais empresas o investidor deve aportar seu capital, um ponto para levar em conta é se essa empresa distribui JCP ou outras formas de provento, pois pode ser uma vantagem em relação a seus concorrentes

Além disso, o investidor deve estar sempre atento aos relatórios de desempenho dessas empresas. Com isso, ele pode analisar a lucratividade dessas empresas e decidir se essa empresa tem uma boa estrutura em sua receita e consequentemente em seu lucro.

Ao realizar essa análise, o investidor passa a filtrar quais empresas têm uma melhor distribuição de seus lucros e consequentemente traz mais benefícios para seus investidores, diminuindo seus riscos.

Vale destacar que o pagamento de proventos é apenas uma das formas de obter lucro no mercado financeiro.

Portanto é necessário adaptar a estratégia de investimento junto ao perfil de risco de cada investidor.