Entre os principais compromissos assinados por 103 países durante a 26ª Conferência do Clima no ano passado, em Glasgow, Escócia, está a redução, em 30%, das emissões globais de metano até 2030 - acordo do qual o Brasil é signatário.

E, na agropecuária brasileira, a pecuária de corte fica na mira, tanto aqui quanto lá fora, como uma das maiores emissoras desse gás do efeito estufa, sobretudo a partir da fermentação entérica (arroto) dos bois, conforme estudo da Embrapa.

A fim de cumprir esta agenda, grandes empresas ligadas ao setor pecuário se movimentam para estimular a cadeia produtiva a reduzir suas emissões. Entre elas, a JBS (JBSS3) , que assumiu o compromisso de se tornar "NetZero" - neutra em carbono - até 2040, informa o diretor de Relacionamento com Pecuaristas, Fábio Dias.

"Estamos em uma fase de aprendizado e de buscar alternativas (para reduzir as emissões de metano)." Neste sentido, ele diz que "fomentar a pesquisa" é uma das alternativas.

Um dos caminhos apontados por Dias, por exemplo, e que é uma aposta da JBS, é a redução do tempo de abate dos bovinos para algo entre 24 e 30 meses, já que bois gordos abatidos mais cedo emitem menos metano ao longo da vida.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Além disso, toda a tecnologia embutida na produção de um bovino precoce também é mitigadora, apontam vários estudos.

"É preciso também trabalhar a alimentação dos animais e trazer uma melhora na nutrição", comenta, e acrescenta: "Já existem aditivos que estamos utilizando e que podem ser inseridos na ração; eles vão fazer com que haja uma diminuição de emissões (de metano)."

Essas e outras tecnologias serão debatidas durante um evento promovido pela própria JBS, de forma presencial e virtual, em parceria com a empresa produtora de extratos vegetais para nutrição animal Silvateam, nos dias 4 e 5 de maio - o "Fórum Metano na Pecuária".

Segundo a companhia, os maiores especialistas do mundo debaterão "desafios, metodologias e soluções para a redução das emissões de metano do gado bovino".

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Ainda não temos todas as respostas e vamos em busca delas", continua Dias.

A programação, conforme a JBS, incluirá palestras e debates que vão abordar os verdadeiros impactos da pecuária na emissão de gases de efeito estufa (GEE), técnicas e métricas de avaliação, as soluções disponíveis para mitigação das emissões, assim como formas de mensuração de GEE.

Serão apresentados, ainda, casos de sucesso de iniciativas dos setores público e privado, além de oportunidades para financiamento e créditos de carbono.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Para o executivo da JBS, há várias soluções na pecuária tropical e que mitigam gases do efeito estufa.

Em que pese, ainda, a imagem deteriorada que a pecuária brasileira tem no exterior em relação a problemas ambientais, Dias diz que "é um desafio brasileiro" comunicar as boas iniciativas na pecuária de corte para o público estrangeiro.

"A pecuária tropical bem feita compensa, e muito, as emissões de metano de gado", reforça. "O investidor internacional entende isso, mas falta comunicar, explicar o processo pra ele. Eu acho que é um desafio brasileiro."

Já do lado dos pecuaristas que atuam junto à JBS, Dias observa que há "um misto" entre resistência e adaptação para alcançar a redução de emissões de gases do efeito estufa nos plantéis.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"A reação dos pecuaristas está começando a mudar. Eles percebem que é superimportante, que há vantagens (na produção), que demora menos (para abater o animal), que faturam mais e gastam menos", comenta.

Dias avisa, ainda, que a JBS tende a dar prioridade, no médio prazo, a bovinos provenientes de fazendas mitigadores de gases do efeito estufa.

"Nós vamos privilegiar todo mundo que tem um arranjo produtivo mais eficiente. É o que deve acontecer", garante. No link https://forummetanonapecuaria.com.br/ há a programação completa do evento.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da JBS no Quarto Trimestre de 2021

O resultado da JBS (JBSS3) no quarto trimestre de 2021 (4t21), divulgado no dia 22 de março, apresentou um lucro líquido de R$ 6,5 bilhões no 4T21, apresentando um crescimento de 61,0% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda ajustado da JBS atingiu R$ 13,2 bilhões no 4T21, apresentando crescimento de 86,9% na comparação com o 4T20.

margem Ebitda ajustada da JBS totalizou 13,5% no 4T21, apresentando crescimento de 4,3 pontos percentuais na comparação com o 4T20. 

margem líquida da JBS atingiu 6,7% no 4T21, apresentando crescimento de 1,4 ponto percentual na comparação com o 4T20.

As ações da JBS (JBSS3) acumulam alta de 1,26% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 26,76% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.